Os 'luxos' dos quais os brasileiros abriram mão por conta da crise

Com o aumento do desemprego, redução de crédito e outros problemas gerados pela crise econômica, brasileiros estão deixando de consumir certos produtos.

Os 'luxos' dos quais os brasileiros abriram mão por conta da crise
Aumento do desemprego foi um dos responsáveis

Segundo um levantamento da Confederação Nacional da Indústria, CNI, com as adversidades econômicas como desemprego, crise, inadimplência alta e redução de crédito, os brasileiros estão tomando medidas drásticas em relação ao orçamento familiar. Muita gente está reduzindo o padrão de vida e deixando de lado alguns 'luxos'

Muitas dívidas e pouco luxo

Várias têm sido as medidas tomadas pelos brasileiros durante a crise para conseguir chegar ao final do mês com as contas em dia. Vender os bens para pagar as dívidas foi a estratégia de 24% dos entrevistados pleo levantamento. Em junho de 2015 este percentual era de menor, 20%.

Há também quem optou por mudar de casa para conseguir reduzir os custos com habitação. Esta escolha foi feita por 19% em junho desse ano, seguno a CNI.

Trocar os filhos da escola particular para a pública foi outra decisão difícil que os brasileiros tiveram que tomar para economizar. Em junho deste ano, 14% das famílias fizeram esta opção pela escola pública como forma de gastar menos dinheiro.

10 aplicativos úteis para economizar no dia a dia

Quem usava muito veículo próprio passou a usar mais o transporte público para se locomover - e esta atitude foi opção de muita gente. Entre os entrevistados, quase metade (48%) passaram a usar o transporte público. De acordo com o CNI, esta medida é reflexo de vários fatores, como a venda do veículo para pagar as dívidas e também financiar gastos da família, além da falta de pagamento de parcelas de veículos financiamdos e também a alta no preço dos combustíveis.

Houve também quem cancelasse o plano de saúde, opção de 34% dos entrevistados. Esta escolha pode ser causada pelos problemas financeiros enfrentados pelaas famílias como também pela perda do emprego formal, já que muitas companhias pagam o plano para seus funconários e o desemprego já ultrapassou 11% no país.

E nada de produto de marca! De acordo com o levantamento 78% dos entrevistados passaram a comprar produtos similares mais baratos ao invés de comprar os de marca.

Buscar promoções também tem sido parte do dia a dia do brasileiro. Na hora de comprar bens de maior valor, 80% dos entrevistados afirmaram que preferiram esperar pela próxima liquidação.

Fazer uma poupança ao invés de gastar com a compra de produtos e serviços também foi uma atitude tomada pela maioria dos brasileiros, 78% segundo a pesquisa. O objetivo é guardar dinheiro para o caso de necessidade.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Redação E-konomista Redação E-konomista

O E-konomista é um portal on-line que busca fornecer dicas sobre economia em diversos aspectos da vida. Caso queira contactar a nossa redação, envie um e-mail para o info@e-konomista.com.br.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar