Quando falta motivação no ambiente de trabalho e se despedir não é a solução

Um trabalho pode às vezes ser ruim. Mas não tê-lo é sempre pior. Antes de pedir demissão, avalie o que você pode fazer para aumentar a motivação no ambiente de trabalho.

Quando falta motivação no ambiente de trabalho e se despedir não é a solução
Ruim com ele, pior sem ele. Avalie se vale mesmo a pena pedir demissão.

ECONOMIZE NOS SERVIÇOS DA SUA CONTA BANCÁRIA saiba como

Dez sonecas pressionadas na tela do smartphone antes de levantar. Correria, estresse, atrasos, broncas do chefe. Muitos de nós já se pegaram na mesa do trabalho com o cotovelo na mesa e a mão no queixo pensando “o que eu estou fazendo aqui?”. Olhamos as horas a cada minuto e somos pessoas mais felizes só quando o expediente acaba. A sexta-feira é o dia mais esperado da semana. Por quê? Porque falta motivação no ambiente de trabalho.

É possível dar uma reviravolta no trabalho. Veja como

Quando falta motivação no ambiente de trabalho: vale a pena pedir demissão?

motivação notrabalho


Antes de tudo, pense em como seria a sua vida sem este trabalho. Nos momentos de instabilidade, tendemos ao exagero e ao drama. Nem sempre temos liberdade para pedir demissão quando a rotina toma o ambiente e cansa mais do que deveria. Afinal, a caixa de correio não vai deixar de receber contas só porque estamos desempregados. A solução está na motivação no ambiente de trabalho e nos desafios aos quais nos propomos a fazer para tornar a nossa rotina mais empolgante. O que fazer quando pedir demissão não é a solução? Coloque uma dose de desafio. Veja as dicas a seguir e aguente firme.

1. Ame o que você faz – ou tente amar

Como a própria palavra diz, motivar-se é ter um motivo para fazer determinada coisa. O motivo de você se levantar todos os dias para trabalhar não deve ser só o salário no fim do mês e as contas a pagar. O trabalho é o local onde você passa a maior parte das horas da sua semana. É importante que gostemos do que fazemos e que tenhamos motivação no ambiente de trabalho. O que você pode fazer para gostar mais do trabalho? Coloque mais personalidade naquilo que faz.

2. Pare de culpar os outros

Se o chefe cobra demais e sempre chama a sua atenção, deve haver uma razão. Quando estamos desmotivados, tendemos a colocar uma carga emocional negativa muito grande nas coisas que fazemos. E culpamos o chefe, o colega, a moça do RH, a máquina do café... Tudo parece ruim, menos nós. E às vezes é em nós mesmos que mora o problema. Comece a chegar no horário, dar mais atenção aos detalhes, parar de se comparar com os outros e evitar erros que cometemos pela desatenção. Você vai perceber que, sem uma razão, ninguém reclama. E seria muito pior se ninguém chamasse a sua atenção e logo te demitisse de uma vez, não?

Quando é hora de aceitar um trabalho com salário mais baixo

3. Proponha melhorias

O que pode ser melhorado na empresa? Que processos você acha que podem ser otimizados? Faça as suas sugestões sem parecer agressivo ou crítico demais. E, se você souber o caminho para a melhoria e como fazer, melhor ainda. Apresente a proposta e sugira a responsabilização pelo processo, se for aprovado. Assim, você terá mais uma motivação.

4. Trabalhe em equipe

OPORTUNIDADE DE EMPREGO
O E-Konomista não brinca em serviço, e vai te ajudar a encontrar a oportunidade certa. Faça o cadastro gratuitamente e receba vagas no Brasil e no exterior.

Uma equipe só funciona com sincronia, energia e motivação. Trabalhar em equipe é essencial para garantir um bom ambiente de trabalho. Você vai perceber que, ao se sentir parte de uma equipe e de uma empresa, a motivação no ambiente de trabalho aumenta, o entrosamento com os colegas sofre uma mudança positiva e o dia-a-dia não vai mais parecer um peso. Ver a concretização de um projeto junto com os colegas dá mais fôlego para o cotidiano e ajuda a ter vontade de fazer mais e melhor.

As coisas que nunca devem ser ditas em um ambiente de trbaalho

5. Seja positivo

É claro que a maioria das pessoas prefere curtir um fim-de-semana do que trabalhar cedo em plena segunda-feira. Acredite, não é só você que preferia dormir aqueles cinco minutinhos a mais. Mas qual é a sua postura em relação aos colegas? Ninguém gosta de conversar com alguém que tem sempre más notícias. Ao invés de chegar de cara feia, por que não trocar as experiências do fim-de-semana com os colegas? Quem sabe alguém te indica um filme bom.

6. Tenha paciência

É muito difícil começar a carreira e já ser chefe. Tendo isso em mente, entenda que a carreira é todo um processo que vai envolver experiências e, conforme as experiências, as devidas promoções. Por ser um processo de meritocracia, isso vai levar certo tempo. Por isso, se você está na empresa há menos de 1 ano, não espere uma promoção ou um convite à gerência. Dê um passo de cada vez, mas lembre-se de que quem não é visto, não é lembrado. Esta pode ser a motivação no ambiente de trabalho que você procura.

Você está na profissão certa? Faça o teste e descubra

7. Se nada der certo, pense no futuro

Que tal começar a investir em você? Acreditar no próprio potencial e fazer planos para o futuro é peça chave para a motivação do cotidiano. Quem não está satisfeito com o ambiente de trabalho pode fazer planos no âmbito pessoal que o mantenham agarrados à concretização – e ao trabalho: que tal planejar uma viagem, a compra de um carro ou um curso novo e destinar o seu dinheiro ao investimento em formação pessoal e profissional?

Se não dá para pedir demissão agora, com uma meta pessoal você já tem uma motivação no ambiente de trabalho e um objetivo para acordar todas as manhãs e perseguir um ideal. Para manter o objetivo em prática, faça sempre uma análise do progresso: quanto você juntou, de quanto ainda precisa, onde pode cortar gastos para atingir a meta, além de correr atrás dos preparativos do seu objetivo. Quando você conquistá-lo a satisfação será tão grande que você já vai querer correr atrás do próximo desafio.

Encontre a conta bancária ideal para você. Saiba mais.


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Gabriela Ventura Gabriela Ventura

Natural de São Paulo, estudante de Publicidade e Propaganda na USP. Não tem hobbies fixos nem rotina, é apaixonada pelo imprevisto. Foi fazer intercâmbio em Lisboa e... estendeu a estadia por tempo indeterminado.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar