Como escolher a melhor ração para gatos

São muitas as opções, mas cuidado com a propaganda enganosa: a melhor ração para gatos é aquela que não deixa faltar nenhum nutriente e cuida da saúde e do peso do animal. 

Como escolher a melhor ração para gatos
Saiba o que a ração precisa ter para beneficiar seu gato

Quantas vezes você foi ao supermercado e ficou em duvida sobre qual a melhor opção de alimento para seu pet? Em especial os donos de primeira viagem, que acabaram de adotar um bichano, sofrem com a dificuldade para saber qual a melhor ração para gatos e com isso acabam comprando produtos de baixa qualidade.

A alimentação dos pets é tão importante quanto a dos seres humanos. Deficiências em nutrientes e vitaminas, além de comida em excesso, podem trazer consequências graves para a saúde, como diarreia, infecção, aumento de peso e até diabetes.

Melhor ração para gatos: custo benefício

Segundo estudo da SVA Solutions feito em 2013 com 1876 donos de gatos, 84% alimentam seus pets exclusivamente com ração e 15,8% intercalam com comida caseira.

O estudo também avaliou a melhor relação custo beneficio entre as rações para gatos, levando em consideração itens como prevenção a problemas de saúde, resultados nutricionais, preço e rendimento, quantidade e umidade. Para os consumidores, as melhores marcas são Premier Pet (R$ 56,90 um saco de 1,5kg na Petlove), Golden (R$ 37,90 um saco de 3kg na Cobasi) e CatShow (R$ 43,90 um saco de 3kg na Cobasi).

Antes de comprar analise o rótulo das embalagens para saber qual a melhor ração para gatos. Evite produtos com corantes, que podem causar alergias e também são considerados cancerígenos. Proteína bruta e extrato etéreo, também chamado de lipídios ou gordura, representam o quão enérgica é a ração. Hexametafostato de sódio reduz a formação de tártaro nos dentes.

Gatos não têm o costume de beber água, e por isso é importante misturar ração úmida com seca para suprir essa falta. Ao contrário dos cachorros, que podem ter tártaro e predisposição à obesidade com esse tipo de comida, gatos podem ingerir um pacote até cinco vezes na semana.

Além da água, outros nutrientes essenciai que estão inclusos na melhor ração para gatos são proteínas (para crescimento, manutenção e reparação do corpo), gordura (para geração de energia), aminoácidos (para construção de blocos de proteínas), hidratos de carbono (saúde do intestino e reprodução), vitaminas (sistema metabólico) e minerais (para ossos e dentes).

A melhor ração para cada gato

Em geral, existem três tipos de ração para gatos: a Standard, com os nutrientes básicos e geralmente grande quantidade de palatabilizantes, corantes e conservantes; Premium, com suplementes como ácidos graxos, ômega 3 e pro-bióticos, além de proteína vegetal; e Super Premiun, com 100% de proteína animal e nutrientes de qualidade superior.

Quanto menor a quantidade de nutrientes mais o gato consumirá para poder saciar suas necessidades. Assim, o volume fecal aumenta conforme ele come. Fique atento às necessidades de cada idade para não errar na alimentação dos felinos.

Filhote: a melhor ração para gatos é aquela com maior teor de proteína e minerais, como cálcio e fosforo, que ajudam no desenvolvimento dos ossos. Arginina e taurina são essenciais para proteção do corpo e saúde dos olhos, e junto da vitamina A são melhores aproveitados quando a ração tem fonte de carne e não vegetais. Os grãos são mais leves e macios para facilitar a mastigação.

Adulto: a fase adulta dos gatos dura até sete anos. Se não houver restrições de saúde eles podem consumir qualquer ração para adultos, que em geral são equilibradas e apresentam mais opções em sabores e proteínas, além de maior variedade de nutrientes.

Idoso: os senhores de idade precisam prevenir doenças cardiovasculares e renais, e por isso suas rações tem menos fosforo, sódio e proteína. A melhor ração para gatos idosos é a sênior, que mantem a força do felino.

Castrados: gatos castrados possuem maior tendência a obesidade e sua alimentação deve ser controlada e regrada. Rações light e diet são as melhores opções e a escolha deve ser feita sobre questões hormonais.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar