O que é Bitcoin e como funciona

Entenda o que é Bitcoin de um jeito simples e tire as suas dúvidas sobre a moeda virtual.

O que é Bitcoin e como funciona
Saiba como adquirir, como gerar e curiosidades obscuras sobre a moeda

Procurando saber o que é Bitcoin? Fizemos um apanhado de informações sobre a moeda eletrônica em inglês e traduzimos para o nosso idioma, para que você saiba o que é Bitcoin, como funcionam as transações com a moeda e o que é necessário para obtê-los. Você vai ficar impressionado como essa forma de fazer e ganhar dinheiro virtual tem crescido ao longo dos anos, desde a sua invenção pelo desenvolvedor conhecido pelo pseudônimo de Satoshi Nakamoto, em 2009.

O que é Bitcoin: perspectiva básica

Para saber o que é Bitcoin, vamos dar uma perspectiva básica e uma avançada da moeda virtual. O Bitcoin é uma moeda eletrônica que não sofre câmbio nem controle de bancos ou de governos. Eles podem ser gerados pela compra usando a moeda do seu país ou pela troca de serviços – quando alguém aceita Bitcoins como forma de pagamento, usa-os para outro serviço e faz a moeda virtual circular. Ele circula como qualquer outra moeda, com a diferença de que você não os terá em papel, como temos os reais, euros e dólares por aí. Você não vai entregar o Bitcoin ao vendedor final, apenas irá transmiti-lo a ele virtualmente.

5 cuidados que você deve ter ao comprar pela internet

Como assim? Eles ficam armazenados na sua máquina e só saem dela quando você transmite a outra pessoa que os aceite como forma de pagamento. Hoje, até a construtora Tecnisa aceita-os como parte do valor de um apartamento. Se quer saber com mais precisão o que é Bitcoin, vai precisar de uma grande capacidade de abstração e ficar absorvido pelo mundo dos computadores. Mas nós estamos aqui para te ajudar com isso e explicar de um jeito simples. Vamos lá.

QUER A
SUA INTERNET RÁPIDA
E BARATA?
mude já!

Uma visão mais profunda de o que é Bitcoin

Para saber mais sobre o que é Bitcoin, você vai precisar mergulhar no mundo da informática e programação. O Bitcoin é uma moeda digital, criada e operada apenas em meios eletrônicos. Não há intermédio de Bancos Centrais no seu controle nem câmbio. Ninguém o controla, e por isso há uma descentralização dos meios de pagamento que torna uma moeda internacional.

Os Bitcoins não são cédulas impressas como as moedas que conhecemos. Eles são produzidos por pessoas e negócios em ascensão, rodados em computadores do mundo inteiro que usam um software capaz de resolver problemas matemáticos que quebram códigos e produzem a moeda. Todas essas máquinas juntas funcionam como um Centro de Processamento de Dados (CPD) que os bancos têm nas suas sedes.

Ok, e o que você tem a ver com isso? Tudo. Pelo fato de não sofrerem com a regulamentação de nenhum país, a descentralização faz com que os Bitcoins sejam aceitos por e-commerces e até como parte do pagamento do seu imóvel em algumas construtoras.

O site MapaBitcoin mostra, em um mapa, os estabelecimentos que aceitam Bitcoins como forma de pagamento no Brasil. Já existem mais de 150 estabelecimentos que aceitam a moeda virtual: academias, marcenarias, clínica veterinária, advogados e até confeitarias.

Como fazer Bitcoins

Já foi mais fácil fazer Bitcoins quando a moeda era uma novidade. As moedas são geradas por softwares instalados em CPUs ou GPUs que façam a descriptografia dos dados de transações com a moeda e emitir a confirmação. Para isso, além da CPU e GPU você vai precisar de habilidades avançadas de programação em C++ e do Software gratuito para instalar na sua máquina.

Pelo fato de não ter uma instituição ou controle, o Bitcoin não tem um Centro de Processamento de Dados (CPD), com prédios destinados apenas à criptografia dos dados e computação das transações. Por isso, o CPD do Bitcoin é espalhado nas máquinas dos colaboradores dispostos a descriptografar esses códigos usando o software. Quem entrou nessa no começo conseguiu fazer muito dinheiro virtual, por conta da alta demanda pelo processamento dos dados das transações.

Hoje, já não é muito rentável gerar Bitcoins porque o gasto que você terá com uma máquina de alto desempenho talvez não alcance o valor gerado. Mesmo que já tem a máquina, talvez não compense nem pelo reflexo que os Bitcoins gerados terão no aumento do seu pacote de internet e na sua conta mensal de energia. Então, por enquanto, essa demanda está suprida e o jeito é comprar Bitcoins ou aceitá-los como pagamento pelos seus serviços. Assim, você pode especular o mercado juntando os seus e vendendo aos interessados ou gastá-los nos serviços que os aceitem.

Do outro lado da moeda

Os Bitcoins também têm o seu lado obscuro. Como já mencionado, Bitcoins não têm controle do governo. E sabe esse CPD que mencionamos acima? Pois é, pelo fato de as informações correrem em diferentes computadores de todas as partes do mundo, comprar com Bitcoins é uma transação que não pode ser rastreada. Na deep web, os 90% de internet que nem você, nem a Polícia Federal nem o Google encontram e são acessadas pela máfia e por criminosos, os Bitcoins são usados para transações ilícitas, como forma de pagamento de armas, drogas e até tráfico de pessoas no mundo inteiro.

Encontre a solução de internet banda larga com o melhor custo benefício.

Veja também: 

Gostou? Compartilhe!
Gabriela Ventura Gabriela Ventura

Natural de São Paulo, estudante de Publicidade e Propaganda na USP. Não tem hobbies fixos nem rotina, é apaixonada pelo imprevisto. Foi fazer intercâmbio em Lisboa e... estendeu a estadia por tempo indeterminado.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar