Lei Seca: saiba qual é a multa e penalizações

Desde 2012, motoristas flagrados bêbados ao volante são punidos com mais severidade pela Lei Seca. Entenda como funciona  e quais podem ser as consequências de quem é enquadrado nela.

Lei Seca: saiba qual é a multa e penalizações
A Lei Seca representa o endurecimento dos órgãos de justiça contra motoristas embriagados

A Lei Seca, ou Lei nº 11.705/2008, embora exista há oito anos, só veio a ser aplicada de forma mais dura em 2012. Foi a maneira que o Governo Brasileiro encontrou de apertar o cerco contra motoristas que conduzem veículos embriagados. Assim, aumentou-se o valor da multa, que pulou de R$ 957,65 para R$ 1.915,30, e que dobra, valendo R$ 3.830,80 caso o infrator seja reincidente.

Como funciona a Lei Seca

Considerando 2012 como o ano em que a Lei Seca passou a ser aplicada tal como é feito hoje, pode-se perceber que trata-se de uma das mais duras leis em vigor no Brasil. Num sistema jurídico que esbanja leis “para inglês ver”, a Lei Seca é a feliz exceção. Desde 2012, segundo dados do governo, a proporção de motoristas que declaradamente bebem e dirigem diminuiu em 22%.

A aplicação da Lei Seca acontece quando a autoridade policial aborda um motorista, podendo ser numa operação ou de forma discricionária. O agente solicita que o condutor sopre o bafômetro, aparelho que mede a concentração de álcool no ar que é expelido pelos pulmões. A concentração de 0,5mg/l de ar expelido, hoje, é suficiente para enquadrar o motorista como embrigado, portanto sujeito a todas as sanções previstas em lei.

O que acontece se infringir a lei

Uma vez flagrado na condição de condutor alcoolizado, o motorista terá sua carteira de habilitação suspensa imediatamente, com registro em seu renach de multa gravíssima, que acarreta perda de 7 ponto, além da multa em dinheiro. E nem adianta se recusar a fazer o teste do bafômetro. Caso o motorista optar por não fazer, será automaticamente multado, e se a autoridade policial, apenas por inspeção visual concluir que o motorista está alcoolizado, poderá depor em juízo como testemunha contra o infrator.
É permitido dirigir com Boletim de Ocorrência?


Os números sobre álcool e direção

De acordo com a OMS, Organização Mundial de Saúde, até 2010 o Brasil era o 3º país das Américas em que mais se matava devido à mistura de álcool e direção entre os homens e 11º entre as mulheres. De fato, entre os motoristas que declaradamente bebem e dirigem, a proporção de homens é bem maior, 9,8%, contra 1,8% de mulheres que admitem beber e dirigir. No Brasil, um total de 6,4 milhões de pessoas admitem ter o costume de beber antes de assumir a direção de um carro.

Entre as cidades com maior proporção de motoristas que adotam o perigoso hábito, Florianópolis, Palmas e Cuiabá são as líderes. Já Vitória, Maceió e Recife são as cidades brasileiras em que menos se encontram motoristas embriagados ao volante.

Gostou? Compartilhe!
Julio Benck Julio Benck

Jornalista em permanente formação, entende que toda profissão tem sua arte e uma beleza característica, é só saber encontrar.

Na Web:

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar