Para-brisa trincado pode ter conserto. Veja como dar um jeito sozinho até chegar num especialista

Durante uma viagem ou em um simples percurso, pedras na estrada podem resultar em um para-brisa trincado. Veja como agir para reverter a situação.

Para-brisa trincado pode ter conserto. Veja como dar um jeito sozinho até chegar num especialista
Seguir os passos corretos rapidamente podem salvar um parabrisa trincado.

Faça um test drive gratuito

Seja durante uma viagem em família ou em um simples percurso, pedras na estrada ou mesmo chuvas de granizo podem resultar em um para-brisa trincado. Por ser uma das partes mais vulneráveis do veículo, o parabrisa necessita de reparos instantâneos, para que a trinca não aumente e o condutor seja prejudicado com falta de visibilidade e multas. Atualmente, a técnica de reparo de um parabrisa trincado é bastante rápida e simples, sendo aconselhada para trincas até os 4 centímeros de diâmetro, se circular, ou 20 centimentos de comprimento, se reta. Veja a seguir quais deverão ser os primeiros passos a serem tomados diante de uma trinca antes de encaminhar o veículo a um especialista.

Para-brisa trincado, o que fazer?

parabrisaquebrado


Ao contrário do que estamos acostumados a ouvir, colocar adesivos não impedem que a trinca aumente, no entanto, protegem o buraco de umidade e impurezas se colocado pelo lado externo do veículo. O segredo é não perder tempo. Assim que o dano foi causado, proteja-o com um adesivo (às vezes fornecido pelas próprias seguradoras) o mais rápido possível. Não lave e nem aplique nenhuma substância no local, apenas leve o veículo a um especialista. O processo de reparo da trinca é simples e demora cerca de 30 minutos, devolvendo totalmente a integridade do vidro. A técnica de reparo consiste basicamente em eliminar todas as impurezas da trinca, removendo o ar e então preenchendo a área com resina. Quanto mais rápido o reparo for feito, melhor é o resultado, tornando o dano praticamente invisível.

Quando o reparo de um para-brisa trincado não pode ser feito?

A PROCURA DO CARRO IDEAL?
Antes de comprar, informe-se, teste e compare. Agende um test drive gratuito.

O reparo de um para-brisa trincado só não é realizado em situações na qual a trinca está localizada em uma região crítica de visão do condutor ou nas bordas do vidro. Neste caso, a troca completa deverá ser efetuada. A regra é estabelecida pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e também esclarece que os reparos somente são autorizados em parabrisas laminados, portanto, fique de olho ao comprar vidros de procedência duvidosa. Em casos em que o vidro é temperado, o reparo também não é aconselhado, pois este pode estilhaçar.

Dicas e Precauções

Algumas dicas são bastante valiosas para evitar danos ao para-brisa. O principal é manter distância da traseira de caminhões na estrada, pois estes costumam arremessar as pedrinhas grudadas nos pneus ao veículo que está atrás. Estradas esburacadas também podem aumentar as chances de ter o vidro danificado. Outro grande causador das trincas é a oscilação brusca na temperatura, como por exemplo a que ocorre quando o ar condicionado é ligado em temperatura muito baixa enquanto ao lado externo, o calor é extremo. 

Mesmo tomando as devidas precauções, diante de um para-brisa trincado, optar pelo reparo é economia certa. A técnica custa em média R$ 100,00 - podendo ser menor em veículos populares -, enquanto efetuar a troca do para-brisa por completo pode ultrapassar os R$ 500,00. Não espere. Trincou? Procure reparo imediatamente. Desde 2006, circular com o veículo apresentando danos ao para-brisa é infração grave e passível de multa no valor de R$ 127,69, além da apreensão do veículo até sua regularização.

Antes de comprar, experimente. Agende um test drive sem custo e sem compromisso.
 

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar