6 sinais de que você está jogando o seu dinheiro no lixo

As contas não acabam e você está sempre estressado pensando que o dinheiro não vai dar até o fim do mês. Esses são sinais claros de que suas finanças estão mal geridas.

6 sinais de que você está jogando o seu dinheiro no lixo
Tem certeza que está administrando bem o seu dinheiro?

Muitos dizem que dinheiro não é problema, é solução. Para outros, a história não é bem assim. Se organizar o seu orçamento mensal passou a ser um drama, tenha certeza que algo está errado na gestão das suas finanças. Aprenda a identificar os sinais de um comportamento financeiro inadequado e veja como dar a volta a esta situação.

Quando algo não vai bem

Mesmo no aperto, nem sempre nos damos conta de que, afinal, somos nós que estamos cometendo erros e não o dinheiro que diminuiu. Será que este é o seu caso? Conheça os “sintomas”. 

1. Abrir as faturas é sempre uma surpresa

“Como isso é possível?” é a primeira coisa que você pensa ao somar todas as suas contas. O dinheiro do mês mal dá para honrar com os compromissos e se a ideia era guardar uma parte para a poupança... melhor esquecer. Se não está sobrando nada, saiba que há algo errado com a sua administração financeira. A solução é gastar menos ou ganhar mais, que na maioria das vezes não é assim tão simples. Comece a organizar as suas despesas e veja aonde é possível cortar. 

2. Você não sabe exatamente quanto gasta

A sensação é sempre a mesma: onde foi parar o dinheiro? Parece que ele foge da sua conta bancária num piscar de olhos. A verdade é que os seus gastos não são programados. Tudo bem que ninguém prevê aquela comprinha emergencial no mercado, mas depois há um esquecimento total das despesas, inclusive as menores. Assim, de R$ 20 em R$ 20, o salário vai embora. Para controlar melhor o que entra e o que sai, anote tudo, mesmo os R$ 5 que você gastou na padaria. Essa é a forma mais eficiente de ter uma visão geral realista do seu orçamento. 

3. Preocupação constante com dinheiro

Ao invés de relaxar quando o dinheiro cai na sua conta, você fica tenso. Está sempre preocupado com o que ainda falta pagar, com o que vai entrar, com despesas extras que não deveriam aparecer esse mês. “Como eu vou fazer para pagar isso?”, “O dinheiro não vai dar!” e “Tenho que economizar” são alguns pensamentos que permeiam a sua mente várias vezes por dia. 

4. Não fala sobre dinheiro, só reclama

Para você, conversas sobre dinheiro nunca resultam em um papo relaxado, descontraído e com planos. Acaba sempre em reclamação, lamúria, crise e até choro. Tanto é que você até evita a falar sobre o assunto. Casais que também evitam debater as finanças porque acaba sempre em discussão também não estão em um bom caminho. Comunicação é a melhor forma de começar a resolver o que não funciona. 

5. Tudo relacionado a poupanças, investimentos e economia é sempre muito enfadonho

Você salta todas as páginas do jornal que falem sobre economia, ignora os programas que dão dicas sobre como organizar o orçamento e revira os olhos sempre que tocam no assunto. Não é necessário que você entenda a loucura da bolsa de valores, por exemplo, mas é importante ter noção de taxas de cartão de crédito, melhores formas de pagamento e juros. Os assuntos que ignora são justamente aqueles que contribuem para que você esteja no vermelho. 

6. Sentimento constante de que tem algo a esconder

Sábado é aniversário daquele seu amigo mais chegado, mas você não poderá ir porque não tem dinheiro para contribuir no jantar. Não querendo assumir o real motivo por vergonha, decide dizer que ficou doente/já tinha algo marcado/surgiu um imprevisto. Se você não se sente à vontade para assumir a sua situação financeira é porque com toda certeza ela não vai bem. É hora de pensar em estratégias para reverter esse quadro.
 


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar