Os países com as melhores médias salariais do mundo

Descontando os impostos e taxas, quais são os países que oferecem os maiores salários líquidos e qualidade de vida? Conheça!

Os países com as melhores médias salariais do mundo
O que sobra depois de descontar impostos?

encontre o seu próximo emprego aquiconsulte já

Já parou para pensar em quais países pagam os melhores salários aos seus trabalhadores? Se sim, é hora de fundamentar o seu pensamento em pesquisas e conhecer os países que têm os melhores salários do mundo. O cálculo é feito com base nos ganhos anuais líquidos, já descontando os impostos e taxas, considerando um trabalhador individual e sem filhos. O valor que sobra da renda per capita é o que pode ser gasto em produtos e serviços – incluindo o lazer.

As cidades com mais oportunidades para os jovens em todo o mundo

A pesquisa do OECD

O estudo foi divulgado em 2015 pelo OECD (The Organisation for Economic Co-operation and Development). A organização trabalha em conjunto com os governos dos países, desenvolvendo pesquisas e soluções em economia para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos e solucionar problemas. Veja quais são os 10 países do mundo que pagam os melhores salários.

10. França

melhoressalariosdomundo


A fama dos franceses de protestar por melhores condições e qualidade de vida lhes rendeu o décimo lugar na lista e uma das 70 maiores economias do mundo. De acordo com o economista Paul Krugman, os franceses são tão produtivos quanto os norte-americanos. No entanto, eles têm uma força de trabalho menor e, quando trabalham, trabalham menos horas. Isso se deve à jornada de trabalho de 35 horas semanais imposta em 1999. Um francês recebe U$ 28.800 por ano após descontos, o que representa 49,4% na média. É a segunda maior taxa de descontos entre os países pesquisados pela OECD.

9. Suécia

Com base nos dados do Banco Mundial, o reino escandinavo é o sexto maior país do mundo em termos de renda per capita. A Suécia é uma economia mista orientada para a exportação. Aço, hidrelétricas e madeira compõem a base da economia com grande ênfase ao mercado estrangeiro. O socialismo democrático presente no país mantém o sistema de bem-estar social nórdico providencia cuidados de saúde universal e educação superior gratuitas aos seus cidadãos. Em troca disso, as pessoas pagam 42,4% dos seus salários em impostos, mas mesmo assim ainda recebem U$ 29.185 por ano.

8. Canadá

melhoressalariosdomundo


O Canadá é rico com R maiúsculo. Os vizinhos dos Estados Unidos possuem a terceira maior reserva de petróleo, junto com a Venezuela e Arábia Saudita. O país também é rico em zinco, urânio, ouro, níquel, alumínio e as pradarias canadenses são as mais importantes produtoras mundiais de trigo, canola e outros grãos. A média de salário líquido no Canadá é de U$ 29.365 ao ano, com uma taxa de impostos de 31%, que pagam o sistema público de saúde e a educação. Além disso, a média de trabalho semanal no Canadá é de 36 horas por semana.

7. Áustria

Você ia imaginar que a Áustria, com belas paisagens e uma história incrível tem a 12ª maior renda per capita do mundo? E por que boa parte dos refugiados da Síria passou reto por lá? A Áustria tem uma indústria muito bem desenvolvida. Além disso, a parte mais importante do PIB austríaco provém do turismo (cerca de 9%). Após os descontos de impostos, as pessoas recebem um salário líquido de U$ 31.173 ao ano, o que não é nada mau, considerando que 49,4% do salário é descontado para a previdência social e outros impostos. Essa quantia também cobre um sistema público de saúde e de educação superior de qualidade.

Como trabalhar no exterior em 2016

6. Alemanha

melhoressalariosdomundo


Apesar de a Alemanha não figurar em primeiro nessa lista, é o primeiro lugar em vários outros aspectos. Por exemplo, a Alemanha é a maior e mais poderosa economia nacional na Europa. Contudo, o país é também o primeiro quando se trata da dedução de taxas sobre o salário dos seus trabalhadores: 49,8%. Quase metade! Mesmo assim, ainda tem o mais antigo sistema de saúde pública. Em troca da alta taxa de descontos, as pessoas recebem educação e saúde gratuitas. Depois disso tudo, ainda sobram, em média, U$ 31.252 para gastar com produtos e serviços durante o ano. Nada mau!

5. Austrália

Mais um país com muitas políticas sociais, a Austrália é uma das mais robustas economias do mundo. É uma grande exportadora de alimentos, petróleo e minerais e importa relativamente poucos bens.

OPORTUNIDADE DE EMPREGO
O E-Konomista não brinca em serviço, e vai te ajudar a encontrar a oportunidade certa. Faça o cadastro gratuitamente e receba vagas no Brasil e no exterior.

Em termos do sistema de saúde público, a Austrália figura em segundo lugar do mundo, atrás apenas da Suíça, em 2013. Os cidadãos australianos têm disponíveis U$ 31.588 por ano depois dos descontos, que giram em torno dos 27,7%. A taxa é muito mais baixa que em outros países e, ainda assim, garante que os cidadãos tenham acesso a saúde e boa educação. Além disso, um australiano trabalha em média 36 horas por semana. Invejável!

4. Suíça

melhoressalariosdomundo


A Suíça teve notas altas em vários critérios de performance nacional, incluindo a transparência do governo, liberdade civil, qualidade de vida, competitividade econômica e desenvolvimento humano. Não é difícil imaginar que o país terminaria em terceiro no ranking OECD. O setor de manufatura na Suíça é um dos mais robustos de toda a Europa, produzindo cuidados de saúde e produtos farmacêuticos, especialmente químicos, instrumentos de medição precisos e instrumentos musicais. O salário líquido anual na Suíça é de U$ 33.941 e os cidadãos trabalham, em média, 35 horas semanais.

3. Noruega

A Noruega é um dos países mais ricos em termos de recursos naturais, incluindo o petróleo, água, pesca e minerais. Como a Suécia, o país tem garantidos aos cidadãos os serviços de saúde e de educação (até em nível superior), mas isso tudo tem um preço: noruegueses pagam mais de 37% das suas rendas em impostos. Ainda assim, recebem cerca de U$ 33.492 por ano. O que os noruegueses não pagam em taxas, podem usufruir durante o longo tempo livre que têm, já que trabalham cerca de 33 horas por semana.

O custo de visto e o salário necessário para viver bem em 8 países

2. Luxemburgo

melhoressalariosdomundo


Luxemburgo é mais ou menos o centro financeiro da Europa. É um país pequeno localizado entre a Alemanha, França e Bélgica e desconhecido por muitos países que não fazem parte da Europa. Agora você já sabe qual é um dos melhores países para ir e ficar perto de outros três territórios incríveis. Uma vez que é o maior exportador de aço, produtos químicos, maquinaria industrial e outros produtos, mas também serviços financeiros, ocupa o segundo lugar da lista. A média de salário descontando os impostos gira em torno dos U$ 38.951 por ano, já subtraindo os 37% de taxas, que são capazes de prover a todos os cidadãos o acesso a saúde e educação.

1. Estados Unidos

Talvez o país não esteja no lugar mais justo da lista elaborada pelo OECD, mas obteve o topo pelos US$ 41.355 que recebem anualmente após descontos de 31,6% de impostos na renda per capita. No entanto, a economia liberal americana faz os cidadãos desembolsarem muito para ter saúde e educação superior de qualidade, além da falta de legislação trabalhista, que sequer têm licença parental remunerada, fundo de garantia ou jornadas de trabalho reduzidas. Justo ou não, os americanos são o povo que têm a maior média salarial do mundo.

Estudar inglês vai dar um up na sua carreira. Aprenda rápido!
   

Veja também: 

Gostou? Compartilhe!
Gabriela Ventura Gabriela Ventura

Natural de São Paulo, estudante de Publicidade e Propaganda na USP. Não tem hobbies fixos nem rotina, é apaixonada pelo imprevisto. Foi fazer intercâmbio em Lisboa e... estendeu a estadia por tempo indeterminado.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar