Funcionário feliz produz 12% mais

Estudo feito no Reino Unido revela que ambiente de trabalho descontraído promove melhora nos resultados.

Funcionário feliz produz 12% mais
Com apoio aos funcionários, a satisfação com o trabalho aumentou em 37% na Google

Um ambiente de trabalho descontraído e funcionários bem tratados e felizes aumentam a produtividade em 12%. A informação é de um estudo feito pela Universidade de Warwick, no Reino Unido, que mostra também que os trabalhadores mais felizes são os que mais contribuem para o avanço das empresas. E algumas empresas aqui do Brasil resolveram investir em ações para motivar seus funcionários. Enquanto algumas permitem que os colaboradores levem os cães para o trabalho, outras oferecem até safári de balão e passeio de Porsche.

Com isso, as empresas esperam que essas premiações, incentivos e experiências criativas motivem os colaboradores a bater metas. De acordo com a Top Service, empresa especializada em viagens de incentivo, as empresas têm adotado essas experiências como uma forma de motivar seus colaboradores a aumentar a produtividade no ambiente de trabalho ou premiá-los por cumprimento de metas.

Veja oportunidades de emprego em todo o país e receba vagas no seu email

 

Recompensas, prêmios e bônus motivam os funcionários

Uma empresa química alemã, por exemplo, recompensou os funcionários que aumentaram as vendas e atingiram as metas de qualidade com uma viagem para a Oktoberfest em Munique, na Alemanha. A viagem incluiu uma visita à sede da empresa, um passeio por um castelo, experiências gastronômicas e uma tarde regada à cerveja na Oktoberfest. Além desta, de acordo com a Top Service, as empresas oferecem aos funcionários passeio de Porsche, voos de balão e aulas de culinária.

O estudo feito no Reino Unido, coordenado por Andrew Oswald e publicado na revista científica The Journal of Labor Economics, é o primeiro a mostrar evidências entre felicidade e produtividade. "Companhias como a Google têm investido mais no apoio aos funcionários e, como resultado, a satisfação dos trabalhadores tem crescido. No caso da Google, a satisfação cresceu em 37%. Eles sabem o que estão fazendo. Sob condições controladas, tornar os trabalhadores mais felizes compensa mesmo", explica Andrew Oswald.

Uma geladinha no horário de trabalho

Em uma empresa de comunicação de São Caetano do Sul (SP), que atende diversos clientes do ramo de bebidas, os funcionários são liberados para beber durante o horário de trabalho. Na geladeira, cervejas geladas. E no armário, vodkas, cachaças e licores. Mas tudo com moderação. Miriam Lago, proprietária da agência, explicou durante uma entrevista ao SBT, que a degustação das bebidas ajudou a escrever sobre os produtos dos clientes. “É perceptível o quanto isso causa um clima de descontração, e não o contrário, ao nosso trabalho”, disse.

No Nubank, empresa brasileira de cartões de créditos, os funcionários podem ir trabalhar com roupas descontraídas, informais e até usar chinelos. O que importa é o conforto. Por lá, até o cães acompanham os funcionários durante o dia a dia no trabalho. “A gente quer oferecer o melhor ambiente, a maior flexibilidade para as pessoas serem mais produtivas”, explica Cristina Junqueira, co-fundadora do Nubank.

Foto: Reprodução Pexels
Mês da Educação à Distância. Turbine a sua carreira com um curso online!


Veja também:
Como enviar currículo por email  
Erros de português mais comuns no ambiente de trabalho  
É possível morar fora do Brasil com pouco dinheiro?

Gostou? Compartilhe!
Michelle Monte Mor Michelle Monte Mor

Formada em Comunicação Social e em Mídias Digitais. Escreve sobre o setor automotivo desde 2004. Não larga o smartphone e vive conectada às redes sociais. Adora viajar e dirigir.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar