O que acontece se deixar de pagar empréstimo bancário?

Veja quais são as consequências de não quitar a dívida e entenda a importância de renegociar junto à instituição bancária para não deixar de pagar empréstimo

O que acontece se deixar de pagar empréstimo bancário?
Saiba o que acontece com as pessoas que deixam de quitar a dívida

As consequências de deixar de pagar empréstimo são muitas. A dívida aumenta em pouco tempo e o tomador não conseguirá pagar e precisará buscar outras formas para pagamento - isso sem contar as cobranças sem fim da empresa que emprestou o valor. O ideal é nunca deixar de pagar empréstimo, pois os juros e multas vão fazer a dívida crescer como uma bola de neve.

Leia também: Como fazer um empréstimo no banco
 

Dívidas com o banco, o que fazer?


Para quem deixar de pagar empréstimo, a dica é sempre tentar uma saída para tentar negociar com o banco. Durante a negociação é necessário ser honesto e expor a real situação financeira para a instituição e dizer quando e quanto pode pagar. Demostre que há uma disposição em quitar a dívida e proponha diminuição dos juros ou aumento de parcelas para efetuar o pagamento da dívida.

Analise a proposta do banco antes de pagar a dívida. Veja todas as possibilidades de pagamentos e não faça um acordo que não cabe no seu bolso. Não assine nenhuma proposta de pagamento antes de ter certeza que poderá pagar, pois isso terá validade como uma nova dívida.

Entretanto, o banco não é obrigado a fazer diferentes propostas caso aconteça do tomador deixar de pagar empréstimo. A negociação dependerá muito do valor da dívida e do histórico do tomador. Por isso, o importante é analisar ao máximo de possibilidades oferecidas pelo banco e não deixar de pagar empréstimo.


Posso ser preso caso não quite as dívidas?

Deixar de pagar empréstimo e não tentar renegociar a dívida com o banco pode acarretar na negativação do nome e, em uma futura transação financeira, o crédito será negado. Ao pegar empréstimo e não pagar, o nome do devedor vai parar na lista de pessoas inadimplentes, mas ele não corre o risco de ser preso. O maior problema será não conseguir recorrer a outro empréstimo ou qualquer outra instituição financeira.

Entretanto, as instituições podem entrar com uma ação judicial aos não pagadores. Os bancos entram com o pedido e, caso o cliente perca a ação, pode ter suas contas bloqueados ou bens penhorados, como casa e carro. Mas esse ato só é válido para quem estiver devendo à instituição há menos de cinco anos.

Para quem deixar de pagar empréstimo, as consequências podem ser ainda mais duradouras. Uma vez que o devedor precise fazer financiamentos ou utilizar novas linhas de crédito mais para frente, as chances de conseguir são bem baixas, mesmo para as pessoas que pagaram a dívida, pois o histórico do cliente terá a informação de que ele é um mau pagador.


Leia também: 

Gostou? Compartilhe!
Elisabete Machado Elisabete Machado

Brasileira, natural de São Paulo, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e Pós-graduada em Fundamentos da Cultura e das Artes pela Universidade Estadual Paulista. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural e Assessoria de Imprensa.

Na Web:

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar