Como fazer faculdade de Medicina na Bolívia

Com a ausência de processo seletivo e custos até 50% menores que o mesmo curso no Brasil, conheça as muitas vantagens de ingressar em Medicina na Bolívia.

Como fazer faculdade de Medicina na Bolívia
A ausência de processo seletivo e o baixo custo estão entre as principais vantagens

Não incomum, muitos interessados em ingressarem nas áreas da saúde cogitam a possibilidade de realizar seus estudos em Medicina na Bolívia, e os motivos que levam a essa decisão não são poucos. O principal empecilho encontrado pelos que pretendem fazer o curso no Brasil é relacionado ao alto investimento financeiro, bem como o tempo de estudo e preparo do futuro profissional. Mesmo para as faculdades particulares, o ingresso é bastante rigoroso e os custos pouco acessíveis para a grande maioria dos brasileiros.

Prep Scholars: a oportunidade de estudar de graça nos EUA

Vantagens em fazer Medicina na Bolívia

O principal atrativo de quem pretende cursar Medicina na Bolívia são os custos; ser um estudante de Medicina no Brasil ainda é bastante limitado, tanto pelo valor das mensalidades como pelo custo de vida, uma vez que o estudante se dedica aos estudos integralmente. Segundo pesquisas, um aluno de Medicina no Brasil tem um custo médio mensal de cerca de R$ 6 mil, levando em conta a mensalidade de uma universidade e gastos como aluguel, alimentação e transportes; já na Bolívia esse custo pode cair pela metade.

O sistema de ensino dos cursos de Medicina na Bolívia apresentam alto grau de excelência, despontando à frente de diversos países - incluindo o Brasil -, aplicando-se tanto a universidades públicas quanto privadas bolivianas. Apesar disso, há instituições bolivianas que não exigem processos seletivos nem aplicam restrição de número de vagas oferecidas para ingressar no curso, sendo dimensionadas de acordo com a quantidade de interessados no curso.

O enriquecimento cultural é outro ponto favorável a escolha, pois proporciona ao estudante uma visão diferente do mundo e do mercado de trabalho, possibilitando ainda a construção de um networking muito mais amplo e diversificado.

O maior cuidado que o estudante deve ter ao optar por cursar Medicina na Bolívia é na escolha da grade curricular. Como as universidades bolivianas não são reconhecidas pelo MEC (sendo essa uma exclusividade das instituições brasileiras), ao regressar para o Brasil o profissional deverá passar por um exame de avaliação para que tenha seu diploma validade. Neste caso, a escolha da grade curricular pode influenciar na facilidade que o profissional terá em obter sucesso no exame.

APRENDA
INGLÊS
E GANHE O MUNDO
comece já a estudar

Como se candidatar

Antes de mais nada, o estudante deve escolher em qual universidade pretende cursar Medicina. Atualmente podemos encontrar uma grande oferta de Universidades para o curso na Bolívia, estando entre as mais populares a universidade de Aquino de Bolívia (UDABOL), Universidade Cristiana de Bolívia (UBEBOL), Universidade Nacional Ecológica e a Unifranz. A maioria delas está localizada na cidade de Santa Cruz de la Sierra, mas outras cidades também atraem muitos estudantes como La Paz, Oruro, Cochabamba, Sucre e Potosi.

A inscrição normalmente pode ser solicitada diretamente no site da instituição (muitas já possuem páginas em português), uma vez que a maioria não apresenta nenhum exame de seleção especifico, sendo necessário apenas ter concluído o ensino médio.

Entre os documentos geralmente exigidos pelas universidades para o ingresso estão o histórico escolar do ensino médio, certidão de nascimento, passaporte válido por ao menos 6 meses e uma foto 3x4. Outros documentos como novamente o passaporte, certificado de antecedentes criminais, atestado médico comprovando ausência de doenças infecciosas e teste para HIV são solicitados pela Direção Geral de Migração na Bolívia e devem ser entregues diretamente em seu escritório, sendo obrigatórios para se obter o visto de estudante no país.

Junto ao formulário de pedido do visto deve ser requisitado também a entrega de um certificado de estudos que garanta uma suficiência para tal, a matrícula na universidade pretendida, o certificado nacional de vacinação onde conste a vacina de febre amarela e 2 fotos 3x4.

Custos

Os custos para se manter como um estudante de Medicina na Bolívia são menores que no Brasil, mas da mesma forma, variam de acordo as localidades escolhidas. Tomando como referência as médias de custos para as principais cidades escolhidas, encontramos os seguintes valores:

• O custo de um apartamento no estilo kitnet custa em média R$ 500 a R$ 1.000, podendo ser com ou sem mobília;

• O transporte público tem valor médio de R$ 0,50 por trajeto;

• Na cidade de Santa Cruz de la Sierra um trajeto de 5km de táxi custa em média R$ 8;

• O custo médio de alimentação para um estudante é de R$ 500 mensais;

• A mensalidades das universidades são variáveis mas apresentam entre as mais escolhidas uma média de R$ 750.

Aumente as suas oportunidades profissionais com o curso certo. Confira essa oportunidade!

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar