Veja em qual posição está o Brasil no Índice Big Mac

Já ouviu falar do Índice Big Mac? Sabe o que é? Dê uma checada no link acima e fique mais a respeito dessa pesquisa e como o Brasil se saiu nela.

Veja em qual posição está o Brasil no Índice Big Mac
Saiba o que é exatamente esse índice e como o Brasil se saiu

O Brasil caiu 12 posições no Índice Big Mac relação ao ano passado, segundo a última publicação da revista britânica The Economist. Esse índice, feito por uma das mais importante revistas de economia do mundo, é uma pesquisa de mercado que tem como objeto de pesquisa o famoso hambúrguer do McDonalds.

Índice Big Mac: o que é

Essa pesquisa – também conhecida como Big Mac Index – é feita de semestralmente pela revista The Economist desde 1986. Com ela é feita uma comparação de preços do Big Mac em vários países do mundo, e, na verdade, tem como intuito apontar quais estão mais valorizadas em relação ao dólar.

O Índice Big Mac é uma maneira de analisar as economias dos 48 países pesquisados e ver qual é a força delas em comparação com o dólar. A ideia é utilizar essa comparação para analisar a chamada paridade do poder de compra, ou seja, saber o que é possível comprar com o dinheiro de um certo país. O produto escolhido para ser exemplo foi o Big Mac especialmente porque o McDonalds está presente em mais de 120 países.

O custo de vida e salário necessário para viver bem em 8 países

Mas o índice foi criticado porque não leva em consideração que normalmente em países menos desenvolvidos a mão de obra é mais baixo, o que reflete também no preço do produto. Por isso criou um outro índice que também leva em consideração o PIB (Produto Interno Bruto) per capta.

E o Brasil?

De acordo com o mais recente Índice Big Mac, o Brasil ficou em 5ª posição, ou seja, tem o 5º Big Mac mais caro do mundo, que é US$5,12 – que equivale aproximadamente R$16,18. No ano passado, o mesmo sanduíche custava R$12,06 e o país figurava na 17ª posição.

No índice apresentado neste trimestre, o país aparece atrás da Suíça (US$ 6,35), Noruega (US$ 5,67), Suécia (US$ 5,26) e Venezuela (US$ 5,25).

Mais baratos

Os lanches mais baratos são encontrados no Egito (US$ 1,46), Ucrânia (US$ 1,54) e Malásia (US$ 1,79).

Gostou? Compartilhe!
Flávia Six Flávia Six

Natural de Curitiba, cresceu em Arapoti e estuda Jornalismo em Campinas há 3 anos. No momento, faz intercâmbio em Portugal. Apaixonada por palavras, leitora compulsiva, não vive sem filmes e faz tudo com os fones de ouvido.

Na Web:

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar