Juros de cheque especial: entenda como funciona e como é calculado

Tenha atenção ao utilizar o crédito disponível pelo banco em sua conta corrente, pois juros de cheque especial são altos. Entenda o motivo e aprenda a calcular este valor.

Juros de cheque especial: entenda como funciona e como é calculado
Os juros de cheque especial são mais caros do que os aplicados aos empréstimos.

O cheque especial nada mais é do que um contrato entre a instituição bancária e o cliente para fornecer um crédito extra vinculado à conta corrente. Este limite de crédito é estipulado de acordo com a renda e a movimentação bancária. Porém, os juros de cheque especial são um dos mais altos em termos de linhas de crédito (juntamente com o cartão).

O pagamento, geralmente, é realizado no primeiro dia útil de cada mês, já descontado diretamente da conta do cliente. A cobrança se refere aos juros sobre o valor e o período utilizado.

Taxa de juros de cheque especial

Cada instituição bancária é livre de determinar a taxa de juros aplicadas à esse tipo de cobrança. De acordo com o relatório divulgado pelo Procon-SP, em Abril deste ano, a média praticada é de 10,90% mensais, confira a taxa praticada em seis grandes bancos brasileiros:

  • Caixa Econômica Federal – 8,65%
  • Banco do Brasil – 9,86%
  • Bradesco – 10,63%
  • Itaú – 10,64%
  • HSBC – 12,62%
  • Santander – 13,49%

De acordo com especialistas, a recomendação é procurar por outras linhas de crédito, pois os juros de cheque especial são os mais altos do mercado. Nesta mesma pesquisa foi apontado que, a taxa de juros aplicados ao crédito pessoal, em instituição financeira apresenta a média de 6,02%.

Como são calculados os juros de cheque especial

Um exemplo simples é que, se o seu banco cobrasse juros de 10% ao mês e você precisasse de utilizar R$ 500,00 do cheque especial, ao final de cinco dias no vermelho, você pagaria um total de R$ 508,30. Se fosse ao final de um mês (trinta dias), o valor da dívida, somado aos juros de cheque especial ficaria em R$550,00.

É preciso ter atenção e conversar com o gerente do seu banco, sobre essas informações. Em algumas instituições há um prazo de dez dias antes que comecem a ser cobrados os juros de cheque especial. Se você realizar o pagamento dentre esses dias, não pagará nada a mais. Porém, se passar um dia a mais (onze dias), será cobrado o valor total desses onze dias.

Saldo e crédito do cheque especial: cuidado para não confundir

Em alguns bancos o valor de saldo da conta é “misturado” com o crédito disponível do cheque especial. Portanto, lembre-se de conferir o valor real que você tem em conta, para não utiliza-lo e ter que pagar os juros do cheque especial.

Caso não queira que este valor esteja disponível é possível solicitá-lo ao gerente do seu banco. Mas lembre-se de pedir um documento formal, para não ser cobrado indevidamente pelo uso do crédito.

Lembre-se!

Caso tenha a necessidade de utilizar o dinheiro disponível do cheque especial, lembre-se de quitar a dívida o mais rápido possível, para não pagar caro, uma vez que os juros cobrados são altos.

Você sabe o motivo dos juros de cheque especial serem tão altos?

Essa taxa é uma forma de segurança que a instituição bancária tem, uma vez que não foi realizado a análise de crédito comum em empréstimos financeiros. Como o banco não sabe em quanto tempo essa dívida será quitada, há a necessidade de juros altos e cobrança a cada início de mês, diretamente da conta corrente.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar