As mercadorias mais apreendidas nos aeroportos brasileiros

A Receita Federal é implacável com quem tenta burlar as regras de compra no exterior. Os itens que tentam ultrapassar o limite permitido podem ser apreendidos.

As mercadorias mais apreendidas nos aeroportos brasileiros
Você sabe quais foram as mercadorias mais confiscadas em 2016?

Por determinação da Receita Federal, cada brasileiro, ao regressar do exterior, pode trazer um total de até US$ 500,00 em compras (cerca de R$ 1.590,00). Valores acima disso devem ser declarados para a devida tributação nos termos da lei.

Os objetos mais apreendidos nos aeroportos brasileiros

Em 2016, agentes da Receita apreenderam só em Cumbica, o maior aeroporto do Brasil, em Guarulhos, um total de US$ 85 milhões em mercadorias. Essas mercadorias foram registradas e desse registro saiu um ranking com os dez tipos de mercadorias mais apreendidas. Tomando o maior aeroporto do Brasil como referência, a lista pode ser perfeitamente interpretada como um ranking nacional da “muamba”. Confira:

1. Vestuário e objetos de uso pessoal

Foi apreendido até o mês de setembro um montante de US$ 5,5 milhões em peças de roupa como camisas das marcas Lacoste, Calvin Klein e Abercrombie & Fitch; perfumes Dolce & Gabanna, Calvin Klein e Giorgio Armani; além de diversas peças para enxoval de bebê.

2. Eletroeletrônicos / telefonia

Em segundo lugar no ranking da muamba, estão os produtos eletrônicos e telefonia. A soma de tudo que foi apreendido nesse segmento está cotada no valor de US$ 800 mil e inclui peças como iPads, tablets da Samsung, home teathers e caixas de som com sistema bluetooth.

3. Insumos e equipamentos médicos

Os equipamentos e insumos para médicos e dentistas são geralmente muito caros por aqui, o que leva muitos profissionais a recorrerem a produtos vindos de fora, inclusive medicamentos. O total apreendido foi de US$ 520 mil.

4. Equipamentos e peças para veículos

Peças para automóveis e outros meios de transporte terrestre e não terrestre estão entre as mercadorias mais apreendidas pela Receita nos aeroportos brasileiros, totalizando US$ 200 mil em muamba.

5. Smartphones

Uma categoria à parte entre os equipamentos eletrônicos, somando US$ 150 mil em apreensões. Nove entre dez aparelhos são iPhones.

tablets-smartphones

6. Relógios

Em sexto lugar no ranking das mercadorias mais apreendidas estão relógios de marcas como Track & Bikes, Cervelo e os produzidos com fibra de carbono como matéria prima.

7. Bicicletas

Outro produto de alto valor agregado, as bicicletas são bastante encontradas entre os itens mais apreendidos, totalizando US$ 80 mil em unidades confiscadas.

8. Itens e equipamentos de computação e informática

Hardware em geral, como placas de som, vídeo, aceleradores e HDs externos são alguns dos itens de informática que a Receita Federal apreendeu ao longo do ano. O total confiscado é de US$ 70 mil.

9. Instrumentos musicais

Como a maioria dos instrumentos musicais de qualidade vem do exterior, como as célebres guitarras Gibson, não é raro encontrar quem tente trazê-las de forma camuflada. Não é para menos, existem modelos que podem custar por aqui até R$ 16 mil. O total apreendido em 2016 nesse segmento foi de US$ 50 mil.

10. Bebidas

Não espanta que entre as bebidas, que totalizam US$ 32 mil em apreensões, estejam os celebrados vinhos franceses ou espanhóis.

Além dos 10 tipos de mercadorias listados, a Receita Federal apreendeu um montante de US$ 1,1 milhão em outros tipos de mercadorias variadas. Após o confisco, as mercadorias são destinadas a leilão, em que pessoas físicas podem arrematar os itens expostos. No último realizado, foram arrecadados R$ 1,07 milhão de reais, que vão para os cofres da Receita Federal.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar