Esses são os países com maiores impostos do mundo

Já imaginou quanto cada país arrecada com impostos pagos pelo cidadão? Fizemos um guia para você ver os países com maiores impostos do mundo, clique aqui e veja a lista completa.

Esses são os países com maiores impostos do mundo
Até setembro serão mais de 1 trilhão de reais arrecadados com impostos

Não é novidade para ninguém que o Brasil é um dos países com maiores impostos do mundo, mas você tem ideia de quanto arrecadamos por ano, quando outros países arrecadam e quanto cada um investe na população? Montamos um artigo especial explicando como isso tudo.

Esses são os países com maiores impostos do mundo

Em 2015, pelo quinto ano seguido, o Brasil apareceu entre os 30 países com maiores impostos mundo. Também pela quinta vez, ficamos em último lugar em qualidade dos serviços públicos e investimento na população. O Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, conhecido como IBPT, publicou no final do ano um ranking com os 30 países com maiores impostos. Esse ranking avaliou arrecadação de tributos, Produto Interno Bruto e o Índice de Desenvolvimento Humano da ONU.

Confira a lista dos países com maiores impostos do mundo, a porcentagem refere-se ao valor da carga tributaria no PIB do pais:

11º Brasil 35,04%
10º Eslovênia 36,80%
9º Hungria 38,90%
8º Luxemburgo 39,30%
Áustria 42,50%
6º Itália 42,60%
5º Suécia 42,80%
4º França 43%

3º Bélgica 43,20%
2º Finlândia 44,00%
Dinamarca 45,20%

Se levar em conta o baixo retorno que o brasileiro tem em saúde, educação e segurança, é possível dizer que temos a maior carga tributária do mundo, mesmo não tendo carga tributária tão alta no PIB como Bélgica e França, por exemplo.

Na Alemanha, os tributos são 36% do PIB, um valor bem parecida com o do Brasil. O PIB nacional é muito menor que o da Alemanha, por aqui, a carga tributária corresponde, em média, a US$ 5.600 por pessoa. Em outras palavras, o nosso governo teve esse valor para gastar com cada cidadão segundo o cálculo feito pelo IBPT. Já na Alemanha, os tributos arrecadados por pessoa foram de US$ 16.000, em média. Sendo assim, o governo alemão, tem o triplo de recursos para utilizar com cada habitante.

Um dos maiores problemas é o exagerado número de impostos cobrados, atualmente são 92 tributos em vigor, entre impostos, taxas e contribuições, podendo chegar a 93 se a CPMF voltar. Países como Espanha e Dinamarca têm 13 e 14 tributos em vigor, respectivamente. A Espanha arrecada menos que o Brasil, 32%, e tem melhor IDH.

Por fim, quem acaba pagando mais impostos é quem recebe menos, pois a carga tributária em produtos e serviços é a mesma para todos os cidadãos. Uma pessoa que recebe um salário mímico paga os mesmo 37% de imposto sobre o litro da água consumida que uma pessoa que recebe R$ 100 mil por mês.


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar