As 10 melhores cidades do Brasil para abrir uma empresa

Conheça a lista das cidades que apresentam maior índice de sucesso e apoio ao empreendedorismo. Veja em qual cidade é melhor abrir uma empresa.

As 10 melhores cidades do Brasil para abrir uma empresa
Saiba se a sua cidade é ideal ou não para abrir uma empresa

Está pensando em abrir uma empresa? A cidade onde você vai começar um empreendimento pode ser um fator decisivo para o sucesso ou fracasso do seu negócio. Isso acontece porque, mesmo que a ideia do seu negócio seja excelente, algumas cidades não têm capacidade de absorver novos empreendimentos e faz com que muitas empresas que tinham tudo para dar certo fechem as portas. Mas há cidades brasileiras que têm potencial para contribuir que o seu negócio seja bem sucedido, saiba quais são.

Como ser um bom chefe e alcançar os seus objetivos

As cidades brasileiras com maior potencial para abrir uma empresa

A Endeavor, organização que apoia negócios de alto potencial de crescimento, criou uma lista das cidades empreendedoras brasileiras onde vale a pena abrir uma empresa.  Para chegar à essa lista, a organização considerou o ambiente regulátório das cidades, a infraestrutura que elas oferecem, o aquecimento do mercado, o acesso ao capital, o capital cultural de sua população e muitos outros pontos, sendo mais de 60 pontos analisados no total.

A organização deu nota de 0 a 10 para cada cidade, quanto maior a nota, maior o nível de empreendedorismo da cidade.

1. Florianópolis – Santa Catarina

melhorescidadesparaabrirnegocio


Nota: 7,53
A melhor cidade para se abrir um negócio no Brasil atualmente é a capital de Santa Catarina. Segundo o estudo, o sucesso de Florianópolis pode ser explicado pelo planejamento da cidade, que começou em meados da década de 1950 e ganhou força a partir da década de 1980. Vamos aos índices que trouxeram a cidade ao topo da lista:

Preço do metro quadrado: R$ 5.175,00
Para uma capital como Florianópolis, o preço do metro quadrado na cidade é bem acessível. O valor é mais baixo do que nas demais grandes cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte. O preço do metro quadrado foi determinante para garantir o primeiro lugar

PIB: R$11 bilhões
É o menor PIB entre todas as cidades na nossa lista, mas é um valor considerável para uma cidade que não chega aos 500 mil habitantes.

Capital poupado per capita: R$ 20.186,00
Uma verdadeira potência em capital poupado, com valores mais altos que o Rio de Janeiro e Belo Horizonte

População com ensino superior: 32%
Eis aqui um grande diferencial de Florianópolis.  A cidade oferece amplo acesso e qualidade em suas escolas e universidades e pode ser considerada um polo com mão de obra capacitada, com mais de 30% da população com diploma de graduação. Uma população com maior instrução apoia e financia novas ideias e novos negócios.

População com capacidade empreendedora: 31%
Um resultado que pode ser considerado consequência do índice anterior, pelo maior nível de escolaridade da sua população.

Pedido de patente: 574
Tempo para abrir a empresa: 80 dias tempo longo o que demonstra burocracia.

Como se pode perceber, apesar de ser a melhor cidade para empreender, Florianópolis ainda tem desafios a vencer para seja um ambiente mais próspero para os negócios.  Se por um lado tem uma grande capacidade em capital humano e inovação, por outro o mercado e o acesso a capital ainda são bem restritos.

2. São Paulo São Paulo

melhorescidadesparaabrirnegocio


Nota: 7,46
Como o próprio estudo da Endeavor disse: “ O que não falta em São Paulo é dinheiro”.  A capital paulista tem o 10º maior PIB do mundo e isso é um grande fomento para atrair investidores que queiram abrir uma empresa.

Preço do metro quadrado: R$ 7.815
É um valor elevado, mas nem tanto assim, visto o potencial finaceiro que a cidade tem. E custa menos do que no Rio de Janeiro e em Brasília.

PIB: R$ 477 bilhões – o PiB de São Paulo dispensa comentários, é muito alto.
Capital poupado per capita: R$ 28.566,00
População com ensino superior: 24%
População com capacidade empreendedora: 28%


Esse índice mostra como em São Paulo não só os que tem alto nível de instrução tentam empreender, há espaço para negócios  de todos os tamanhos na capital.

Pedidos de patente: 4189
Tempo para abrir a empresa: 36 dias – um dos mais curtos da lista.


A cidade com melhor mercado, maior acesso à capital e a nº 1 em inovação não deveria estar em primeiro lugar? São Paulo também tem gargalos que a impediram de ultrapassar a pontuação de Florianópolis. E eles são no ambiente regulátório e na cultura, onde a cidade ficou entre os piores índices aqui apontados.

3. Vitória – Espírito Santo

melhorescidadesparaabrirnegocio


Nota: 7,16
Com a medalha de bronze, está a capital Capixaba, que assim como São Paulo e Florianópolis tem na sua população o maior triunfo para alcançar o terceiro lugar como cidade empreendedora.

Preço do metro quadrado: R$ 4.494
Acessível em relação às principais capitais, com custo de imóveis abaixo da média

PIB: R$ 28 bilhões
Capital per capita: R$ 32.363 – o maior entre as capitais analisadas
População com ensino superior: 34%


O maior percentual entre todas as capitais analisadas. Além disso, é a única cidade em que mais de 80% da população têm ao menos ensino fundamental , 16% dos jovens estão inscritos no ensino profissionalizante – mais de 3 vezes a média das demais capitais .

População com capacidade empreendedora: 34%
Pedidos de patente: 136 isso demonstra que a inovação vai mal.
Tempo para abrir a empresa: 74 dias – longo período

Vitória tem motivos para comemorar, mas também desafios a enfrentar. É uma capital pequena, com um mercado também pequeno. E esse problema não parece estar sendo sanado pois entre 2009 e 2011 a cidade não cresceu praticamente nada, apenas 0,9%.  Enquanto a cidade está em segundo lugar em capital humano, e em 3º em ambiente regulatório e estrutura, encontra-se em último em inovação e em 9º acesso a capital.


4. Curitiba – Paraná

melhorescidadesparaabrirnegocio


Nota: 6,96
Um elogiado e eficiente sistema de transportes, preços de imóveis abaixo da média e uma população altamente conectada à internet trouxeram a capital paranaense para o 4º lugar da lista.

Preço do metro quadrado: R$ 5.067
Menor do que o de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e também da vizinha Florianópolis.

PIB: R$ 58 bilhões
Capital per capita: R$ 19.760,00
População com ensino superior: 27%
População com capacidade empreendedora: 35%
Pedidos de patente: 779
Tempo para abrir a empresa: 60 dias – tempo médio aceitável


Em infraestrutura, ninguém bate Curitiba. Além do já dito sistema de transporte e do baixo custo dos imóveis, os empreendedores da cidade são os que menos pagam impostos em todo o Brasil. Sua população tem grande capacidade inovadora pois é super conectada e o governo também contribui para isso, já que é o que mais investe em Ciência e Tecnologia. Mas a capital tem grandes desafios a vencer na Cultura e no Capital Humano.

5. Brasília – Distrito Federal

melhorescidadesparaabrirnegocio


Nota: 6,33
Já ouviu falar que Brasília é uma cidade cara?  Essa pesquisa vem confirmar isso, mas foi isso também que a trouxe para o 5º lugar das cidades mais empreendedoras do Brasil.  A população brasiliense tem um alto poder de compra, com renda per capita média de quase R$ 1.800,00 por mês. Além disso, é o segundo melhor mercado e tem o 3º maior PIB do país.

Preço do metro quadrado: R$ 8.670 o mais caro da lista
PIB: R$ 164 bilhões
Capital per capita: R$ 24.191,00
População com ensino superior: 28%
População com capacidade empreendedora: 30%
Pedidos de patente: 195
Tempo para abrir a empresa: 75 dias – Brasília é conhecida como uma cidade onde é fácil gerenciar os processos burocráticos,  no entanto o tempo para obter registros imobiliários ainda é longo.


Uma cidade com o potencial financeiro, mercadológico e de inovação de Brasília poderia estar mais bem colocada, no entanto os empreendedores locais têm dificuldades em encontrar investidores para financiar suas ideais. Um outro desafio que a cidade precisa enfrentar é a Cultura, que está em baixa em Brasília.

6. Belo Horizonte – Minas Gerais

melhorescidadesparaabrirnegocio


Nota: 6,15
A capital mineira é o segundo maior centro financeiro do Brasil, atrás apenas de São Paulo. É impressionante a capacidade que os empreendedores belo horizontinos têm para encontrar alternativas de investimento. O investidor encontra boa oferta de mão de obra qualificada e um salário abaixo da média das regiões sul e sudeste

ECONOMIZE NOS SERVIÇOS DA SUA CONTA BANCÁRIA saiba como

Preço do metro quadrado: R$ 5.426,00
PIB: R$ 54 bilhões
Capital per capita: R$ 19.611,00
População com ensino superior: 25%
População com capacidade empreendedora: 34%
Pedidos de patente: 969
Tempo para abrir a empresa: 55 dias


Os maiores problemas que Belo Horizonte enfrenta para ser uma cidade empreendedora está no mercado fraco e numa infraestrutura deficiente. Minas Gerais é um estado gigante, e BH está há mais de 400 quilômetros do Porto mais próximo. Apesar de ter a maior malha viária do país, o Estado precisava de mais para sanar o problema de escoamento de produção. Em infraestrutura, é preciso melhorar o transporte interurbano. Os custos de imóveis e de energia dentro do Estado de Minas Gerais também afastam investidores.

7.  Porto Alegre – Rio Grande do Sul

melhorescidadesparaabrirnegocio


Nota: 5,94
Os pontos fortes de Porto Alegre são alguns dos mais valorizados por empreendedores: impostos baixos, pode de financiamento e mão de obra qualificada.

Preço do metro quadrado: R$ 4.843,00
PIB: R$ 45 bilhões
Capital per capita: R$ 32.554,00 o  maior entre todas as cidades da lista
População com ensino superior: 28%
População com capacidade empreendedora: 33%
Pedidos de patente: 914
Tempo para abrir a empresa: 245 dias - não, nós não erramos o número, o tempo de espera para abrir uma empresa em Porto Alegre até parece mentira, mas não é. Um gargalo que assusta muitos empreendedores e o motivo está descrito aqui abaixo.


Apesar de ter excelentes universidades – o que oferece uma mão de obra de alta qualidade - e os empreendedores não terem dificuldades no acesso ao crédito, um incidente ocorrido na cidade tornou abrir uma empresa em Porto Alegre uma tarefa demorada.  O incêndio na boate Kiss no início de 2013 fez com que o Corpo de Bombeiros passasse a ser mais exigente e está demorando cerca de sete meses para oficializar a liberação de um estabelecimento. Outro fator é a falta de crescimento apresentado pela cidade, entre 2009 e 2011 cresceu apenas 0,88% ao ano. Uma característica do povo portoalegrense que retarda o seu poder de empreendedorismo é que 77% da população diz que preferem se dedicar menos ao negócio para ter maior qualidade de vida.

8. Goiânia – Goiás

melhorescidadesparaabrirnegocio


Nota: 5,91
Com poucos décimos abaixo da capital do Rio Grande do Sul, a capital de Goiás conseguiu chegar ao 8º lugar da lista das melhores cidades para abrir uma empresa. A cidade tem como potencial o seu ambiente regulatório: os impostos estão entre os mais baixos do país e todos os processos são mais eficientes que a média, a única capital em que isso acontece.

Preço do metro quadrado: R$ 2.857,00 – o mais barato da lista
PIB: R$ 27 bilhões
Capital per capita: R$ 8.987,00 – o  maior entre todas as cidades da lista
População com ensino superior: 23%
População com capacidade empreendedora: 41%
Pedidos de patente: 169
Tempo para abrir a empresa: 32 dias - é o tempo mais baixo do país (a média é de 76 dias). O mesmo acontece com o tempo para registrar um imóvel, de 15 dias, índice 4 vezes menor que a média das capitais analisadas.


Apesar de ter o melhor ambiente regulátório do Brasil, Goiania tem alguns problemas que comprometeram sua melhor colocação nessa lista.  A cidade está na penúltima posição no pilar de inovação, consequência dos baixos investimentos, tanto de empresas como do Governo, e do baixo potencial de geração de ideias, principalmente pelo baixo nível de relacionamento entre empresas e universidades. A falta de infraestrutura da cidade também é um gargalo.

9. Rio de Janeiro – Rio de Janeiro

melhorescidadesparaabrirnegocio


Nota: 5,86
Espantado com a posição do Rio de Janeiro entre as melhores cidades para abrir uma empresa? Nós também. Uma cidade com o 3º melhor mercado entre as capitais analisadas e com um alto potencial de consumo poderia estar melhor colocada.

Preço do metro quadrado: R$ 9.937
O primeiro gargalo já aparece aqui. O fato de ser um dos maiores destinos turísticos do mundo tornou o metro quadrado carioca o mais caro do nosso país.

PIB: R$ 209 bilhões atrás apenas de São Paulo
Capital per capita: R$ 17.971,00
População com ensino superior: 24%
População com capacidade empreendedora: 29%
Pedidos de patente: 765
Tempo para abrir a empresa: 100 dias


O Rio apresenta problemas típicos e difíceis de contornar. Primeiro é o IPTU, o mais alto de todo o país. Segundo é a demora para se abrir uma empresa: são quase três meses para abrir uma empresa, outros 60 dias para obter energia – o pior tempo entre todas as capitais analisadas. E por último, em consequência de seu tamanho, tem os maiores problemas de mobilidade do país.

10. Manaus – Amazonas

melhorescidadesparaabrirnegocio


Nota: 5,33
O melhor de Manaus é a Cultura e o apoio da população ao empreendedorismo. Quase 60% da população acredita que os empreendedores são os principais responsáveis pelo desenvolvimento do Brasil.

Preço do metro quadrado: R$ 3.520,00
PIB: R$ 51 bilhões
Capital per capita: R$ 4.040,00  mais baixo de toda a lista
População com ensino superior: 13%


Aqui aparece um gargalo complicado ao empreendedorismo

População com capacidade empreendedora: 39%
Pedidos de patente: 78 - baixo poder de inovação
Tempo para abrir a empresa: 51 dias


A cidade cresceu muito seu poder empreendedor. Mas tem ainda muito a melhorar.  Está nas últimas posições no acesso a capital,  na inovação, no capital humano e na infraestrutura. A dificuldade de acesso a Manaus devido à sua localização também é um dificultador.

Interessado em saber sobre a cidade que você mora? Veja a pesquisa completa aqui.

Encontre a conta bancária ideal para você. Saiba mais.


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é brasileira, natural de Minas Gerais, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e hoje cursa Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, Portugal. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural, Fotografia, Documentário e Assessoria de Imprensa e é apaixonada pela profissão desde criança.

Mais lidos dessa seção:

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar