É possível morar fora do Brasil com pouco dinheiro?

Veja como morar fora do Brasil com pouco dinheiro e quais são as opções de trabalho, tipos de visto e programas estudantis que vão ajudar você nesse momento.

É possível morar fora do Brasil com pouco dinheiro?
Quer mudar de país, mas não tem muito dinheiro? Veja como morar fora com pouco dinheiro

Você é daqueles que sonha em sair do país, ainda mais neste momento confuso pelo qual o Brasil está passando? A falta de dinheiro pode ser uma grande obstáculo, mas com foco, vontade, pesquisa e esforço você pode encontrar alternativas para morar fora do Brasil com pouco dinheiro

Para os jovens até 30 anos, esta experiência pode ser mais fácil, sobretudo se estudar no exterior está nos seus planos. A vida de estudante é sempre mais barata. Mas se você já passou dos 30 e não tem planos de estudar há outras opções. 

Sim, é possível morar fora do Brasil com pouco dinheiro​

Trabalho em navios de cruzeiro Veja oportunidades de emprego em todo o país e receba vagas no seu email

Trabalhar em cruzeiros é uma opção que permite que você viaje o mundo, com alimentação, hospedagem, assistência médica e tudo mais pago e ganhando em dólares. O trabalho é pesado com longas jornadas de trabalho, mas prazeroso porque é possível conhecer lugares.
Veja como trabalhar em cruzeiro

Bolsas de estudo

Estudar no exterior é uma das formas de se conseguir viver em diversos países legalmente. Alguns deles, após o término dos estudos, conseguem residência permanente e seguem uma vida normal, trabalhando dentro do país. Além disso, é uma ótima forma de melhorar seu currículo, aperfeiçoar idiomas e conhecer novas culturas, para quem quer morar fora do Brasil com pouco dinheiro é uma ótima opção.

Nesse caso, existem dois tipos de estudos: universitários e técnicos (onde também é possível estudar inglês). Na maioria das vezes, o estudante só pode trabalhar meio período, cerca de 20 horas por semana.
Confira o passo a passo para estudar no exterior

Trabalho nos emirados árabes

Os Emirados Árabes e diversos países do Oriente Médio se tornaram grandes potências mundiais no setor do turismo, petroleiro, construção civil, etc. Devido a isso, cresceu também a procura por esses destinos, assim, o número de hotéis, casas, restaurantes, shoppings vem aumentado a cada ano. Por isso, eles sempre procuram por mão de obra de profissionais de todas as áreas inclusive estrangeiros.
Veja como trabalhar no exterior

Trabalho nas férias

Outra opção para quem quer morar fora do Brasil com pouco dinheiro é o “working holiday visa”. É um visto de férias e trabalho é uma autorização de residência que te permite viajar e trabalhar no país emissor do visto para suplementar seus fundos de viagem.

Com esse visto, a pessoa pode ter experiência de viver em um país estrangeiro sem pensar nas despesas habituais para o visto de trabalho com antecedência ou aderir a programas caros de intercâmbio universitário. É uma boa opção para quem não pode investir muito em um intercâmbio e só quer trabalhar sem gastar tempo estudando.
 

Au pair

Essa é uma opção para quem quer ser babá das crianças da casa, levá-las e trazê-las da escola, além de brincar com elas nas horas vagas. Os custos são pagos pelas famílias e é a excelente oportunidade para aprender mais sobre a cultura do país e praticar o idioma.

Para aderir a esse tipo de intercâmbio, o candidato deve ter entre 18 e 26 anos de idade, ensino médio completo, possuir carteira de motorista, ter ao menos 300 horas de experiência com crianças, a maioria das famílias prefere que o candidato seja do sexo feminino.

Estágios no Exterior

Para quem está mais focado na carreira e quer aproveitar a viagem para ampliar sua experiência profissional e também está com pouco dinheiro, existem programas de estágio que exigem investimento baixo. A Abipe (Associação Brasileira de Intercâmbio Profissional e Estudantil) gerencia no Brasil o programa de estágios da IAESTE (International Association for the Exchange of Students for Technical Experience), que envia estudantes brasileiros para o exterior e em troca recebem estrangeiros aqui. Para participar deste programa, é necessário estar matriculado no ensino superior e pagar uma taxa para se inscrever na IAESTE.

Comece a estudar inglês e ganhe um vale compras de R$250 nas Americanas.


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Elisabete Machado Elisabete Machado

Brasileira, natural de São Paulo, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e Pós-graduada em Fundamentos da Cultura e das Artes pela Universidade Estadual Paulista. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural e Assessoria de Imprensa.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar