O que você perdeu por não ter feito aquele intercâmbio

Teve medo? Não quis deixar o(a) namorado(a)? Saiba o que você perdeu por ter desistido daquele intercâmbio que podia mudar a sua vida.

O que você perdeu por não ter feito aquele intercâmbio
Os benefícios perdidos por ter desistido de fazer intercâmbio

AINDA DÁ TEMPO DE FAZER O SEUveja quanto custa um intercâmbio

Você teve a oportunidade de fazer um intercâmbio mas achou melhor não ir. Muitos são os motivos que fazem os estudantes desistirem de embarcar numa viagem longa e decisiva como essa. Os principais são:

Medo – falta coragem para ir sozinho para outro país, do outro lado do mundo , onde a língua é diferente, os costumes diferentes, não tem os pais ou amigos por perto. Na hora da verdade, muitos estudantes recuam e decidem não ir.

Falta de dinheiro – ou porque a bolsa que você esperava não saiu, ou porque a cotação da moeda subiu demais e apertou o orçamento, ou por uma despesa de urgência que teve que ser feita aqui no Brasil e comprometeu os fundos para o intercâmbio. Aproveite e confira as dicas, programas e oportunidades para fazer um intercâmbio grátis em 2016. Pode ser a sua chance!

Por causa de um(a) namorado(a) – pode parecer bobagem,mas muitas pessoas deixam de fazer intercâmbio por causa de um relacionamento. Têm medo do relacionamento acabar por causa de um longo período afastado, ou porque acha que não vão conseguir lidar com as saudades e deixam passar a oportunidade do intercâmbio. Conheça algumas histórias de quem já foi e voltou namorando de um intercâmbio ou que mudou completamente o rumo da sua vida, durante essa experiência. Pode não ser tão ruim quanto você imagina!

Porque não quis adiar a formatura – fazer um intercâmbio faz com que você não acompanhe a sua turma na faculdade, você fica um período (de 6 meses ou 1 ano, normalmente) fora e seus colegas seguem com o curso. Quando volta, eles estão adiantados e você ‘perdeu’ um semestre na sua faculdade, e irá formar depois de todo mundo. Muita gente não gosta dessa ideia, quer formar logo e prefere não fazer o intercâmbio.

Se eu tivesse feito intercâmbio...

Seja qual for o seu motivo, se foi por vontade sua ou não, há muitas coisas que você irá perder por não ter embarcado naquele avião rumo ao destino de intercâmbio. Ou se você nunca tentou um intercâmbio durante a faculdade, mesmo quando tinha oportunidades para isso, lamentamos te dizer: você perdeu muita coisa. Veja somente algumas daquelas vantagens que são consenso entre os estudantes que fazem um intercâmbio:


TUDO SOBRE O SEU INTERCÂMBIO
Cadastre-se e receba as melhores dicas, informações e promoções sobre estudar no exterior. Comece já a planejar o seu intercâmbio.

1. Ganhar fluência em um idioma estrangeiro

Aprender um idioma estrangeiro é um benefício imenso, muito maior do que simplesmente entender e falar outra língua. Ao falar um outro idioma, você aprende novas formas de se expressar – não é simplesmente pegar o que você diz em português e traduzir, as formas de expressar uma mesma ideia são diferentes em cada idioma. Ao falar um outro idioma, você passa a compreender melhor uma nova cultura e hábitos de um povo. Você pode ler livros, artigos, revistas, ouvir músicas, ver filmes sem precisar de legendas ou tradução – você vai perceber que as traduções nunca são boas o suficiente quanto entender a língua nativa. E ao fazer intercâmbio você pode aprimorar não só o idioma nativo do lugar, como outros pois vai fazer amizade com pessoas do mundo todo. Veja alguns destinos que não são comuns, mas podem ser uma oportunidade incrível para aprender vários idiomas.

2. Fazer amigos do mundo todo

Você já teve um amigo estrangeiro? É muito interessante fazer amizades com pessoas de outra nacionalidade, pois elas são totalmente diferentes de você. Têm outra visão de mundo, têm conhecimentos diferentes dos seus, conhecem outros tipos de música, de filmes, de autores, têm outros tipos de comportamento. Assim, a troca com um amigo estrangeiro é imensa e prazerosa. Você aprende coisas sobre a cultura dele, conhece as músicas do país dele, experimenta as comidas típicas, e mostra para ele tudo isso sobre a nossa cultura! Os estrangeiros têm muita curiosidade sobre a cultura brasileira, e é muito legal poder partilhar isso com os amigos.

E você faz amigos durante o intercâmbio, você ganha irmãos! Estar ‘sozinho no mundo’ é a condição de todos os intercambistas, então todos se agarram às amizades com uma velocidade e intensidade muito grande. Amigos de intercâmbio são normalmente amigos que guardamos carinho para a vida toda.

3. Viajar

naoterfeitointercambio


Uma das maiores dádivas de um intercâmbio: viajar. Você vai viajar como nunca antes na sua vida. Por quê? Porque intercambistas viajam de todo jeito: com pouco dinheiro, para países que você nem imaginava, com grupos de amigos feitos ontem. Ao fazer um intercâmbio você descobre mil maneiras de viajar low cost (a baixo custo), fica na casa de amigos dos amigos, aprende a aproveitar vários destinos gastando pouco, se vira na cozinha do hostel. E vão aparecer muitas oportunidades para viajar. Um amigo comenta: “vou pro Marrocos mês que vem. Vamos?”. Você nunca nem imaginou conhecer o Marrocos e agora tem uma companhia para ir e conhecer um país inusitado, que pode jamais ter a oportunidade de ir de novo. A resposta só pode ser sim! Você programa viagens de fim de semana: “bate e volta na Espanha gastando pouco, quem vai?”. Você aprende a amar viajar, acende a vontade de conhecer o mundo, de estar em todo lugar.

4. Turbinar o currículo

Ter um intercâmbio no exterior não vai te colocar dentro do mercado de trabalho, mas que vai te dar uma bela força, isso vai! Independentemente da profissão ou tipo de carreira que você pessoa escolha, a experiência no exterior transforma sua visão de mundo e impacta positivamente suas escolhas futuras, e as empresas estão de olho nesses profissionais com escolhas e vivências amadurecidas . A experiência no exterior conta pontos precisosos na hora de se candidatar a uma vaga de emprego, muito maior do que um mero status, como era antigamente. Além disso, ter uma língua estrangeira fluente  (em especial o inglês) é um diferencial, principalmente para as empresas multinacionais. E quem não tem fluência em inglês está em franca desvantagem com quem chega do exterior com toda a experiência citada acima e o idioma bem afiado. Mas é claro, também precisa ser esforçar para que o intercâmbio seja uma porta de entrada e não apenas a garantia de um emprego no Brasil.

5. Ampliar horizontes

“Não sei o que é esse negócio de ampliar horizontes que as pessoas tanto falam, e nem imagino que grande diferença isso pode fazer na cabeça de alguém. Acho uma bobagem.” Isso já passou pela sua cabeça? É por que você não fez intercâmbio! Ampliar horizontes é algo realmente difícil de explicar. Você deixa de ver limites, você vê que o mundo é imenso e tem um milhão de oportunidades à sua espera, que você não precisa se limitar àquelas que estão ali, fácil ao seu alcance, indicado por fulano ou porque vai ganhar um dinheirinho razoável. Você ousa mais, com maior experiência e com um idioma estrangeiro afiado, você não tem medo de se aventurar. Vê que os preconceitos são bobagens impostas, você vê que eles não fazem o menor sentido. Você amplia sua sede de conhecimento, você quer saber mais, ser mais, e não TER mais. É uma mudança completa, o intercâmbio te vira do avesso, te faz rever seus valores e te faz enchergar a possibilidade de ser uma pessoa melhor.

Planeje-se: tenha pacotes de viagem e hospedagem na palma da sua mão. Baixe o app grátis e fique de olho nas oportunidades.

Há também as vantagens de não ter ido...

naoterfeitointercambio


Nós do E-konomista somos à favor do intercâmbio, das viagens, de conhecer o mundo e se conhecer. Mas entendemos também que para muitas pessoas, essa não é a melhor opção. Muita gente prefere:

  • Juntar dinheiro – por mais que se tenha bolsa, intercâmbio é uma atividade dispendiosa. Você acaba gastando (ou melhor, investindo) dinheiro em atividades acadêmicas, viagens e outras atividades. Quem tem ambição de juntar um dinheiro, para comprar uma casa, abrir um negócio, pagar um tratamento, ou o que quer que seja, pode preferir guardar esse dinheiro ao invés de investir num intercâmbio.
 
  • Formar logo – tem gente que já tem um emprego em vista, e só falta formar para garantí-lo. Ou então já está estagiando numa empresa interessante, que tem boas chances de ser contratado logo depois de formar. Para tanto, não seria interessante ficar um período fora do país pois a vaga seria ocupada por outra pessoa.
 
  • Estar junto dos seus – quem tem um parente muito querido que está velhinho, ou está doente, ou tem filhos pequenos, é muito difícil estar longe por um longo período. A preocupação vira ansiedade em voltar, e ter a cabeça no Brasil enquanto se está em intercâmbio pode atrapalhar o seu proveito. Já que não consegue se desligar daqui, o melhor mesmo é não ir.
Faça amigos do mundo todo durante o seu intercâmbio. Aprimore o seu inglês já!


Veja também: 

Gostou? Compartilhe!
Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é brasileira, natural de Minas Gerais, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e hoje cursa Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, Portugal. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural, Fotografia, Documentário e Assessoria de Imprensa e é apaixonada pela profissão desde criança.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar