8 destinos com melhor custo-benefício para fazer intercâmbio em 2016

Optar por destinos não tão populares no seu intercâmbio em 2016, além de ter um melhor custo-benefício, pode lhe render experiências únicas.

8 destinos com melhor custo-benefício para fazer intercâmbio em 2016
Conheça cidades para estudar e economizar no seu intercâmbio em 2016

Optar por um destino não tão popular com um idioma e cultura mais exóticos para seu intercâmbio em 2016, além de ter um melhor custo-benefício, pode render experiências únicas que os países “da moda” não irão proporcionar. Aprender ou aperfeiçoar um novo idioma, supreender-se com novas gastronomias, costumes, tecnologias e, claro, profissionalizar-se. Se permitir a novas experiências em lugares não tão populares pode abrir portas e ainda economizar uma boa quantia ao final das contas. Conheça 8 destinos com o melhor custo-benfício para planejar seu intercâmbio em 2016.

1. Cidade do Cabo - África do Sul

intercambioem2016

Em geral, a África do Sul não costuma ser a primeira opção de destino para intercâmbio, mas possui cidades como a Cidade do Cabo e Johanesburgo, cheias de história e oportunidades culturais e profissionais. O valor de um intercâmbio na África do Sul pode ser até cinco vezes mais barato que um intercâmbio nos EUA (isso em tempos de dólar a R$ 2,50), portanto, ingressar em um curso de inglês por lá, custará muito menos e ainda lhe proporcionará um contato completamente diferente com culturas e ambientes. Além desta vantagem do baixo custo, o país ainda permite que o estudante trabalhe durante os estudos, tornando tudo ainda mais fácil. Assim, ainda sobra um dinheirinho para conhecer a vida selvagem do local e aproveitar tudo o que a África do Sul tem a oferecer. Infelizmente, a pobreza e os resquícios do Apartheid ainda são muito evidentes, mas a bagagem cultural e histórica é imensa. Com certeza, este será um destino inesquecível.

2. Pequim - China

Destino normalmente escolhido por quem já possui o inglês fluente, Pequim é uma ótima opção para aprender o mandarim. Donos de um idioma que abre muitas portas para a ascensão profissional atualmente, a China, num geral, possui imensas possibilidades de novos mercados e negócios e, se você estiver por lá, pode aproveitar essas oportunidades. Além da possibilidade de incrementar o currículo com o novo idioma requisitadíssimo, a China é um mundo completamente novo. Costumes culinários, estilo de vida, o moderno e o tradicional vivendo na mesma realidade, sem contar a facilidade no acesso de produtos eletrônicos e vestuário. Destino para quem não tem medo de aventuras, a China é um verdadeiro choque cultural e uma gigantesca massa de oportunidades.

3. Malta

intercambioem2016

Intercâmbio e férias paradisíacas ao mesmo tempo? Pagando pouco? Malta pode ser o destino perfeito. O arquipélago em meio ao mar Mediterrâneo é formado por cinco ilhas: Malta, Gozo, Comino, Cominetto e Filfla, possuindo um dos melhores climas do mundo, além de ser um excelente destino para aprender inglês. A preferência dos intercambistas por malta é clara. Belezas naturais, praia, clima tropical, baixo custo de vida e o melhor, não precisa de visto. Por fazer parte da União Europeia, o brasileiro pode passar até 3 meses por lá sem visto, podendo renova-lo por mais três ao fim do prazo.

4. Bordeaux - França

Como fazem os intercâmbios mais convencionais, optar por capitais pode encarecer a viagem e o custo de vida durante sua estadia. Portanto, escolher cidades mais afastadas pode ajudar no bolso e também no aprendizado de um novo idioma, por conta do menor contato com brasileiros. Bordeaux, a cidade do vinho, é a quinta maior cidade da França e, por isso, oferece também muitas oportunidades culturais e profissionais. Além de aprender o francês, a possibilidade de terminar o curso com contatos e empregos em vista são grandes. Com diversas opções à profissionais, principalmente nos setores gastronômicos e fashion, traçar sua carreira na França pode ser uma opção bastante viável após o termino do curso.

5. Berlin - Alemanha

intercambioem2016

Para quem busca aprender ou aprimorar o alemão, Berlin é uma ótima escolha. Uma exceção na lista, por ser um destino bastante comum, porém, a capital alemã oferece muitas bolsas de estudo. Além dos incentivos ao estudante estrangeiro, o governo ainda permite que este trabalhe em período part-time enquanto realiza seus estudos. Portanto, além de aprender um novo idioma e conhecer toda a riqueza histórica da capital alemã, é possível usar suas economias apenas para sustento e lazer, contando com este sistema de bolsas de estudo.
Black Week English Live Ganhe um vale de R$250 nas Americanas

6. Buenos Aires - Argentina

Quem disse que para aprender espanhol precisa ir até a Espanha? Logo aqui ao lado temos opções muito mais econômicas e com diversos outros benefícios. É o caso de Buenos Aires. Centro cultural, político e gastronômico da Argentina, Buenos Aires é outra ótima opção para aprender e aprimorar o idioma espanhol. Para nós, brasileiros, a facilidade aumenta por conta dos valores, documentação, proximidade com o país de origem e adaptação ao clima e fuso horário. Outras cidades, como Córdoba e San Martin também são opções para planejar seu intercâmbio em 2016. Com custos um pouco menores que os da capital, as opções culturais e profissionais também são inúmeras.

7. Bristol - Inglaterra

intercambioem2016

Estudar na Inglaterra, diante desvalorização do real frente à libra, faz com que o custo de vida seja muito mais alto em relação a outros países. Porém, ao optar por cidades menores como Bristol, os custos caem e ainda existe a possibilidade de candidatar-se a cursos com sistemas de bolsas de estudo ou fechar pacotes por valores mais acessíveis. Outro ponto positivo de se escolher uma cidade como Bristol, é ter menos brasileiros que em Londres, por exemplo, permitindo uma experiência muito mais autêntica do cotidiano e do povo inglês.

8. Auckland - Nova Zelândia

Aos entusiastas de intercâmbio que tinham os EUA como meta antes da disparada do dólar, a Nova Zelândia é uma boa opção substituta. A começar pela moeda, o dólar neozelandês está mais barato que o dólar americano, australiano e que o euro. Apesar de não ser a capital, Auckland é a maior cidade da Nova Zelândia. Com diversas opções de cursos de inglês e também de qualificação profissional, o país possui uma estrutura de excelente nível para a integração do estudante internacional. Segurança, oportunidades de carreira, baixo custo e qualificações que abrem portas a nível internacional são algumas das vantagens de estudar e conhecer o país dos esportes radicais no seu intercâmbio em 2016.

Comece a estudar inglês e ganhe um vale compras de R$250 nas Americanas.

Veja também: 

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar