Pedir pizza, ler um livro: tarefas que você nem sabia que podia fazer por WhatsApp

Acha que o WhatsApp é somente para conversar com os amigos e família? Empresas apostam no atendimento via WhatsApp e modernizam seus negócios.

Pedir pizza, ler um livro: tarefas que você nem sabia que podia fazer por WhatsApp
Dá pra fazer de tudo no WhatsApp, o aplicativo é agora um contato profissional

ECONOMIZE NOS SERVIÇOS DA SUA CONTA BANCÁRIA saiba como

O WhatsApp é hoje em dia muito mais do que um aplicativo de comunicação, transformou-se em uma plataforma de fomento aos negócios. Com quase 1 bilhão de usuários no mundo todo, o WhatsApp conecta pessoas que desejam falar com amigos e familiares mas também conecta pessoas a seus clientes e potenciais clientes. Já é possível fazer coisas que você nem imagina através do aplicativo. Confira!

WhatsApp para negócios - o aplicativo se tornou profissional


1. Pedir pizza (e muitas outras coisas)

Sempre que bate aquela fome e dá vontade de comer uma comida da rua, a gente busca o telefone de um delivery e liga para pedir comida em casa. Mas se você não tem telefone fixo e está sem crédito no celular, o que fazer? Utilizar o WhatsApp, claro! As empresas estão apostando na comunicação com clientes através do aplicativo. Assim o cliente não precisa gastar dinheiro com ligação para fazer o seu pedido, consegue entrar em contato de forma rápida e não corre o risco do atendente entender o pedido errado, qualquer dúvida é só voltar e reler a conversa. Prático, rápido e sem custos adicionais nem pro cliente, nem para a empresa.

Pensa que isso já está moderno o bastante? Você ainda não viu nada. No mês de dezembro de 2015 foi lançado o  Fred, o robô para atendimento via WhatsApp. O software é uma criação do  desenvolvedor brasileiro Alfred Baudisch, e o robô é capaz de atender clientes e computar pedidos sem a necessidade de intervenção humana. Por hora ele está sendo testado em 50 pizzarias de Curitiba, mas a ideia é que ele seja capaz de computar pedidos, atender a consultas de preço e agendamento de horários dos mais diversos tipos de negócio. Para entender como o Fred  funciona, veja esse vídeo.

2. Ler livros

Ler livros pelo WhatsApp? Mas ninguém tem paciência para ler nem textos longos nesse aplicativo! Sim, é verdade. Mas o projeto Leitura de Bolso pensou em tudo. Levando em consideração que em 2014 mais de 70% dos brasileiros não leu um livro sequer, os idealizadores tiveram uma ideia para tentar mudar essa realidade e inserir o interesse pela leitura através de pílulas literárias enviadas pelo WhatsApp. Funciona da seguinte maneira: você se inscreve pelo site do Projeto Leitura de Bolso fornecendo seu nome, celular e email. Assim, o projeto de envia através do WhatsApp pequenos trechos de livros com leitura que dura até 5 minutos, para despertar seu interesse pela história. Eles buscam trechos interessantes, com imagens e fotos ilustrativas para tornar a leitura ainda mais atraente. Em breve, o projeto promete enviar também vídeos. Assim, você faz um leitura super rápida que irá (ou não) despertar seu interesse por aquele título ou aquele autor. Você pode cancelar a inscrição em qualquer momento e o projeto não envia propaganda, só as pílulas literárias.

FIQUE POR DENTRO
Cadastre-se para receber todas as novidades e informações publicadas na página do E-konomista. É gratuito!

Interessante, não? Assim o projeto fomenta a indústria literária, dá aquela força para os autores e ajudam o brasileiro a retomar o hábito saudável da leitura, tudo isso através do WhatsApp. Veja o vídeo de como funciona o projeto.

3. Entregar flores

É seu aniversário de namoro/casamento ou dia das mães e você se esqueceu completamente de comprar um presente. Se você for ligar para a floricultura e incomendar flores, a pessoa que irá receber pode ouvir a conversa e acabar com toda a surpresa. O que fazer? Pedir pelo WhatsApp. Várias são as floriculturas que oferecem o serviço, como é o caso da Flora Silva, situada em Santos, SP. Com mais de 20 anos de mercado, a empresa de flores resolveu aliar tradição com tecnologia e viu seu faturamento crescer ao adotar o atendimento via WhatsApp e também a loja virtual. Através do aplicativo, o cliente entra em contato, consulta preços e faz o pedido. Recebe em seu celular a foto do arranjo antes que ele saia para a entrega para ter certeza que é como ele imaginou. O pagamento pode ser feito com o cartão de crédito, através do site ou através e boleto bancário. Além disso, a floricultura aposta ainda em promoções exclusivas para quem faz o pedido via WhatsApp e informa os seus clientes cadastrados.

4. Comprar roupas (e muitos outros itens)

Muitas pessoas compram roupas pela internet, é mais fácil, rápido e cada dia mais seguro. As lojas físicas já adotaram o modo de venda em sites online, mas a tendência agora é a divulgação de peças nas redes sociais (em especial no Instagram e no Facebook) e entrar em contato com as vendedoras ou com a loja através do WhatsApp. É o que fazem as irmãs Thais e Thalita Pimentel, que começaram a vender roupas de ginástica através das redes sociais e hoje já têm a marca Benefit com uma boa carteira de clientes e peças entregues em todo o Brasil. "Fazemos o atendimento todo personalizado para as clientes pelo Whatsapp. É como se fosse uma loja, que a pessoa entra para ser atendida”, explica Thalita, que lembra que isso é essencial para as clientes se sentirem seguras já que não há uma loja física. As peças são enviadas pelo correio ou a entrega é feita a domicílio na cidade de São Paulo. Através do WhatsApp as vendedoras conseguem ainda obter um feedback para saber se ficaram satisfeitas com a peça e com o serviço.

5. Chamar um táxi

Você precisa de um táxi rápido e não gostaria de gastar seu crédito com a ligação. É só chamar pelo WhatsApp! Muitas empresas de táxi têm aplicativos para fazer o pedido do carro, mas quem faz uso esporádico de táxi não quer ter que baixar um novo aplicativo, entender como ele funciona só para chamar um carro um vez ou outra. É muito mais fácil se você puder usar um aplicativo que já tem, chama o taxista e pronto. É o que a empresa Tele Taxi Salvador está fazendo. A empresa, que já está no mercado desde 1980, possui também um aplicativo (o que é interessante para fidelização da clientela) mas para quem é cliente esporádico ou mesmo um turista, o uso pelo WhatsApp é uma mão na roda. É mais uma empresa que alia tradição e tecnologia de comunicação e sai na frente da concorrência, a tendência é que isso se torne padrão nas empresas de todos os setores daqui pra frente.

Mas é preciso cuidado

Para fazer o atendimento via WhatsApp você precisa fornecer o número do seu celular. Alguns comerciantes e prestadores de serviço acabaram já fazendo uso indevido desse dado pessoal e utilizando-o para fins pessoais. Foi o que aconteceu com uma empresária de 28 anos de Porto Alegre. Ela contou que recebeu mensagens pelo WhatsApp depois de desembarcar de um táxi solicitado pelo EasyTaxi.“Por que não tem foto tua no seu perfil? É tão bonita”, mandou o taxista. Sem resposta, continuou:  “Eu sei que tu viu”, “gostei de ti” e “te achei sexy” foram alguns dos textos enviados. O número pode ser bloqueado, mas o incômodo é inevitável.

Encontre a conta bancária ideal para você. Saiba mais.


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é brasileira, natural de Minas Gerais, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e hoje cursa Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, Portugal. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural, Fotografia, Documentário e Assessoria de Imprensa e é apaixonada pela profissão desde criança.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar