10 profissões mais bem pagas que não exigem diploma de graduação

É possível ter uma boa carreira profissional, sem ter que investir mais de quatro anos de estudo (graduação). Confira a lista de profissões bem pagas que não exigem diploma.

10 profissões mais bem pagas que não exigem diploma de graduação
Há uma lista de profissões que não exigem diploma, você sabe quais são?

O sonho de todo profissional é ter uma carreira de sucesso e um bom salário ao final do mês. Porém, nem todos possuem o perfil de estudantes e querem logo partir para a mão na massa. Confira a lista de profissões bem pagas do mercado e que não exigem diploma de graduação.

Algumas dessas exigem certa experiência ou então, um curso de especialização (seja técnico ou de aperfeiçoamento da técnica). A diferença é que o tempo de estudo para exercer essa função e o investimento monetário é inferior ao de um curso de graduação tradicional.

A lista de profissões que não exigem graduação

A lista de profissões bem pagas e que não exige diploma chega a surpreender quem não conhece o salário médio de determinadas áreas. O levantamento foi feito pela Catho, a pedido do site Exame.com.

10- Projetista mecânico

Profissional responsável pelo desenvolvimento de projetos de fabricação de máquinas, equipamentos mecânicos e ferramentas, seguindo normas e especificações técnicas. É ele quem define as etapas dos processos que devem ser seguidos e analisa a visibilidade de produtos e montagem, assim como realiza um levantamento de custos e materiais.

Salário Médio: 3.810

9- Técnico de planejamento

Responsável pela elaboração, controle de escopos de projetos e qualificação dos mesmos. O Técnico de planejamento desenvolve o planejamento do projeto, atualizando e distribuindo cronogramas. Além disso, ele atua como interface entre as áreas de engenharia, PCP, fábrica, suprimentos e expedição, para que seja possível garantir o fluxo de informações e para que os prazos sejam cumpridos.

Salário Médio: R$ 3.813,20

8- Ferramenteiro de Moldes Plásticos

Este é o profissional responsável por desenvolver desenhos, moldes e peças de injeção plástica, além de efetuar manutenção preventiva e corretiva de sistemas de injeção e realizar reparos e trocas de peças.

Salário Médio: R$ 3.886,70

MELHORE
O SEU
CV COM 
UM CURSO
SUPERIOR
Comece já!

7- Ferramenteiro de manutenção

Há dezenas de vagas abertas para quem busca emprego como ferramenteiro de manutenção. Em geral, as empresas pedem apenas que o candidato tenha Ensino Médio completo, mas um curso na área pode ser diferencial para conseguir um bom emprego.

Salário médio: R$ 3.892

6- Técnico em obras

Nesta profissão a pessoa atua acompanhando obras, elaboração de relatórios gerenciais, leitura de projetos, controle de cronogramas, emissão e também acompanhamento dos pedidos de compra.

Salário médio: R$ 3.940

5- Inspetor de qualidade de instrumentos

O profissional que trabalha neste cargo deve controlar medidas de peças de acordo com projeto, usando para isso instrumentos de medição e seguindo as normas técnicas, de saúde, meio ambiente e segurança.

Salário médio: R$ 3.979,10

4- Técnico em inspeção de equipamentos

Profissional responsável por acompanhar, participar e executar serviços de manutenção e inspeção de equipamentos, sistemas e instalação.

Salário médio: R$ 4.127,80

3- Técnico de produção sucroalcooleira

Quem faz este curso tecnólogo trabalha como responsável pelo processo de transformação da cana em produtos acabados, como açúcar ou etanol.

Salário médio: R$ 4.273,50

As profissões mais bem pagas

2- Ferramenteiro de corte e repuxo

O profissional que está neste cargo realiza confecção e reparo de ferramentas de dobra, corte, repuxo e outras para estruturação de chapas de aço e outros materiais metálicos. Além disso, também desenvolve molde de sobra e injeão plástica, de alumínio ou estamos.

Salário médio: R$ 4.662,50

1- Técnico de petróleo

O melhor salário desta lista de profissões vai para o técnico de petróleo, que é aquele profissional apto a operar e controlar máquinas e equipamentos utilizados na produção de petróleo e gás natural. Quem trabalha nesta área pode atuar em refinarias e plataformas de gás natual e de petróleo, assim como em indústrias de beneficiamento de petróleo e seus derivados. Há também a oportunidade de encontrar emprego em instituições de ensino e pesquisa.

Salário médio: R$ 5.406

No ano passado o profissional que ficava em primeiro lugar era o Supervisor de Construção (Mestre de Obras), que tinha salário médio de R$ 3.315.

Fale inglês e tenha mais sucesso na sua carreira. Faça um teste e melhore o seu nível.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Redação E-konomista Redação E-konomista

O E-konomista é um portal on-line que busca fornecer dicas sobre economia em diversos aspectos da vida. Caso queira contactar a nossa redação, envie um e-mail para o info@e-konomista.com.br.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar