Entenda a diferença entre mestrado profissional e acadêmico

Teoria ou prática? Trace sua carreira com base nas vertentes de uma pós-graduação; conheça as diferenças substanciais entre o mestrado profissional e acadêmico.

Entenda a diferença entre mestrado profissional e acadêmico
Seguir uma carreira em campo ou manter-se em instituições de ensino e pesquisa?

Ainda bastante comum no ensino superior, o desconhecimento sobre as duas vertentes dessa pós-graduação causa incertezas sobre qual modalidade escolher. Estamos falando sobre as diferenças entre um mestrado profissional e um acadêmico; possibilidades presentes tanto para alunos da graduação que desejam engatar uma pós em sequência, quanto para profissionais já atuantes no mercado de trabalho.

Aos que optam por cursar uma pós-graduação como um mestrado profissional, têm como meta principal investir em suas próprias capacidades, mas antes de seguir em frente é preciso pautar um excelente planejamento de carreira, para então escolher a modalidade que mais se adequa aos objetivos profissionais.

O que é o mestrado profissional

Apesar da dúvida não ser incomum, existem diferenças substanciais entre as duas modalidades, principalmente levando consideração que o mestrado profissional é uma variação mais recente do curso, apresentando números menos expressivos nas universidades brasileiras em decorrência deste fator. Uma estimativa realizada por instituições do Rio Grande do Sul em 2015 apontou que no Estado eram ofertados cerca de 360 cursos de mestrado, sendo que 300 eram direcionados à mestrados acadêmicos, contra apenas 60 ministrados na vertente profissional.

O mestrado acadêmico, por sua vez, tem como principal objetivo proporcionar um grande aprofundamento de conhecimentos científicos, visando formar professores e pesquisadores a fim de atuar dentro de instituições de ensino superior. A maioria dos alunos que procuram um mestrado acadêmico geralmente têm o foco de prosseguir a carreira ingressando em um doutorado após o término deste nível; dessa forma, além de preparar docentes mais especializados, a modalidade permite a continuidade como doutorando. Diante do cenário apresentado, é comum que alunos do mestrado acadêmico desenvolvam suas carreiras de pesquisa e atuação profissional nas próprias universidades onde realizaram a formação.

APRENDA 
inglês e vá longe

comece agora

Já a modalidade profissional vem com um enfoque diferente, onde surge por uma necessidade apontada pelo próprio mercado de trabalho, o qual exigia cada vez mais profissionais com alto grau de qualificação, com uma bagagem de ensino adquirida em pós-graduações, porém com o desenvolvimento de habilidades que permitissem uma utilização mais prática dos conhecimentos adquiridos. O mestrado profissional oferece os mesmos conhecimentos acadêmicos, mas deixa um pouco de lado a teoria e dá muito mais ênfase às habilidades e técnicas práticas, desenvolvidas diretamente para oferecer um alto desempenho profissional.

Principais diferenças

O enfoque ao ambiente de trabalho é a principal, porém não única diferença entre os dois cursos. Apesar de ter sido regulamentado em 2009, o mestrado profissional já era oferecido em muitas universidades antes disso, levando apenas algumas alterações importantes após a normatização, como a criação de uma plataforma de cadastro específica e critérios de avaliação diferenciados do acadêmico.

Mesmo que muitas universidades optem por manter um largo corpo docente de doutores em seus programas profissionais - diferente do que acontece no acadêmico -, este não precisa mais, necessariamente, ser formado por professores com o título de doutor em determinada área. Como o enfoque do programa é diferenciado, apesar de ainda ser exigido que os professores possuam um altíssimo grau de qualificação, isso pode ser demostrado por meio de outras credenciais como produções técnicas e intelectuais, ou mesmo mediante uma atuação profissional reconhecida como rica e de alta relevância.

Os trabalhos de conclusão de curso também sofreram alterações após a regulamentação, sendo estes apresentados de formas diferentes. Enquanto nos acadêmicos os trabalhos finais de conclusão do programa são tradicionalmente produzidos no formato de uma dissertação (tese), na variação profissional existem outras possibilidades. A regulamentação abriu um campo de possibilidades a trabalhos finais mais relacionados à atuação profissional do aluno, sem que haja qualquer prejuízo a formação, desde que todo o trabalho esteja de acordo com as normas propostas pela CAPES, órgão regulador responsável.

Mestrado a distância vale a pena? Conheça cursos de diversas áreas

Validade e Aplicação

É importante dizer que mesmo diante do enfoque do mestrado profissional, ele carrega o mesmo peso e validade que o formato acadêmico, assim também permitindo o ingresso em cursos de doutorado e quaisquer outras portas que o acadêmico abriria.

Algo que deve ser levado em conta na escolha do programa é que, em muitas universidades, a modalidade voltada para área profissional tem suas aulas menos diluídas ao longo da semana, ocorrendo e muitas ocasiões no período noturno ou aos sábados. Isso acontece por permitir que o aluno se dedique simultaneamente ao seu trabalho e carreira.

Universidades

A modalidade de pós-graduação voltada para negócios já é presente em muitas universidades por todo o país, tanto públicas quanto privadas. Dentro do estado de São Paulo, por exemplo, podemos encontra-la em instituições como a Faculdade Getúlio Vargas (FGV) que oferece, dentre seus programas, uma pós-graduação profissional nas áreas de Finanças ou Economia, com uma ótima avaliação dos alunos e do mercado de trabalho.

O curso pode ser realizado em duas modalidades, a tradicional e a concentrada, sob um valor total de R$ 79.316,00 (tradicional), podendo ser parcelado em 24 vezes de R$ 3.477,00 ou 30 parcelas de R$ 2.783,00. Já o valor total da modalidade concentrada sobe para R$ 87.267,00, podendo ser parcelado em 4 parcelas de R$ 3.828,00 ou 30 vezes de R$ 3.062,00. Os valores são referentes à cotação realizada em janeiro de 2016.

Já com relação às instituições públicas, a Universidade de São Paulo (USP), uma das mais bem conceituadas do país também oferece a possibilidade de ingresso em um mestrado profissional. Estre as opções podemos encontrar o curso voltado ao empreendedorismo, ministrado na FEA-USP e desenvolvido para compreender ações de renovação estratégica, criação, inovação e geração de novos negócios.

Saiba como fazer uma faculdade de qualidade com baixas mensalidades!

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar