9 ideias legais e baratas para fazer com as crianças

Tire as crianças da frente do tablet e preste atenção nessas ideias divertidas e baratas para entretê-las. O seu sentimento de nostalgia vai ser recompensador.

9 ideias legais e baratas para fazer com as crianças
Aproveite as férias para entreter a criançada sem gastar muito.

Quem foi criança antes dos anos 2000 sabe como era divertido passar a tarde toda brincando com os amigos na rua, tomar banho de chuva ou molhar o chão do quintal para escorregar com os primos, soltar pipa, rodar pião, pular corda, brincar de esconde-esconde e pega-pega e, no fim do dia, ficar exausto de tanto gastar energia.

Pois é, os tempos mudaram. A insegurança não permite que as crianças fiquem fora de casa sem supervisão de um adulto e as novas tecnologias, como internet, TV a Cabo, tablets e celulares, trouxeram a diversão para dentro das telas. E se as crianças de hoje vivenciassem um pouco do que a gente viveu na nossa infância? Confira algumas ideias divertidas para explorar.

Bote a criançada para se mexer com essas ideias bacanas

Janeiro é mês de férias e as crianças passam bem mais tempo em casa. Tem horas que o tédio toma conta e elas ficam aborrecidas sem ter o que fazer – e consequentemente os pais também se cansam.

Ao invés de coloca-las para assistir desenho experimente algumas dessas propostas legais e baratas, que além de entreter as crianças vão te trazer um gostoso sentimento de nostalgia.

1. Hora do chá!

Combine com as crianças um horário para tomarem chá com guloseimas e organize esse “evento” com elas. Pergunte quem elas desejam convidar e peça que façam os convites a mão, com informações sobre data, horário e local, bem elegante.

Depois é hora de definir o cardápio, que pode contar com água, sucos, chás, biscoitos e bolinhos (tudo, é claro, preparado pelas crianças com a supervisão de um adulto). Por fim, decorem a mesa com flores, toalhas, pratos e talheres de brinquedo e cartões que indiquem onde cada um deve sentar. Eles vão adorar se sentir responsáveis pela organização e aproveitar os quitutes feitos por eles mesmos.

2. Customizem peças

Ao invés de comprar um caderno do Batman, personagem preferido do seu filho, sugira que personalizem a capa e as folhas com desenhos feitos por ele e colagens de revistas e HQs. Explique que assim aquela peça será única e terá mais valor do que a comprada na papelaria.

Outra ideia é separar roupas, caixas e brinquedos para as crianças customizarem seguindo sua própria imaginação. Vale deixar por perto muito glitter, tinta, giz de cera, lápis de cor, canetinha, adesivos, retalhos de tecido, lantejoulas e miçangas para elas fazerem a festa.

Customização

 

3. Banho de mangueira

Na ausência da chuva ou de uma piscina, um bom banho de mangueira dá cabo do calor e diverte todo mundo. Se o banho acontecer em um local com piso dá até pra brincar de deslizar pelo chão e se “trombar” com os colegas. Vai render uns roxos, mas também muitas gargalhadas e diversão.

4. Desenhem uma amarelinha

Há 30 anos, quando a gente não tinha com o que brincar, pegava um giz de lousa e desenhava uma amarelinha no chão – que podia ser no quintal de casa ou até na rua – e chamava os amigos para pular. Há quanto tempo você não vê crianças pulando amarelinha?

Ensine as crianças a desenhar a amarelinha no chão e explique as regras da brincadeira. Deixe claro que parte da diversão é fazer o desenho, pois assim elas põem a criatividade pra funcionar e deixam o jogo com a cara delas.

Amarelinha

 

5. Pule elástico

Pular elástico foi uma brincadeira popular nos anos 80 e 90, porém meio esquecida nos últimos anos. Com dois metros de elástico de tecido você entretém as crianças e propõe uma brincadeira com cara de desafio.

Se você nunca brincou aqui vai o passo a passo: duas crianças ficam em pé, frente a frente, com o elástico nos calcanhares, formando um retângulo. Outra criança, então, deve começar a pular, primeiro com o pé esquerdo para dentro e o direito para fora e depois vice-versa, depois com os dois para dentro, com os dois para fora, depois ela deve cruzar o elástico entre as pernas e pular. Se tropeçar, passa a vez. Se acertar, o grau de dificuldade aumenta, com o elástico preso nos joelhos ou quadris.

6. Façam sacolés

Geladinho, chup chup, gelinho, sacolé. Seja qual for o nome dado ao saco plástico com suco congelado todos eles têm algo em comum: o gostinho de infância! Nada mais gostoso do que tirar um sacolé do freezer, rasgar a pontinha com o dente e chupar o gelinho com sabor – que pode ser de groselha, leite condensado, chocolate, laranja, morango, goiaba, blue ice, etc.

Chame as crianças para a cozinha e ensine a fazer os deliciosos geladinhos. A receita à base de água leva apenas suco (os coloridos são os preferidos dos pequenos) e um funil para colocar nos saquinhos sem despejar nada. O ideal é deixar três dedos do plástico sem nada para facilitar a amarração. 

Outras opções são os sacolés à base de leite. Bata leite, leite condensado, creme de leite sem soro e chocolate em pó (ou o que desejar) no liquidificador, despeje nos saquinhos e ponha para congelar.

Geladinho

 

7. Acampamento dentro de casa

Convide os amigos dos pequenos para um acampamento. Não, você não vai cometer a loucura de levar um monte de crianças para o meio do mato. A ideia é montar um acampamento dentro de casa, que pode ser no quarto, na sala ou até no quintal.

Os lençóis formam barracas improvisadas e os colchões no chão tornam a ideia de acampamento mais real. Conte histórias, brinque de esconde-esconde, gato mia e telefone sem fio e, se o espaço permitir, façam uma pequena fogueira e assem marshmallows em espetos. A aventura será inesquecível.

8. Montem uma pipa

É uma raridade atualmente ver crianças soltando pipa e colorindo o céu. Resgate essa atividade com os pequenos desde o princípio: leve-os para comprar as varetas, escolher as cores do papel de seda e o que usarão para enfeitar a rabiola. Depois ensine-os a confeccionar sua própria pipa, explique como funciona a brincadeira e, por fim, vá até um parque ou lugar vazio e divirtam-se à procura de vento para empinar.

Soltar Pipa

 

9. Piquenique no parque

Toda criança é fã de guloseimas, e um piquenique no parque é a oportunidade ideal de arrasta-las para a cozinha e ensinar a fazer quitutes típicos para a ocasião, como biscoitos, bolinhos, sucos e salgados.

Chame os pequenos para ajudar a arrumar a cesta e escolher o que levar, além de ajudar você a preparar a comida. Depois desfrutem do espaço aberto e aproveite para contar histórias de quando você era criança.

Veja também: 

Gostou? Compartilhe!
Na Web:

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar