Como descobrir a origem do sobrenome

Já parou para pensar em quantos parentes você tem espalhado por aí? Saiba como investigar a origem do sobrenome e conhecer um pouco da sua própria história.

Como descobrir a origem do sobrenome
Descobrir de onde viemos faz parte da nossa identidade

O nome é o primeiro fator de identificação de alguém. Quando nos perguntamos “Quem sou eu?” de imediato pensamos na palavra no nome que nos serve de referência. Mas não faltam no mundo pessoas com o mesmo nome que o nosso, e o mesmo nada nos diz sobre nossa origem, ancestralidade e raiz. O responsável por nos mostrar de onde viemos é a origem do sobrenome.

O sobrenome nos diz de onde nossa família veio e de onde pertencemos. Para ajudar aqueles que investigam o passado e buscam saber mais sobre suas raízes existem vários sites e meios para descobrir a origem do sobrenome.

Como descobrir a origem do sobrenome

São vários os sites que prometem ajudar o usuário a descobrir a origem do sobrenome e a história da própria família. Entre os principais destacam-se o Family Search, maior organização genealógica do mundo, e o ForeBears, que oferece um dicionário com mais de 11 milhões de sobrenomes do mundo todo.

No familysearch.org o usuário deve preencher um cadastro com seus dados pessoais, com especial atenção para nome, data e local de nascimento, data e local de casamento e data de falecimento. Feito isso uma árvore genealógica é traçada com as principais informações sobre a família.

O site oferece um acervo com mais de quatro bilhões de sobrenomes e permite também que o usuário busque documentos digitalizados de pessoas com o mesmo nome que nasceram antes de 1920. Dessa forma a árvore genealógica fica mais completa e permite uma investigação profunda sobre o passado da família.

Já o forebears.ig trabalha de forma mais simples para descobrir a origem do sobrenome. O usuário só precisa digitar o nome na busca do site e esperar pelas informações sobre origem e significados, além da frequência com que ele aparece nos mais diversos países.

No Brasil o site origemdosobrenome.com traz uma lista com os mais diversos sobrenomes categorizados por letras. Além da raiz do nome ele também oferece uma explicação e breve histórico para quem busca uma pesquisa mais profunda. O site do Museu da Imigração do estado de São Paulo também oferece o recurso de pesquisa do sobrenome.

Mas se a ideia for conhecer, além da origem do sobrenome, um pouco da historia dos membros mais antigos da família, vale a pena recorrer ao mais tradicional meio de pesquisa: a conversa. Pedir para os avós, bisavós e tios contarem um pouco de suas histórias com certeza trará ainda mais riqueza à arvore genealógica e pesquisa sobre o passado do sobrenome.

Lista Telefônica

Origem dos 10 sobrenomes brasileiros mais comuns

A revista Mundo Estranho, com base em dados fornecidos pela Telefônica Vivo (SP), explicou em uma reportagem de 2013 a origem dos sobrenomes brasileiros mais comuns. Confira quais são e se o seu está na lista.

Silva: original de Portugal, acredita-se que surgiu no Império Romano para designar moradores de regiões de mata, já que em latim “silva” significa “selva”. Foi trazido ao Brasil pelos colonizadores e adotado por escravos libertos. O registro mais antigo no país é de 1612;

Santos: também de Portugal, a origem é religiosa e tradicionalmente dada a quem nascia no dia 1º de Novembro – Dia de Todos os Santos. Judeus convertidos que viviam na Península Ibérica também o adotaram para fugir da inquisição;

Oliveira: a origem do sobrenome é portuguesa, e o primeiro a adota-lo foi um português dono de uma vasta plantação de oliveiras. O mais antigo membro da família é Pedro de Oliveira, que viveu há cerca de 700 anos;

Souza ou Sousa: de Portugal, o sobrenome é derivado do latim “saxa”, que significa seixos ou rochas. Tomé de Souza, primeiro governador-geral do Brasil, foi um dos membros ilustres dessa família, que tinha ancestrais entre os visigodos;

Lima: de Portugal, a principal hipótese é que o nome venha do rio espanhol Limia, cuja palavra celta significa esquecimento. A lenda afirma que quem atravessa Limia perde a memória e uma das primeiras famílias portuguesas foi a de dom João Fernandes de Lima;

Pereira: de Portugal, a origem do sobrenome é uma referência a uma propriedade com plantação de peras, localizada ao norte de Portugal. O primeiro a usar o nome foi Dom Gonçalo Pereira, um rico e poderoso senhor do século 13;

Ferreira: de origem espanhola, o nome faz referencia a um lugar onde há ferro ou uma mina de ferro e foi dom Álvaro Rodrigues Ferreira, que viveu na Espanha em 1170, a pessoa mais antiga a ostenta-lo. Aqui no Brasil várias famílias diferentes introduziram o sobrenome;

Costa: usado para designar quem nascia em localidades junto ao mar, em oposição aos Silva, que viviam no interior. A explicação ajuda a entender porque há tantas famílias importantes de sobrenome Silva em Minas Gerais. A origem do sobrenome é portuguesa;

Rodrigues: o nome é medieval e tem origem espanhola (com sufixo ez) e portuguesa (com sufixo es). Rodrigues significa “filho de Rodrigo”, e Rodrigo, por sua vez tem origem germânica e significa “rico em glória”;

Almeida: de Portugal, a palavra é de origem árabe e foi adotada como sobrenome no país lusitano, onde pode ter assumido sentido geográfico para referenciar “a chão plano” ou planalto.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Clara Grizotto Clara Grizotto

Jornalista faz-tudo: social media, assessoria, redação e publicidade. Queria mudar o mundo, mas descobriu que tem muito chão para percorrer antes.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar