10 hábitos estranhos no exterior que nos surpreendem

Viajar para outros países significa conhecer novas culturas e observar alguns hábitos estranhos. Será que você já viu de tudo nessa vida?

10 hábitos estranhos no exterior que nos surpreendem
Você já se deparou com algum hábito estranho?

Gosta de documentários sobre países do exterior? Faça hoje o melhor plano de TV a cabo do país! 

 

O que para você é comum, para muitos pode ser considerado um hábito estranho. Um exemplo disso é que os brasileiros estão acostumados a tomar mais que um banho por dia. Em algumas culturas, isto é completamente estranho e desnecessário. E ao redor do mundo? Você sabe quais são as atitudes que nos causam estranheza? 

 

PASSAGENS BARATAS DA SEMANA
O E-Konomista pode te ajudar nesta busca por promoções relâmpago, passagens com desconto e roteiros mais baratos. Faça o cadastro gratuito e receba semanalmente tudo isso por e-mail. 

 

Diferenças visíveis

A lista abaixo mostra alguns hábitos estranhos dos estrangeiros aos olhos dos brasileiros. Veja como algumas culturas possuem diferenças visíveis. 

 

1- Cultura Asiática

hábitos estranhos

É muito comum nesses países retirar os sapatos e entrar descalços dentro da casa. No Japão há um degrau abaixo da entrada principal, chamado de genkan, no qual se deixa os sapatos da rua e entra-se descalço, de meias ou com um calçado especial, chamado de suripas. Este hábito estranho também ocorre em escolas, hotéis, hospitais e algumas fábricas (de alimentos).

 

2- Cultura Australiana

hábitos estranhos

Você já imaginou ir a um shopping descalço? Saiba que este é um hábito muito comum aos australianos que andam pelas ruas descalços e entram em estabelecimentos, sem o menos problema. Outro hábito complicado e estranho, principalmente para os brasileiros é o fato de ter que tomar banho em cinco minutos. Isso mesmo! Para não ser repreendido em uma casa de família ou compartilhada, não ultrapasse esse tempo, pois a água é bastante escassa.


3- Cultura Chinesa

hábitos estranhos

Escarrar não é propriamente um hábito estranho, quando feito em momento privado. O que o torna diferente na China é que as pessoas acreditam que esta é uma forma de livrar das impurezas do corpo. Seja em casa, na rua, no trabalho, no elevador ou em qualquer lugar, isto é comum.

 

Veja truques para viajar de primeira classe e pagar menos

 

4- Cultura Espanhola

hábitos estranhos

Nada mal tirar um cochilo depois do almoço, para recomeçar o dia com energia total. Só que na Espanha, a siesta é um hábito sagrado, principalmente nas pequenas cidades (pueblos) e pode durar horas. Se você estiver em um estabelecimento e chegar a hora, prepare-se para ser convidado a se retirar ou mesmo ser deixado sozinho. Quase nada funciona neste horário.

 

5- Cultura Etíope

hábitos estranhos

Um dos hábitos estranhos do país e que é difícil de acostumar são as horas. No primeiro momento, tudo bem, o dia é dividido em duas partes, sendo cada uma delas de doze horas. O problema é que o dia começa às seis da manhã. Ou seja, se você tem um compromisso as sete da manhã (no restante do mundo), na Etiópia será às uma da manhã! É muito comum, em estabelecimentos, ter dois relógios: um com a hora local e outro com a hora internacional.


6- Cultura Indiana

hábitos estranhos

Ao fazer uma viagem pela Índia não ache estranho se uma pessoa parar para conversar com você, no meio da rua, e começa a fazer perguntas pessoais. Isto é bem comum, principalmente com os estrangeiros. Além de ser uma multidão de pessoas no mesmo espaço, você precisará aprender a se esquivar para não ter que responder perguntas do tipo: qual o seu salário ou se você tem um amante!

As melhores oportunidades de passagens aéreas - destinos na europa para morar e trabalhar.

 

7- Cultura Iraniana

hábitos estranhos

Pode parecer confuso para um turista que esteja passando por uma loja e veja que o cliente está tentando pagar pelos serviços ou produtos adquirido e o dono do estabelecimento insista que ele não pague. Este hábito estranho é chamado de Taarof e trata-se de uma gentileza. Por se tratar, provavelmente, de um cliente de posição social mais elevada o dono do estabelecimento sente-se honrado pela visita e recusa o pagamento. Mas, segundo a tradição, o cliente insistirá por educação, até que seja concluído o processo.

 

10 destinos para gastar menos de 90 reais por dia.


8- Cultura Maori

hábitos estranhos

Na Nova Zelândia o Haka, uma espécie de mantra e dança de guerra, é uma tradição deste povo e que para muitos soa como um hábito estranho. No campo de batalha, os guerreiros demonstram a sua força batendo forte no peito, pisando no chão, fazendo caretas e gritando para intimidar o oponente. Esse ritual extrapolou as barreiras da tribo e hoje é muito comum ser visto antes de partidas de jogos de rugby da equipe All Blacks.

 

Faça já o cadastro gratuito e receba informações sobre as passagens baratas no seu e-mail.

9- Cultura Muçulmana

hábitos estranhos

O Salá, que são as cinco orações diárias voltadas para Meca acontecem ao amanhecer, ao meio dia, entre o meio dia e o por do sol, logo após o por do sol e cerca de uma hora depois do por do sol. Este hábito consiste na oração de versículos do Alcorão em posições chamada de genuflexão.

 

Ainda na cultura Muçulmana, há um hábito estranho chamado de Ablução. Trata-se do ato de se purificar antes da oração. Os adeptos se lavam com água, em uma espécie de ritual, que inclui lavar os pés dentro de uma pia, independente de qual seja o local.

 

10- Cultura Árabe

hábitos estranhos

Homens de mãos dadas ao caminhar pelas ruas da cidade não representa um casal homossexual, como designa a cultura ocidental (na maioria das vezes). Este gesto é um sinal de amizade, mesmo porque o homossexualismo é crime e a punição pode chegar a pena de morte.

 

Para as mulheres que dirigem no Brasil, na Arábia Saudita este é um dos hábitos estranhos. O que acontece é que neste país (o único do mundo) a mulher é proibida de dirigir! Esta é uma questão puramente cultural e de religião, uma vez que mais da metade das próprias mulheres não apoiam esse e outros direitos de igualdade.

 

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar