Estes são os 10 livros que você precisa ler no ano que vem

Muito mais que uma simples leitura, os livros podem nos proporcionar reflexões. Conheça 10 livros que podem mudar a sua forma de ver o mundo.

Estes são os 10 livros que você precisa ler no ano que vem
Conheça os livros que fizeram histórias e que podem mudar sua vida

E é na literatura que muitas pessoas encontram a inspiração que precisam para se tornarem mais organizados, disciplinados e até lideres. Selecionamos os 10 melhores livros que apresentam conceitos teóricos importantes para o crescimento pessoal e profissional e que, ao longo dos anos, foram modificando e construindo pensamentos reflexivos na sociedade.

Os 10 livros que você precisa ler 

Conheça quais são estes "clássicos" que podem te fazer enxergar o mundo por uma outra perspectiva.

Dom Quixote, Miguel de Cervantes

Retrato do anti-herói, Dom Quixote, o fidalgo enlouquecido, representa a capacidade de transformação do homem em busca dos seus ideais. Muito mais do que um romance de cavalaria dos séculos XVI e XVII, Dom Quixote afirma-se como o clássico fundador do romance moderno na literatura. Publicado em 1605, o livro é repleto de aventuras, situações fantásticas, humor, digressões e reflexões.

Os 7 melhores sites para comprar livros online

Guerra e Paz, Liev Tolstói

Tomando como moldura as campanhas napoleónicas de 1805 e 1812, Tolstói traça um quadro assombroso da Rússia do século XIX. O livro retrata o preconceito e a hipocrisia da nobreza, e também suas tradições religiosas. Guerra e Paz é também uma demonstração da filosofia do próprio Tolstoi, com o seu amor pelos humildes e a sua simpatia por todos aqueles que renunciaram a toda a concepção agressiva da existência.

Cem Anos de Solidão, Gabriel García Márquez

Cem Anos de Solidão causou enorme impacto na década de 1970, pois o continente latino-americano estava pontilhado de ditaduras e havia um sentimento geral de opressão e de impotência. A aventura da família Buendía- Iguarán e seus milagres, fantasias, obsessões, tragédias, incestos, adultérios são a representação ao mesmo tempo a tragédia e do amor do mundo inteiro.

A Divina Comédia, Dante Alighieri

O poema, narrado em primeira pessoa, retrata Dante como um protagonista peregrino, uma espécie de cidadão do mundo representante do homem medieval em busca da excelência moral e espiritual. O personagem Dante conhece o inferno e o purgatório para depois atingir o paraíso, em uma das obras literárias mais influentes de todos os tempos. Considerado como um dos melhores livros dos últimos tempos, o clássico reserva a cada novo leitor a surpresa de renascer revigorado, como vem fazendo de geração em geração há quase 700 anos.

Uma Breve História do Tempo, Stephen Hawking

Uma das mentes mais geniais da atualidade, Stephen Hawking propõe respostas a algumas das maiores dúvidas da humanidade: Qual a origem do universo? E perguntas, tais quais: se ele é infinito ou não. Ele sempre existiu, ou houve um começo e haverá um fim? Hawking desvenda desde os mistérios de todo o universo.

O Retrato de Dorian Gray, Oscar Wilde

Quando foi lançado, em 1890, O Retrato de Dorian Gray foi recebido com escândalo, e provocou um intenso debate sobre o papel da arte em relação à moralidade. Seu tema central tem um personagem que leva uma vida dupla, mantendo uma aparência de virtude enquanto se entrega apenas ao prazer extremo. O livro tem um a frente do seu tempo e traz grandes reflexões.

Os Anos de Aprendizado de Wilhelm Meister, de Goethe

Uma das mais importantes contribuições alemã à história do romance ocidental, é considerado um dos melhores livros desse período. Goethe trouxe à tona a primeira grande tentativa de discutir e retratar a sociedade no seu contexto, colocando como foco principal do romance a formação do indivíduo, do desenvolvimento de suas conquistas e suas reputações.

Orgulho e Preconceito, Jane Austen

O livro adentra no psicológico, mostrando como o autoconhecimento pode interferir nos julgamentos errôneos feitos a outras pessoas. A escritora inglesa, Jane Austen, apresenta seu poder de expressar a discriminação de maneira sutil e perspicaz, além de nos mostrar um mundo espartilhado por preconceitos de classe, interesses mesquinhos e vaidades sociais, mas que, o amor é reconhecido como um valor nobre e aparece com destaque no romance.

Os livros mais vendidos do mundo

Admirável Mundo Novo, Aldous Huxley

Uma sociedade organizada por um mundo científico. Um lugar onde as pessoas são programadas em laboratório. Formadas para desenvolver o seu papel numa sociedade de raças definidas biologicamente já no nascimento. Um sistema que prioriza apenas o avanço da produção em série. O livro fala de um sistema autoritário de como uma sociedade pode viver dentro de determinadas regras.

O Príncipe, Nicolau Maquiavel

Mesmo não dando valor a teoria política, Maquiavel usou sua experiência na turbulenta república de Florença escrever este livro. Mais que um tratado sobre as condições concretas do jogo político, O Príncipe é um estudo sobre a maneira de pensar e do comportamento dos governantes. Ele discorre sobre a ética, a moralidade e organização de uma sociedade que, apesar de ser um livro histórico, esses pensamentos permanecem atuais até hoje.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Elisabete Machado Elisabete Machado

Brasileira, natural de São Paulo, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e Pós-graduada em Fundamentos da Cultura e das Artes pela Universidade Estadual Paulista. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural e Assessoria de Imprensa.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar