10 hostels para se hospedar de graça pelo mundo

É possível alimentar a paixão por viajar e ainda se hospedar de graça pelo mundo, à base de troca de serviços.

10 hostels para se hospedar de graça pelo mundo
Hospedar de graça pelo mundo e viver em lugares espetaculares

Viajar têm se tornando uma tarefa cada vez mais acessível, chegando a se tornar um hobby para muitas pessoas. Agora é possível alimentar a paixão por viajar e ainda se hospedar de graça pelo mundo, à base de troca de serviços. Nestes hostels cadastrados, o viajante se oferece para cumprir determinadas tarefas por uma quantidade pré estabelecida de horas semanais. As recompensas variam de lugar para lugar, mas a experiência e contato com pessoas de todas as partes do mundo são impagáveis. Conheça 10 opções de hostels que aderem à este serviço. Para mais opções, o portal Worldpackers trabalha como intermediário entre os viajantes e hosts.

Hospedagem de graça pelo mundo

Já pensou em se hospedar de graça pelo mundo? Veja algumas opções e escolha o seu preferido.

1. Auberge L'Apéro (Montreal - Canadá) 

Auberge L'Apéro

Se você quer ficar pelo menos 2 meses em Montreal, no Canadá, aproveite esta oportunidade. A oferta deste hostel é de 2 horas de limpeza e 18 horas trabalhando na recepção por semana. Você trabalha durante 2 dias da semana e tem os outros 5 para suas atividades. O trabalha basicamente é limpar a cozinha, os ganheiros, quartos e áreas comuns, além de ficar na recepção, atendendo o tlefone e ajudando os hóspedes. Confira aqui.

Os cinco melhores hostels do mundo

2. ITH Big Bear Mountain Adventure Lodge (Califórnia - Estados Unidos)

Opção para quem gosta de aventura, vida selvagem e contato com a natureza, o Big Bear Mountain Adventure Lodge é garantia de satisfação. O hostel oferece estadia, duas refeições e o uso gratuito da lavanderia em troca de serviços como organização de guias turísticos, recepção, arrumação e cozinha. A jornada de trabalho é de 25 horas semanais, com direito a um dia de folga. Confira aqui

3. Ô de Casa Hostel (São Paulo - Brasil)

Localizado na Vila Madalena, o hostel oferece diversas oportunidades de serviços para quem quiser se hospedar de graça pelo mundo. A permanência mínima é de 4 semanas, período em que o hóspede pode trabalhar com administração, recepção, limpeza, garçom, bartender, cozinheiro, promoter para festas, fotógrafo, designer, entre outros. A média de trabalho são de 30 horas semanais (podem variar de acordo com seu “cargo”) e dão direito a 3 dias de folga. Durante a estadia, é oferecido um quarto compartilhado, uma refeição e algumas outras regalias que o local proporciona. Confira aqui

Como trabalhar em hostel

4. Piratas da Praia (Recife - Brasil)

Piratas da Praia

Albergue animado e colado com a praia de Boa Viagem, os Piratas da Praia são garantia de semanas de diversão. Com estadia mínima de 2 semanas, costumam “contratar” os serviços de viajantes em épocas especiais do ano, portanto, fique de olho nas oportunidades lançadas por eles. No geral, a estadia inclui acomodação, café da manhã e uso livre da lavanderia. No momento eles têm oportunidade para quem possa trabalhar fazendo as reservas e ajudando com os pagamentos. A média de trabalho por lá são de 28 horas semanais, com direito a 3 dias de folga para curtir o lugar. Confira aqui.

5. Cosmo Elqui Stage (La Serena - Chile)

Ambiente jovem e descontraído, o Cosmo Elqui possui diversas opções para mochileiros que buscam diversão e novas amizades. Além de necessitarem de pessoas para tarefas como limpeza, recepção e arrumação, o albergue também preza por novos talentos. Portanto, se você tem algo diferente para oferecer, pode se candidatar em troca de hospedagem, café da manhã, roupa limpa e ainda terraços e churrasqueiras para desfrutar. O mínimo de estadia são de duas semanas e as horas de trabalho são de, em média, 32 horas semanais e 2 dias de folga. Saber falar inglês e espanhol em níveis intermediários também são requisitos obrigatórios. Confira aqui.

Viajar fazendo couchsurfing

6. Napier Prison Hostel (Napier - Nova Zelândia) 

Napier é a prisão mais antiga da Nova Zelândia, que foi transformada em ponto turístico e albergue, tornando esta uma oportunidade única para se hospedar de graça pelo mundo e se divertir. O albergue oferece apenas hospedagem, mas o viajante pode ter a chance de presenciar diversas gravações para programas de tv e ainda colaborar na filmagem e produção. Em troca, o hostel solicita serviços como fotografia, produção de vídeo e recepção. A carga horária é de 18 horas semanais e um dia de folga. A estadia mínima na “prisão” é de 2 semanas. Confira aqui.

7. Makuto Hostel (Granada - Espanha) 

Makuto Hostel

Sobre um conceito completamente diferente, o Makuto Hostel é cheio de informalidades e good vibes. Cercado por maravilhosas vistas e mercados marroquinos, o hostel oferece acomodações, três refeições diárias e uso gratuito da lavanderia em troca de serviços como guia turístico, cozinheiro e promoter de festas e eventos. A permanência mínima é de 4 semanas e a carga horária é de 40 horas semanais, com direito a 2 folgas. Confira aqui

8. Tribal Hostel (Londres – Reino Unido)

Trabalhe 16 horas por semana e tenha 3 dias de folga. Suas atividades serão de pintura e decoração, organização dos cômodos, limpeza e organizar as festas. A permanência mínima é de 4 semanas e o hostel oferece cama, café da manhã e lavanderia. Confira aqui

9. Cube Hostel (Leuven - Bélgica)

Cube Hostel

A atmosfera retrô do hostel é uma de suas marcas registradas. Localizado no centro de Leuven, uma das capitais culturais do país, o Cube Hostel oferece estadia, 3 refeições e roupa lavada em troca de serviços como arrumação, serviço de mesa e limpeza. A jornada de trabalho é de 7 horas diárias, com direito a 2 dias de folga. O hostel também conta com mesas de bilhar, um “quarto de cinema”, lounge e uma biblioteca. A permanência mínima no local é de 3 meses. Confira aqui

10. Atlantic Point Backpackers (Cidade do Cabo - África do Sul)

Além da vista formidável que o hostel proporciona, o Atlantic Point está sempre à procura de viajantes para trabalhos em troca de hospedagem e café da manhã. Este espaço com imenso contato com a natureza oferece vagas de serviços como recepção, promoter para festas, bartender e administração. A carga horária é de 8 horas diárias, durante 5 dias da semanas. Para se hospedar de graça pelo mundo, neste caso, o viajante deve se comprometer com, no mínimo, dois meses no local. Confira aqui

Veja também: 

Gostou? Compartilhe!
Redação E-konomista Redação E-konomista

O E-konomista é um portal on-line que busca fornecer dicas sobre economia em diversos aspectos da vida. Caso queira contactar a nossa redação, envie um e-mail para o info@e-konomista.com.br.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar