Como passar pela imigração nos EUA

Quem faz uma viagem internacional pela primeira vez sente um frio da barriga e um receio sobre como passar pela imigração nos EUA. Confira o passo a passo.

Como passar pela imigração nos EUA
Siga o passo a passo para não ser barrado no aeroporto.

Está roendo as unhas de nervoso por conta da imigração? Não se preocupe. Confira a seguiar a explicação relativa aos procedimentos, as principais perguntas e o que fazer para passar pela imigração nos EUA.

Passar pela imigração nos EUA: passo a passo

Para quem faz sua primeira viagem internacional, o processo de passagem pela imigração pode ser um pesadelo. As longas filas, as perguntas em inglês, o medo de ser barrado ou de apresentar atitude suspeita podem tirar o sono de quem não está habituado com o processo.

Tudo começa ainda no embarque ou no voo, quando são entregues os formulários para entrada no país. Preencha durante a viagem para evitar atrasos na fila da imigração, e se rasurar o documento solicite outro. Documento preenchido, atenção aos próximos passos para passar pela imigração nos EUA:

  1. Siga as placas de orientação para chegada de voos internacionais até a Imigração (Immigration);
  2. Na Immigration, você vai se deparar com duas filas: cidadãos americanos e foreign citizens (cidadãos estrangeiros). Dirija-se à segunda opção;
  3. Aguarde na fila. Esse processo pode demorar desde quinze minutos até mais de uma hora, portanto tenha paciência e vá preparado. Um oficial direcionará os visitantes até os guichês onde farão a entrevista;
  4. Na entrevista, apresente o passaporte e o formulário preenchido no voo e responda às perguntas. Se tudo estiver certo ele carimbará o documento e dará passe livre para partir;
  5. Siga as placas até a área de retirada das bagagens (baggage clain). Pegue suas bagagens despachadas;
  6. Dirija-se à alfândega, e caso não tenha nada a declarar siga a linha verde Nothing to declare. Caso tenha, siga a linha vermelha Goods to declare;
  7. Dirija-se à saída.

É importante ter em mãos também a reserva do hotel, aluguel de carro, carta da empresa e demais documentos que comprovem o motivo da viagem e atestem quantos dias você passará nos EUA.

Desembarquei, e agora?

Após o desembarque e com os formulários já preenchidos, basta seguir o fluxo. Qualquer pessoa que entre no país precisa passar pela imigração nos EUA, seja ela turista ou residente, até mesmo quem está fazendo conexão. Todos vão se dirigir para o mesmo lugar que você.

Siga as placas indicativas e não pare no meio do caminho, como se estivesse observando algo ou por mera distração. Essa atitude pode levantar suspeitas dos policiais. Mantenha o foco, e se tiver dúvidas, converse com algum oficial.

Ao chegar na Imigração, tenha em mão todos os documentos necessários e foque na entrevista em inglês. Haverá vários guichês e muitas pessoas aguardando, então não enrole muito para entrar na fila.

Fila no Aeroporto

 

Visto e formulário I-94

Existem 19 tipos de visto para entrar nos Estados Unidos, mas o de turistas, no geral, costuma ser o B1/B2, enquanto intercambistas e au pair usam o J1. É importante que o visto esteja adequado ao propósito da viagem para evitar dores de cabeça.

O formulário I-94 vem sendo abolido em alguns lugares dos Estados Unidos. O documento mostra a classificação do visto e por quanto tempo o turista está autorizado a ficar no país. O objetivo é servir como registro de quem entra e sai como imigrante.

Países que exigem visto de viagem para brasileiros

Perguntas comuns que fazem na imigração

Após ser direcionado ao guichê, o turista será entrevistado por um policial, que vai querer saber o motivo da viagem. A entrevista será em inglês, portanto se tiver dificuldades com o idioma peça para um intérprete ajudar.

As perguntas e frases ditas pelos policiais costumam ser sempre as mesmas. Em alguns casos eles podem pedir mais detalhes sobre a estadia no país ou variar algumas questões. Cumprimente o oficial assim que chegar e prepare-se para responder as seguintes questões padrões:

  • Please, wait behind the yellow line (Por favor, aguarde atrás da linha amarela);
  • Your ticket and passport, please (Sua passagem e passaporte, por favor);
  • Can I see your passport and form, please? (Posso ver seu passaporte e formulário, por favor?);
  • How long are you staying? (Por quanto tempo você vai ficar?);
  • How long do you plan to stay in USA? (Quando tempo você pretende ficar nos Estados Unidos?);
  • Where are you coming from? (De onde você vem?);
  • What is your country of residence? (Qual o seu país de residência?);
  • Why are you visiting the USA? (Por que você está vindo para os EUA?);
  • What’s the purpose of your visit? (Qual o propósito da sua viagem?);
  • Where will you be staying? (Onde você vai ficar?);
  • Business or leisure? (Negócios ou lazer?);
  • Which city is your final destination? (Qual cidade é o seu destino final?);
  • Do you have any family/relatives in the USA? (Você tem família ou parentes nos EUA?);
  • What’s your job? (Qual é o seu trabalho?);
  • How much money did you bring with you? (Quanto dinheiro você trouxe com você?);
  • Have you been to the USA before? (Você já veio para os Estados Unidos antes?);
  • Why are you traveling alone? (Por que você está viajando sozinho?).

Após as perguntas, o policial pedirá para o turista colocar as digitais em um aparelho eletrônico, e caso seja aprovado ele vai tirar uma foto, carimbar o formulário de imigração, carimbar o passaporte e dizer a tão esperada frase: “Welcome to the United States!”.

Importante: guarde a parte destacada do formulário! Ela será necessária na viagem de volta.

O que não dizer

Demonstrar nervosismo ou ansiedade pode levantar suspeitas, então é importante manter a calma. Concentre-se e foque na entrevista e em entender tudo que o oficial está dizendo, respondendo objetivamente e sem se enrolar nas respostas.

Se não souber falar inglês ou tiver dificuldades com o idioma é bom deixar claro logo de cara e pedir um intérprete. Caso contrário você pode acabar falando algo que não devia e provocar desconfiança.

Outra opção é fazer uma carta em inglês respondendo às perguntas padrões e explicando que não é fluente no idioma. Na carta devem estar detalhados o local da hospedagem, o período de estadia e um telefone de contato que possa confirmar as informações.

Na fila da imigração, se estiver acompanhado, evite bater papo, falar alto ou fazer brincadeiras com os colegas. Essas atitudes podem chamar atenção dos oficiais de forma negativa. Também desligue os aparelhos eletrônicos e nada de selfies ou de checar o Facebook. Concentre-se em passar pela imigração nos EUA.

Revista no Aeroporto

 

Se for barrado na imigração dos EUA, o que fazer?

Em 2014, segundo reportagem publicada pelo Estadão, 873 viajantes brasileiros não puderam entrar nos Estados Unidos, sendo que dois milhões de turistas do Brasil foram admitidos como visitantes no mesmo ano.

Caso o oficial que faça a entrevista desconfie de algo, o turista será levado para uma sala, onde os policiais são autorizados a revistar os pertences pessoais e fazer perguntas mais detalhadas para entender o motivo da viagem. Mais uma vez, manter a calma é importante, assim como responder as perguntas objetivamente.

Não questione as razões pela qual está sendo levado para uma segunda entrevista. Isso pode dificultar a situação. Não apele para a emoção ou caia em contradição, e também não pergunte o que poderá acontecer caso seja barrado ao passar pela imigração nos EUA.

Para minimizar os riscos de ser barrado, é bom seguir algumas dicas:

  • Mantenha os documentos em ordem – passaporte válido até o último dia nos EUA, passagem de volta, reserva de hospedagem ou carta-convite, carta da empresa e visto;
  • Tenha dinheiro em mãos, nem que seja no cartão de crédito ou no pré-pago, para mostrar que está preparado para os primeiros gastos;
  • Atente-se ao vestuário. Segundo o Itamaraty, é preciso usar roupas de acordo com os padrões locais e a época do ano em que a viagem ocorrerá. Peças muito leves em período de inverno, por exemplo, podem levantar suspeitas. 

O turista que for barrado tem alguns direitos, que devem ser cumpridos pelo aeroporto local:

  • O período máximo que uma pessoa pode ficar retida é de três dias;
  • Os documentos devem ser devolvidos após a liberação ou embarque de regresso;
  • O turista tem direito à alimentação, água, assistência social e local seguro para guardar seus pertences enquanto estiver retido;
  • O turista pode telefonar quantas vezes quiser de um telefone público, mas deve arcar com os custos da ligação;
  • Um intérprete pode intermediar as conversas, caso o turista não seja fluente em inglês.
  • O consulado brasileiro deve zelar pelos direitos do turista barrado e enviar informações sobre seu estado à família.
  • O telefonema para a embaixada pode ser feito antes do telefonema e o brasileiro não é obrigado a assinar declarações com as quais não concorde.

Caso seja deportado, o turista deverá arcar com os custos da passagem de volta. Se tudo estiver correto ele será liberado em pouco tempo para entrada nos Estados Unidos.

Veja também: 

Gostou? Compartilhe!
Na Web:

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar