Os melhores investimentos para quem precisa de dinheiro rápido

Em tempos de crise financeira, conheça os melhores investimentos, como franquias low cost e comércio virtual para começar a ganhar dinheiro rápido.

Os melhores investimentos para quem precisa de dinheiro rápido
Franquias de baixo custo e comércio virtual estão entre as melhores alternativas

Quem procura alguma forma de aplicar seu dinheiro ou mesmo sair da crise diante de uma situação inesperada de desemprego sempre pensa como melhores investimentos aqueles que oferecem um rápido retorno financeiro.

Atualmente, com a portabilidade e a era digital em constante ascensão, estão disponíveis diversas opções de negócios com baixo investimento e retorno relativamente rápido. Nesses moldes, é possível encontrar inclusive franquias dos chamados “low cost”, onde basicamente se trabalha com produtos de baixo custo e pouco investimento, porém sob a orientação e suporte de uma franchising. Outros negócios já são mais simples e levam em conta um investimento mínimo, um retorno ágil e dependem das habilidades de negócio do novo empresário.

Onde encontrar os melhores investimentos para ganhar dinheiro?

As opções vão desde a venda de produtos a ofertas de serviços, sendo que a mais comum nesses casos costuma envolver a comercialização de bens de consumo. Veja a seguir onde encontrar os melhores investimentos para quem quer gastar pouco e receber rápido.

E-commerce

O e-commerce, ou comércio virtual, tem sido a principal escolha de quem deseja montar um negócio com grande visibilidade e baixo investimento. Por se tratar de uma estrutura majoritariamente virtual, ela dispensa um dos dois maiores custos de todo empresário iniciante, que é a existência de uma estrutura física a qual permita o acesso dos clientes ao produto ou serviço.

O custo inicial para se montar um site de e-commerce varia de acordo com a escolha do investidor, entretanto é possível adquirir uma boa estrutura virtual para iniciar suas atividades por cerca de R$ 2,5 mil a R$ 3 mil, além do custo de criação e de manutenção básica e hospedagem, encontrado por valores a partir de R$ 60 ao mês. Existem outras opções no mercado que atendem a um maior leque de exigências, podendo chegar ao custo mensal de R$ 6 mil em manutenção, pagos a empresas que assumem toda a logística digital para seus clientes.

15 ideias de negócios para montar em casa e sair do aperto

Ao mesmo tempo que essa vertente de negócios oferece uma grande economia, ele não tem o mesmo retorno de visibilidade que uma estrutura física permite, portanto é necessário pensar em mais uma parcela do investimento voltado para suas estratégias de divulgação da marca e produtos/serviços que oferece. Um bom exemplo está presente em ferramentas como o Google Adwords, permitindo dar destaque e relevância aos seus conteúdos com pequenos investimentos iniciais de R$ 100 a R$ 200.

Vender Alimentos Caseiros

A venda de alimentos caseiros também é uma ótima opção para quem quer um baixo investimento e retorno imediato. Nessa modalidade, a criatividade e o diferencial conta pontos para obter lucros ainda mais rápido.

De início não é preciso fazer nenhum grande investimento em material de preparo; utilizar o máximo de utensílios que já possua em casa é a melhor maneira de adiar custos. Guarde essa quantia para investir com mais propriedade em uma network de divulgação, podendo ser ela até mesmo uma página no Facebook, mas com apresentação profissional, fotos apetitosas e todas as informações necessárias para que seus clientes encontrem seus serviços.Para iniciar o negócio o primeiro passo é definir que tipo de alimentos serão vendidos; esse é o passo mais importante, pois irá definir tanto o custo inicial quanto o final de seu produto. Entre algumas sugestões podemos citar marmitas fitness, doces, bolos, cupcakes, salgados, entre outros.

Sobre a produção, a sugestão de especialistas é que se tenha uma boa margem de lucro e outra de segurança para imprevistos. Como exemplo, podemos usar a formula de “custo x 3 + 10% = preço final”. Isso diz que um bolo pequeno a médio, por exemplo, e que tenha custo de ingredientes no valor de R$ 10, deve ter seu preço de venda calculado em R$ 30 mais 10%, resultando em R$ 33. Esses 10% adicionados se referem a gastos que podem surgir fora do planejamento ou que sejam difíceis de mensurar para certos itens, como água, gás, eletricidade ou até mesmo o custo de transporte, caso precise sair em busca de algum ingrediente que vier a faltar no meio da produção.

Ser criativo e ter cuidado com a apresentação é tão importante quanto o sabor. Tenha na ponta do lápis também os custos de embalagens e decorações simples, mas que agreguem valor ao produto.

Franquias “low cost”

Outra opção entre os melhores investimentos a se fazer são as franquias virtuais de baixo custo, as quais apresentam um custos iniciais que podem ser inferiores a R$ 2 mil, com retornos em menos de 6 meses.

Um bom exemplo são franquias de agências de viagens, como é o caso da Ahoba Viagens. Nela, com investimentos que partem dos R$ 1.600, o retorno do investimento se dá a partir de 3 meses de empresa ativa. O franqueado pode ainda trabalhar direto de sua casa com a venda de serviços como pacotes turísticos, passagens aéreas, reservas em hotéis e passeios. O contato com os clientes é totalmente digital e proporciona ao franqueado um faturamento médio de R$ 2 mil mensais.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar