Como saber se caí na malha fina do imposto de renda

Será que você foi o escolhido? Veja como funciona malha fina do imposto de renda e saiba como preencher os dados corretamente na hora de declarar o imposto.

Como saber se caí na malha fina do imposto de renda
Saiba o que deve conter no imposto de renda para não cair na malha fina

A Malha Fiscal da Declaração de Ajuste Anual da Pessoa Física, conhecida como malha fina, é a revisão de todas as declarações na qual são efetuadas verificações dos dados declarados pelo contribuinte e cruzadas às informações com outros elementos disponíveis nos sistemas da Secretaria da Receita Federal. Veja como não cair na malha fina do imposto de renda.

Como funciona a malha fina do imposto de renda

Após a entrega das declarações do IR, o sistema começa o processamento eletrônico, depois isso, serão realizadas as sequências de verificações para identificar erros de preenchimento e inconsistência das informações apresentadas, que podem apresentar infração à legislação tributária.

Alguns documentos podem ser solicitados a mais depois desse procedimento, casa apareça irregularidades, a não apresentação das informações e documentos solicitados, ou o não atendimento às intimações solicitadas pelos auditores fiscais da Receita Federal, implica em uma infração.

Consultar a malha fina do imposto de renda

Para saber se está na malha fina, os contribuintes podem acessar o extrato do Imposto de Renda que está disponível no site da Receita Federal no chamado e-CAC (Centro Virtual de Atendimento).

Para acessar esse extrato do IR é necessário utilizar o código de acesso gerado na própria página da Receita Federal, ou certificado digital emitido por autoridade habilitada.

Como evitar cair na malha fina

Para não entrar na malha fina do imposto de renda é preciso ter precisão na hora de preencher os dados informados na declaração, principalmente os referentes a números do informe de rendimentos, que trazem as mesmas informações repassadas pelas empresas ao Fisco. Qualquer alteração é suficiente para a declaração cair na malha fina.

É fundamental declarar apenas as despesas que possam ser comprovadas, e os valores informados pelas fontes pagadoras ou recebedoras devem estar corretas conforme a declaração do contribuinte.

Dedução por dependente no IR: veja como funciona e o valor em 2017

Qualquer erro no preenchimento, inclusive de centavos, se torna um motivo de malha fina. Os erros mais comuns estão relacionados ao preenchimento dos rendimentos, do imposto retido e do INSS retido, e também à omissão mais de uma renda do declarante, ou dos rendimentos dos dependentes e de resgates de previdência privada PGBL.

O contribuinte que possuir mais de uma fonte pagadora deve informar todos os valores recebidos, sejam eles pagamentos por serviços, salários ou aluguéis, pois a Receita terá acesso ao valor de cada um. É importante lançar também todos os rendimentos dos dependentes, independe dos valores.

O contribuinte não pode informar uma pessoa como dependente quando ela já está como dependente em outra declaração do Imposto de Renda. É importante também não deixar de lançar os rendimentos de todos os dependentes, caso haja.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Elisabete Machado Elisabete Machado

Brasileira, natural de São Paulo, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e Pós-graduada em Fundamentos da Cultura e das Artes pela Universidade Estadual Paulista. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural e Assessoria de Imprensa.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar