Conheça formas de investimento para se aposentar com mais de R$ 6 mil

Estudar as formas de investimento são essenciais para se planejar desde cedo e garantir uma aposentadoria confortável, ganhando mais de R$ 6 mil ao mês.

Conheça formas de investimento para se aposentar com mais de R$ 6 mil
Estudar as formas de investimento são essenciais para a aposentadoria

CARTÃO DE CRÉDITO SEM ANUIDADEsaiba como ter o seu

Dificilmente vamos encontrar alguém que esteja satisfeito em se aposentar pelo INSS. Portanto, estudar as formas de investimento são essenciais para se planejar desde cedo e garantir uma aposentadoria confortável, com valores dignos, sem burocracias nem atrasos com o governo no momento em que mais precisa parar e desfrutar o que conquistou durante a vida. As três opções citadas podem ter como base um jovem de 25 anos que comece a poupar entre R$ 500,00 a R$ 900,00 ao mês. Dependendo da opção escolhida, aos 50 anos de idade ele já poderá se aposentar ganhando mais de R$ 6 mil ao mês. 

Conheça as novas regras da aposentadoria no Brasil

Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um programa do Tesouro Nacional, o qual permite a venda de títulos públicos para pessoas físicas pela internet sob diversas modalidades de rendimentos. Com aplicações a partir de R$ 30,00, nele o rendimento é maior (em média 0,9% ao mês) e tem a garantia de pagamento integral pelo governo. O risco é extremamente baixo, pois são títulos do Tesouro Nacional, que por definição têm o menor risco de um país. No entanto, há incidência de Imposto de Renda e o processo de investimento é mais burocrático, necessitando o cadastro em uma corretora de valores, que às vezes cobram taxas. Os saques têm dias para serem feitos. Os títulos também têm datas de vencimento e se vendidos antes delas podem ter rendimentos menores do que o previsto ou até mesmo negativos.

O ideal, não só para uma das formas de investimento é começar a comprar títulos ainda pela juventude. Mesmo que não sobre muito de seu salário, não deixe de ir adquirindo títulos ao longo da vida. Escolha um vencimento, como 2035 ou 2050. Com isso, ao longo do tempo você irá diluindo os riscos de oscilação das taxas e estará constituindo uma carteira de investimentos muito valiosa. Invista o que puder e de preferência mensalmente. Para saber mais e começar a investir, acesse o portal do Tesouro Nacional.

Veja 5 estratégias para organizar as finanças pessoais

Previdência Privada

A maneira mais conhecida por entre aqueles que pretendem fugir da previdência social é apostar em uma das formas de investimento que conta com aplicações privadas. Muitos especialistas dizem não ser a melhor opção, mas começando cedo ou investindo uma alta quantia logo no início – ou sempre que uma quantia maior vier à mão – pode garantir bons rendimentos para a aposentadoria.

SIMULAÇÃO GRATUITA
Quer saber se é possível conseguir o empréstimo? O E-konomista te ajuda. Faça uma simulação gratuita e o cadastro por aqui.

Especialmente quando contratadas em grandes bancos, as taxas administrativas acabam sendo muito altas, ultrapassando até mesmo as taxas oferecidas em seguradoras independentes. Outro tópico que acaba saindo caro para o investidor são as taxas de carregamento de entrada e saída, fazendo com que o dinheiro aplicado nem chegue a ser investido de fato.

Os planos de previdência privada são divididos em PGBL e VGBL, o que difere é o fato de um ser voltado à investidores que, independente dos seus rendimentos, já declaram imposto e renda e o outro terá abatimento de impostos somente sobre a quantia investida ao efetuar o resgate da aplicação.

Para usufruir dos rendimentos de uma previdência privada, o investidor deverá procurar qual a melhor oferta e taxas para si, além de também contratar seu plano em uma instituição sólida e de bom histórico no mercado, pois existe os risco de perder a aplicação caso a instituição quebre.

Aos investidores com mais de 50 anos de idade, a dica para aderir ao plano de previdência privada é contribuir logo de início com algum capital acumulado, como por exemplo, o valor da venda de um carro.

Dicas para juntar até R$ 16 mil por ano

Poupança

A poupança convencional é uma das formas de investimento mais comuns, mas obviamente também tem seus prós e contras. Ela é livre de taxas, isenta de Imposto de Renda e o poupador ainda tem a liberdade de sacar o valor a qualquer momento, sem perder nada com isso. Porém, os juros de rendimento de poupança são os menores entre as opções citadas e, caso o seu banco vá a falência, o Fundo Garantidor de Créditos lhe pagará R$ 250 mil pelo prejuízo (imagine se isso acontece próximo ao período de se aposentar). 

O rendimento da poupança é de 0,5% ao mês e de cerca de 8,5% ao ano, porém, para os mais inseguros e tradicionais, construir seu fundo de investimento em uma poupança também é uma opção viável para viver uma aposentadoria confortável e, se houver disciplina em relação ao valor guardado, com rendimentos mensais de mais de R$ 6 mil.

Cadastre-se grátis e concorra a vários prêmios!


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar