12 grandes empresas para trabalhar em home office

Conheça 12 das maiores empresas que permitem ao funcionário trabalhar em sistema de home office, com flexibilidade, sem trânsito e maior qualidade de vida.

12 grandes empresas para trabalhar em home office
Conheça as melhores empresas para trabalhar com flexibilidade e qualidade.

Visando produtividade, qualidade de vida e economia, tanto para os empregadores quanto para seus colaboradores, o sistema de home office vem se tornando realidade em muitas empresas pelo Brasil, sendo grande parte delas carregando um certo renome e responsabilidade sobre a modalidade de trabalho. Conheça algumas empresas que já disponibilizam tal flexibilidade.

Trabalhar em casa: direiros e deveres de quem é home office

Empresas que já adotaram o home office

Atualmente, o maior número de empresas que adotam alguma modalidade home office para seus funcionários ainda está localizada em São Paulo, contabilizando cerca de 73,8%. Nos Estados do Rio de Janeiro e Paraná, tal número não ultrapassa os 8%. Veja quais são as grandes empresas que possuem o sistema remoto e as vagas disponíveis em cada uma delas.

1. Ticket

Uma das empresas pioneiras em adotar o home office entre seus funcionários, a Ticket segue a política de trabalho remoto desde o ano 2000 onde, diante do surgimento de novas concorrências, a necessidade de abrir novas filiais ia contra as premissas de redução de custos. Sendo assim, mandar seus funcionários para casa, em seus próprios escritórios - custeados pela empresa - a tempo integral foi a melhor metodologia encontrada por eles.

2. 3M

Outra grande empresa que tem o sistema remoto já enraizado em sua estrutura é a 3M, a qual incentiva a modalidade há quase 13 anos. Entretanto, tal benefício é concedido integralmente apenas aos funcionários do setor de vendas, os quais são equipados com notebooks, iPads e iPhones como ferramentas de trabalho.

3. Netflix

Recentemente, a Netflix, empresa do segmento de transmissão de filmes e seriados por streaming também chegou ao Brasil anunciando algumas vagas no sistema de home office. Nela, o funcionário seria responsável por criar tags (ou classificações) para catalogar os títulos de acordo com gênero, faixa etária ou temática. Fique de olho nos anúncios de vagas da empresa para não perder outras oportunidades como essa.

4. Philips

Também entre as gigantes da lista que adotam o home office há algum tempo, a Philips, além de possibilitar que seus funcionários trabalhem em suas próprias casas, criou o espaço Work Place Innovation, presente nos escritórios de toda a marca. Neste local, o ambiente é descontraído e existe estrutura para comportar todos os interessados em atuar de forma remota e ainda interagir com outros colaboradores. Apenas cerca de 15% dos funcionários atuais da empresa trabalham presencialmente nos escritórios, devido à natureza de suas atividades.

5. Unisys

A empresa norte-americana de tecnologia Unisys também adere à prática de funcionários mais produtivos e felizes com a possibilidade de trabalharem em suas próprias casas.

O home office é oferecido em boa parte das atividades realizadas na empresa, organizadas de acordo com a necessidade e dando preferência aos funcionários com idade mais avançada. No entanto, um dos maiores empecilhos não somente da Unisys, mas de todo o sistema remoto é a regularização do sistema de modo integral perante as leis trabalhistas.

ENCONTRE A OPORTUNIDADE
QUE VOCÊ
PRECISA

6. Gol

A primeira do segmento aéreo na lista, a Gol vem anunciando cada vez mais suas vagas remotas. A princípio, a chance de trabalhar em casa é fornecida aos funcionários que atuam no suporte ao clientes e na central de reservas.

As vagas exigem equipamentos e locais próprios para a realização do serviço, não sendo permitidos notebooks, apenas computadores convencionais com CPU.

7. Locaweb

Na Locaweb, empresa exclusivamente voltada ao marketing e tecnologia, o sistema de home office é frequentemente negociado entre chefia e funcionários, onde cerca de 30% deles aderem ao trabalho remoto.

Devido ao produto e ao serviços que exercem, a empresa se diz naturalmente inclinada a aumentar essa porcentagem de colaboradores produzindo dentro de suas próprias casas ou se dirigindo ao escritório apenas em eventualidades ou datas predefinidas.

8. Bosch

A Bosch é mais uma empresa que aposta na qualidade da vida para uma maior produtividade e satisfação de seus colaboradores, sendo exatamente esse o argumento utilizado, uma vez que a empresa adota mais sistemas flexíveis além do home office.

Seu maior lema é proporcionar um maior equilíbrio entre a vida profissional e pessoal do funcionário, podendo este optar pelo trabalho remoto, jornadas parciais, turnos administrativos ou jornadas flexíveis estratégicas.

9. Softtek

Ainda que suas unidades no exterior possuam uma melhor aceitação sobre o trabalho remoto, a Softtek no Brasil caminha a passos lentos, mas eficazes no sistema.

Entretanto, assim como outras empresas também do ramo da tecnologia, a modalidade é inserida aos poucos e de acordo com a natureza do trabalho e níveis de autonomia do funcionário. Outra questão levada em consideração antes de fornecer a liberdade de trabalhar em casa é a idade do colaborador, geralmente sendo o benefício concedido aos mais velhos.

10. Cisco

Outra gigante do mercado tecnológico mundial, a Cisco também investe na modalidade home office de seus funcionários, a qual já está inserida na empresa há alguns anos.

Tal flexibilidade, também relacionada com a área de atuação do colaborador, pode ser negociada diretamente com os superiores de cada setor mas, em geral, os próprios funcionários ficam livres para escolher os dias em que trabalharão em casa, desde que cumpram com os resultados cobrados e apresentem-se para reuniões em períodos de tempo predeterminados.

11. IBM

A IBM está, sem dúvidas, entre as empresas que mais radicalizaram no quesito trabalho remoto. Nela, mesmo que o home office não esteja descrito na vaga anunciada, o sistema pode ser facilmente negociado com os superiores, seja referente ao local de trabalho ou flexibilidade de horários, os quais incentivam o crescimento, a produção e os feedbacks ao funcionário.

Outra vantagem é o suporte que a empresa fornece aos seus colaboradores que optam por produzir em casa, uma vez que cobre os custos referentes à montagem do escritório, desde computadores a mobiliários.

12. AES Brasil

A empresa de energia sustentável AES Brasil fecha nossa lista com as doze grandes empresas que possibilitam que seus colaboradores trabalhem em home office. Nela, desde o ano de 2012 a diretoria vem investindo pesado na implantação de tal sistema, liberando seus funcionários da marcação de ponto e mandando-os para desempenharem suas funções em casa. Antes da implementação, a AES realiza treinamentos para que a prática seja saudável e rentável dentro da organização.

Teletrabalho, o tal do home office, vale mesmo a pena?

Fazer home office vale a pena mesmo?

Além das grandes empresas já citadas, outros grandes nomes como a Volvo, Pfizer e até mesmo setores de TI do Banco do Brasil já vêm adotando a modalidade. Flexibilidade essa que, até 2020, tem previsão para que cerca de 90% das corporações estejam oferecendo aos funcionários alguma modalidade de trabalho a distância. Mas afinal, quais são as vantagens do home office?

É muito improvável que alguém que precise acordar cedo todos os dias e enfrentar um trânsito caótico até a empresa não cogite o deleite de poder trabalhar no conforto do próprio lar. Mas e a produtividade? Ainda que a modalidade ofereça economia em tempo, dinheiro e desgaste emocional, é necessária muita disciplina e responsabilidade sobre tal flexibilidade. Uma vez que a consciência sobre os resultados e o comprometimento com a empresa que lhe fornece tal benefício e voto de confiança estão estabelecidos, basta adequar-se à rotina que melhor se adeque à empresa e ao rendimento do funcionário.

O trabalho remoto realizado com a autonomia responsável apenas traz benefícios a ambos os lados: o do colaborador, que faz seus próprios horários e consegue equilibrar ainda melhor a vida profissional e pessoal; e o empregador, que reduz seus custos com espaço disponibilizado, equipamentos, energia, mobiliário, entre outros.

Baixe o aplicativo para ver as vagas de emprego do dia no seu smartphone


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar