Greve dos bancos fecha mais de 12 mil agências no país

Saiba como pagar contas e sacar seguro-desemprego ou FGTS durante este período. Não fique sem acesso ao seus serviços

Greve dos bancos fecha mais de 12 mil agências no país
O número representa 53% de todas as agências do Brasil, segundo o sindicato

Nesta quarta-feira, 14, 12.386 agências e 46 centros administrativos tiveram suas atividades paralisadas, marcando o 9º dia da greve dos bancários. São mais de metade das agências do país fechadas, de acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT). Segundo o Banco Central, o país tem 22.676 agências bancárias instaladas, segundo último balanço do Banco Central.

A greve teve início na terça-feira passada, 6. Na terça-feira, 13, ocorreu uma reunião com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), na tentativa de negociações, mas não chegaram a nenhum acordo. Agora, um novo encontro foi marcado para esta quinta-feira, 15, em São Paulo.

Segundo a Fenaban, não há motivo para pânico: existem canais alternativos para a população brasileira realizar suas transações financeiras sem maiores problemas, durante este período de greve. Confira a seguir.

Entenda a greve

Os bancários rejeitaram a primeira proposta da Fenaban, de reajuste de 6,5% sobre os salários, a PLR e os auxílios refeição, alimentação, creche, e abono de R$ 3 mil. A proposta seguinte, também rejeitada, foi de reajuste de 7% no salário, PLR e nos auxílios refeição, alimentação, creche, além de abono de R$ 3,3 mil.

De acordo com os sindicatos, as ofertas propostas não cobrem a inflação do período e representam uma perda de 2,39% para o bolso de cada bancário. A categoria quer reposição da inflação do período, mais 5% de aumento real, além da valorização do piso salarial, PLR de três salários mais R$ 8.317,90, e outras reivindicações, como melhores condições de trabalho.

Em nota, a Fenaban afirmou que "o modelo de aumento composto por abono e reajuste sobre o salário é o mais adequado para o atual momento de transição na economia brasileira, de inflação alta para uma inflação mais baixa".

Como pagar contas

Ainda através de nota, a Fenaban explicou que durante a greve, os clientes podem realizar agendamentos, pagamentos de suas contas (desde que não estejam vencidas), saques, depósitos, emissão de folhas de cheques, transferências e saques de benefícios sociais diretamente nos caixas eletrônicos.

Além disso, postos dos Correios, casas lotéricas e supermercados também possibilitam o pagamento de contas e faturas de concessionárias de serviços públicos, além de saques e depósitos, entre outros serviços.

Seguro-desemprego e FGTS

Com a greve dos bancos, o saque do seguro-desemprego e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ou abono salarial, torna-se mais complicado, mas não é impossível. Quem possui o Cartão Cidadão consegue realizar alguns serviços nas casas lotéricas ou terminais de autoatendimento de todo o país. Por outro lado, quem não tem o cartão e precisa realizar um desses serviços, deve procurar uma agência da Caixa Econômica que não esteja com as atividades suspensas por causa da paralisação.

As pessoas com Cartão Cidadão, mas sem senha cadastrada, precisam ligar para o telefone 0800-7260-207 e, depois, efetuarem o cadastro em uma casa lotérica.

Veja como sacar

FGTS: Nas lotéricas e caixas de autoatendimento, é possível consultar saldo e extrato de FGTS e efetuar saques até o limite de R$ 1.500. Nas casas lotéricas, são solicitados documento de identificação pessoal, cartão cidadão e senha pessoal.

Seguro-desemprego: Quem tem poupança ou conta Caixa Fácil tem a parcela creditada automaticamente. Os trabalhadores com Cartão Cidadão e senha cadastrada podem retirar o benefício em casas lotéricas, autoatendimento da Caixa ou correspondentes do banco. Os demais precisam procurar uma agência da Caixa Econômica que não esteja com atividades suspensas por causa da paralisação.

Abono salarial: O trabalhador pode sacar o dinheiro do abono salarial do PIS em caixas eletrônicos da Caixa, lotéricas ou correspondentes Caixa Aqui. É necessário ter o Cartão Cidadão. Vale lembrar que quem possui conta individual na Caixa tem o benefício depositado diretamente na conta. Para os servidores públicos, o pagamento do Pasep é depositado diretamente nas contas do Banco do Brasil.

Foto: Reprodução Wikipédia

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar