As 10 motos mais roubadas no Brasil

Saiba quais foram as motos mais roubadas de 2016 e não compre sem antes se certificar se seu futuro veículo é ou não visado pelos assaltantes.

As 10 motos mais roubadas no Brasil
Sua moto preferida está na lista?

Com apoio do banco de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), a Confederação Nacional das Empresas de Seguros (CNseg) elabora anualmente o ranking das motos mais roubadas do Brasil.

Está pensando em comprar uma moto? É altamente recomendável que você saiba se ela é ou não visada pelos assaltantes, o que pesa bastante na hora de contratar um seguro e também para revender.

Saiba quais são os 10 modelos de motos mais roubadas e visadas por assaltantes no Brasil ao longo de 2016, e outros dados de interesse comercial, como preço da versão de entrada, posição no ranking 2017 das motos mais vendidas e a depreciação em um ano.

As melhores motos de 50 cilindradas
 

As motos mais roubadas em 2016

Os dados mais recentes para as motos mais roubadas são relativos ao período que vai de janeiro a novembro de 2016, e não apresentam muitas novidades se comparado com listas anteriores.

No topo, continua a CG 125, campeã absoluta de vendas e de sinistros, o que não surpreende, dado o grande volume de unidades emplacadas da moto.

Chama a atenção a predominância de motos da Honda. Das 10 motos mais roubadas, 8 delas são da montadora, que respondeu em 2016 por 79,07% de todas as vendas de motos realizadas no Brasil.

Veja quais são as motos preferidas das mulheres

Honda CG 125

Unidades roubadas ou furtadas: 20.875

  • Preço: R$ 7.090
  • Ranking mais vendidas: 5º lugar - 2.170 unidades
  • Depreciação (Agência Autoinforme) - Não consta
 

Honda CG 150

Unidades roubadas ou furtadas: 11.513

  • Preço: R$ 7.680
  • Ranking mais vendidas: Não consta
  • Depreciação (Agência Autoinforme) - 10,8%
 

Honda CBX Twister 250

Unidades roubadas ou furtadas: 6.277

  • Preço: R$ 8.619
  • Ranking mais vendidas: 7º lugar - 1.861 unidades
  • Depreciação (Agência Autoinforme) - Não consta

 

Honda NXR 150

Unidades roubadas ou furtadas: 5.000

  • Preço: R$ 7.432
  • Ranking mais vendidas: Não consta
  • Depreciação (Agência Autoinforme) - Não consta

 

Honda C100

Unidades roubadas ou furtadas: 4.639

  • Preço: R$ 6.006
  • Ranking mais vendidas: Não consta
  • Depreciação (Agência Autoinforme) - 10,2%

 

Honda Biz

Unidades roubadas ou furtadas: 4.014

  • Preço: R$ 7.090
  • Ranking mais vendidas: 2º lugar - 9.506 unidades
  • Depreciação (Agência Autoinforme) - 10,2%

 

Yamaha YBR

Unidades roubadas ou furtadas: 3.881

  • Preço: R$ 7.090
  • Ranking mais vendidas: 9º lugar - 1.642 unidades
  • Depreciação (Agência Autoinforme) - Não consta


Yamaha Fazer

Unidades roubadas ou furtadas: 2.332

  • Preço: R$ 13.620

  • Ranking mais vendidas: 5º lugar - 2.170 unidades
  • Depreciação (Agência Autoinforme) - Não consta


Honda XRE

Unidades roubadas ou furtadas: 1.833

  • Preço: R$ 16.190
  • Ranking mais vendidas: 8º lugar - 1.690 unidades
  • Depreciação (Agência Autoinforme) - Não consta


Honda NX-4

Unidades roubadas ou furtadas: 1.793

  • Preço: R$ 16.980
  • Ranking mais vendidas: Não consta
  • Depreciação (Agência Autoinforme) - Não consta
 

As mais vendidas em 2017

  • Honda CG 160 - 18.146
  • Honda Biz - 9.506
  • Honda NXR 160 - 8.783
  • Honda POP 110I - 5.925
  • Honda CG 125 - 2.170
  • Honda PCX 150 - 1.906
  • Honda CB 250F Twister - 1.861
  • Honda XRE 300 - 1.690
  • Yamaha YBR 150 - 1.642
  • Honda XRE 190 - 1.305
6 lançamentos de moto para 2017

Gostou? Compartilhe!
Julio Benck Julio Benck

Jornalista em permanente formação, entende que toda profissão tem sua arte e uma beleza característica, é só saber encontrar.

Na Web:

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar