Fotodepilação: o que é, quais as vantagens e o preço médio

Veja como funciona e quanto custam as diferentes formas de fotodepilação: técnica de remoção de pelos praticamente definitiva e menos suscetível a irritações.

Fotodepilação: o que é, quais as vantagens e o preço médio
Laser e luz pulsada são algumas opções para remover os pelos - quase - definitivamente.

A depilação, assunto antes limitado apenas para o público feminino vem se expandindo e popularizando-se também entre os homens, uma vez que as técnicas para livrar-se dos pelos vêm se modernizando e tornando-se mais eficientes, como é o caso da fotodepilação. Oferecida como uma opção que visa aliviar as dores e irritações causadas por outros procedimentos, como a depilação feita a cera quente, a técnica ganha cada vez mais adeptos.

O que você precisa saber sobre fotodepilação?

A fotodepilação, como o próprio nome indica, é a remoção dos pelos com o auxílio da luz. Para que isso aconteça, é utilizado um aparelho equipado com uma lâmpada flash de altíssima intensidade, capaz de emitir energia luminosa intensa e pulsada, que deverá agir sobre os pelos e suas estruturas.

Sobrancelha definitiva: métodos mais comuns e preços

Essa energia luminosa intensa age sobre os pelos e células germinativas dos mesmos, destruindo-as. Sendo assim, extingue-se as probabilidades de o pelo crescer novamente, a não ser que tais células sejam capazes de se regenerarem; processo que pode levar meses ou anos. A durabilidade e, principalmente, a possibilidade deste ser um processo definitivo é uma das maiores vantagens da fotodepilação em relação aos métodos tradicionais, requerendo apenas retoques ao longo dos anos. Lembrando que o período de retoques depende muito de cada indivíduo, uma vez que cada organismo tem uma capacidade de regeneração diferente.

GANHE
UM INCENTIVO EXTRA PARA ficar mais bonita
veja mais

Outro fator que pode determinar sua eficácia em alguns indivíduos é, na verdade, um fator de segurança. Como a energia luminosa utilizada na fotodepilação não é tão pontual como a utilizada em técnicas a laser, ela age também sob os tecidos ao redor do folículo e portanto não pode ser usada indiscriminadamente, ou destruiria os vasos ao redor. Por essa limitação em alguns indivíduos, os pulsos luminosos emitidos podem não ser suficientes para destruir toda a estrutura germinativa do pelo e assim voltar a crescer em um período menor que o esperado.

Esse também é o motivo de se aconselhar a procura de um profissional devidamente treinado para o procedimento, principalmente por ainda não se ter uma legislação que defina quais profissionais são ou não aptos a praticar a técnica.

A fotodepilação pode ser indicada e solicitada por profissionais de dermatologia tanto para fins estéticos como tratamento de condições clínicas, no caso da foliculite pilosa, por exemplo. Esse também será o profissional responsável por avaliar se a pele em questão é adequada para o tratamento; alguns pacientes com condições especiais como vitiligo, gestantes, infecções ativas no local ou submetidas a algum bronzeamento podem não ser indicados a se submeter a fotodepilação. Áreas como a região ao redor dos olhos também não são indicadas para o tratamento. Em geral, as peles com melhores respostas a esse tratamento são as de tons claros e pelos de tonalidade mais escura e estrutura mais densa.

Fotodepilação ou Laser: qual o melhor método?

Entre a fotodepilação a laser e a fotodepilação a luz pulsada encontramos algumas diferenças, sendo a primeira delas referente ao número de sessões necessárias.

A fotodepilação com luz pulsada, em geral, utiliza algumas sessões a mais que a laser para se atingir o mesmo resultado. A exemplo, enquanto uma depilação a laser necessita de 8 a 9 sessões, a luz pulsada precisa de 10 a 12 para o mesmo resultado.

Em contraponto a esse fato, as sessões de fotodepilação costumam ser mais baratas que as feitas a laser. O custo varia bastante da clínica escolhida, da tecnologia utilizada no equipamento e principalmente na extensão da área aplicada mas, em uma rápida pesquisa, a mesma sessão para depilação que com técnica a laser custaria entre R$ 200 a R$ 300, com a fotodepilação sairia entre R$ 80 e R$ 150.

Outro ponto a ser discutido com o profissional responsável na escolha do método é sobre a eficácia em determinados tipos de pelos. A fotodepilação com luz pulsada costuma ter melhores resultados sobre pelos finos e mais claros que a depilação a laser. Para peles escuras, sua atuação também se apresenta superior à da depilação a laser.

Fique em forma e com saúde como você sempre quis. Veja como é fácil.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar