'Empurroterapia': como não cair em golpes de oficinas mecânicas

Você já levou seu carro na oficina mecânica e foi informado que teria que fazer outros serviços que ficariam muito mais caros? Saiba como evitar reparos desnecessários.

'Empurroterapia': como não cair em golpes de oficinas mecânicas
Saiba como fugir de golpes dados em oficina mecânica

Todo mundo que tem um carro sabe da importância de fazer revisões e manutenções com regularidade para garatir a segurança e prolongar a vida útil do seu veículo. Sabe-se também que essas revisões nunca saem barato, principalmente se for preciso trocar peças. O problema maior é que a visita à oficina mecânica tem saído mais cara do que deveria por causa de um golpe que vem sendo praticado e ganhou o nome de “empurroterapia”.  Saiba tudo sobre esse golpe e o que fazer para não cair nele.

 

ECONOMIZE COM O SEGURO AUTO
Faça uma simulação, é gratuito e sem compromisso. Receceba todas as informações e oportunidades por email.

Como funciona o golpe na oficina mecânica

 A maioria dos donos de automóveis no Brasil entende pouco ou quase nada sobre mecânica. E é nessa falha que os mecânicos resolvem dar um “jeitinho” de arrancar dinheiro dos clientes sem que eles percebam que estão sendo enganados.


As situações mais comuns são aquelas que o cliente precisa fazer um reparo simples, algo como um alinhamento, uma troca de velas ou de pneus e, ao entrar na oficina o mecânica, dá aquela olhada no seu carro e te dá a fatal notícia: há uma série de outros serviços que precisam ser feitos no carro, e que se não forem feitos podem comprometer a sua segurança, ou mesmo inutilizar o serviço ao qual você foi fazer na oficina mecânica.


Sem entender nada de carros e confiando no conhecimento do mecânico, o cliente autoriza a realização dos “serviços extras” e assim o mecânico tem um rendimento muito maior com cada veículo.

 

É difícil para um leigo não cair nesse golpe, pois sem entender nada de mecânica ficamos assustados com a possibilidade de um mau funcionamento do carro devido a um negligência alertada pelo mecânico. No fim, pagamos a conta mais cara e ficamos no prejuízo.



Como o cliente é atraído para o golpe na oficina mecânica

Você pode estar pensando, “eu não caio nessa”. Mas existem alguns truques aplicados pelas oficinas mecânicas que tornam mais difícil o cliente negar a execução dos reparos extras.

 

  • Promoções de serviço: você está mesmo precisando alinhar os pneus, dá uma pesquisada do mercado e vê que uma oficina tem um preço bem bacana e você quer economizar. Cuidado! Muitas vezes os mecânicos compensam o baixo preço do mercado pois sabem que irão conseguir empurrar outros serviços ao cliente.

 

  • Atenção à oficinas mecânicas que afirmam que não vendem as peças no balcão. Quem diz isso é para que o cliente tenha de fazer a instalação na própria oficina. Você deixa o seu carro lá para trocar a peça e depois que já lá está vem a notícia de que há outros serviços urgentes a serem feitos. Como o carro já está lá e o cliente quer tirá-lo logo, acaba aceitando fazer os outros serviços.

 

  • Quando o cliente mostra-se relutante a aceitar a realização dos reparos desnecessários, os mecânicos mandam o terrorismo: “Olha, é perigoso andar com o carro no estado em que está”, ou então “ se não fizer tal serviço, o reparo que fiz pra você aqui não vai adiantar de nada, você vai jogar seu dinheiro fora e depois vai ter que gastar ainda mais”.
 
  • O mecânico sabe qual é o cliente que entende de carro e qual não entende. Se ele perceber que você não faz a mínima ideia do problema que ele está te alertando, que você nem se lembra a última vez que trocou tal peça, ela pode aproveitar para tirar vantagem de você. Dizer o nome de mil serviços com nomes estranhos e peças que você nem sabe se realmente tem relação com o problema que ele está alegando, só para te convencer de que ele sabe do que está falando e é melhor seguir o conselho.

 

Fique por dentro de todas as dicas sobre seguro auto. Acesse e confira.
 

A conhecida técnica da “empurroterapia”

  • O melhor remédio para fugir dessas enganações é entender pelo menos o básico de mecânica. Saber quais são as peças do carro, quais funções elas têm e principalmente quais problemas elas podem acarretar se estiverem em tempo de trocar.
 
  • Se você não quer ou tem tempo para estudar um pouco de mecânica, leve alguém que entenda junto com você à oficina mecânica. Ter alguém que entende do assunto pode intimidar o mecânico de tentar te enganar.
 
  • Um bom teste para verificar a honestidade de uma oficina mecânica que não se conhece é levar um carro em bom estado (de algum conhecido que tenha comprado ou feito revisão completa há pouco tempo) e pedir a oficina que faça um serviço simples, por exemplo, um alinhamento. Aproveite e peça o mecânico dar uma olhada na suspensão. Se ele sair condenando a suspensão e mais um monte de coisas do carro é sinal que não é de confiança e que não se deve voltar ali.

 


Tenha um mecânico de confiança

Não é lá uma tarefa muito fácil encontrar um mecânico que faça um serviço com boa qualidade e seja honesto. Na falta, faça o teste da honestidade sugerido no item acima, e se tudo correr bem tenha uma boa relação com seu mecânico. Indique o serviço a amigos e parentes, assim ele não irá querer perder um cliente fiel. 


Tenha em mente que um bom mecânico não costuma ser o mais barato. Aqui, aquela velha máxima “o barato sai caro” funciona bem, pois muitas vezes você paga cinco reais para um mecânico qualquer fazer um serviço e ele fica mal feito, ou então te arranja mais meia dúzia de serviços “urgentíssimos”. Um mecânico de confiança e honesto vale o seu preço e não te engana com reparos desnecessários.

 


É melhor levar em autorizadas ou em oficinas mecânicas independentes?

Depende. Os fabricantes costumam indicar as autorizadas por já confiarem no serviço, mas muitas vezes o golpe da “empurroterapia” é mais praticado nessas autorizadas do que nas independentes. Isso porque o cliente já tem a consciência de que o serviço de uma autorizada é mais caro, e por isso já está preparado para gastar um bocado a mais com o reparo do carro. Muitas vezes uma oficina independente com um mecânico de confiança vale mais a pena.

 

Muitas oficinas mecânicas tem o golpe combinado com os mecânicos. Pagam salários baixos aos funcionários e uma comissão pelo valor das peças que o mecânico conseguir fazer o cliente instalar. O mecânico se vê obrigado a empurrar, pois sem fazer isso o salário no final do mês será muito baixo.

 

Faça uma simulação de consórcio e encontre a melhor opção para adquirir um carro 0Km.


Veja também: 
 

Gostou? Compartilhe!
Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é brasileira, natural de Minas Gerais, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e hoje cursa Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, Portugal. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural, Fotografia, Documentário e Assessoria de Imprensa e é apaixonada pela profissão desde criança.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar