Fruta feia: compre alimentos mais baratos e evite o desperdício

Para combater o desperdício de alimentos, algumas cidades adotaram a ideia da Cooperativa Fruta Feia de consumir produtos não tão bonitos e mais baratos.

Fruta feia: compre alimentos mais baratos e evite o desperdício
Iniciativas pelo mundo contra o desperdício e alimentos

Todos os anos milhares de toneladas de alimentos são disperdiçados no mundo principalmente por falta de planejamento de consumo, não reaproveitamento e desperdício de legumes e frutas feias em geral. Esses dados mostram que 30% do que é produzido no Brasil é desperdiçado, o que causa um desequilíbrio injusto entre taxas de desperdício e de pessoas que passam fome.

Durante todo processo de colheita, transporte, embalamento e conservação a aparência dos alimentos é consideravelmente afetada e então supermercados e sacolões em geral negam receber e revender esses produtos porque notaram que o consumidor escolhe frutas, verduras e legumes (principalmente) pela aparência.

Há uma necessidade urgente de conscientização e informação para toda população, iniciativas de aproveitamento de alimentos e treinamento de equipe de cultivo de alimentos a fim de minimizar os efeitos de desperdício de produtos completamente perfeitos para consumo, ainda que com aparência não agradável.

Gente bonita come fruta feia

Pensando em minimizar e futuramente eliminar o desperdício de alimentos no país, Portugal e França saíram na frente com iniciativas muito especiais.

QUER UM CARTÃO DE CRÉDITO
SOB MEDIDA PARA O
SEU BOLSO?
encontre aqui

Em 2013, Isabel Soares, Mia Canelhas e Joana Batista criaram em Lisboa a Cooperativa Fruta Feia, que compra e revende frutas, legumes e verduras não aproveitados por supermercados. Os produtos são separados em caixas de dois tamanhos diferentes e o preço das caixas é fixo, além de bem abaixo dos supermercados comuns. É sempre garantido que os alimentos estão dentro de sua época de validade e ótima condição para consumo ainda que uma ou outra esteja "feia".

Para poder comprar através da cooperativa os consumidores devem se pré inscrever em um cadastro (e avisar sempre que não for comprar em determinada semana a fim de que outra pessoa tenha essa oportunidade), que atualmente conta com 480 pessoas inscritas e 2000 pessoas na fila de espera. A cooperativa já economizou cerca de 82 toneladas dd alimentos através de seu slogan "Gente bonita come fruta feia".

Na França o supermercado Intermaché iniciou campanha semelhante com o slogan "Frutas e vegetais inglórios" onde todos os alimentos custam 30% de seu valor original. A união perfeita do consumo sustentável com economia financeira.

5 formas simples de evitar o desperdício de alimentos

No Brasil a iniciativa já está implementada embora ainda de forma tímida, apenas na cidade de São Paulo. Os grupos Carrefour e Pão de Açúcar iniciaram programa semelhante ao português porém oferecendo 40% de desconto sobre o valor original do alimento, sinalizado em gôndolas especiais. Nesse sistema, o quilo da abóbora que geralmente custa em torno de R$4,00/kg custaria cerca de R$2,40/kg, o tomate de R$5,00/kg sairia por R$3,00/kg e laranjas custando R$8,00/kg terminaria custando R$4,80.

Outra iniciativa do Ministério da Agricultura propôs a criação de um mapa da produção agrícola a fim de que o consumidor possa adquirir as consideradas "frutas feias" diretamente com o produtor.

Descubra a solução ideal de cartão de crédito para você.

​Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Tabata Franco Tabata Franco

Paulistana, formada em Comunicação e Multimeios e em Produção de Áudio e Vídeo. Transita por produções e projetos nas áreas de cinema/vídeo, fotografia, redação e artes em geral. Comunicativa, ama a palavra, se encanta pelas linguagens.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar