Quer financiar um carro?

Receba já uma cotação com a melhor solução de crédito para você

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Seguinte

Vale a pena financiar carros usados?

Financiar carros usados tem as suas vantagens e desvantagens. No geral, as taxas de juros para comprar um carro usado são mais altas, mas por outro lado você não paga pela depreciação do veículo. Saiba mais.

Saiba quando vale a pena financiar carros usados e quais são as condições.

Quem deseja adquirir um carro mas não tem o dinheiro na mão para comprá-lo à vista, frequentemente opta pelo financiamento do veículo. Na hora de fazer a comparação, o financiamento de um usado parece uma proposta tentadora pois a entrada é mais barata do que um 0km, mas as taxas de juros são bem mais altas. Afinal, vale a pena financiar carros usados?

Quer financiar um carro?
Faça já uma simulação de financiamento e veja qual é a melhor solução para você.
Tudo depende do que você procura. Se você está interessado em um carro semi novo, com cerca de 2 a 3 anos de uso, pode encontrar veículos em excelente estado e com preços consideravelmente mais baratos, já que o carro zero ao sair da concessionária tem desvalorização de 15% a 30%. Isso, levando-se em conta a média de depreciação inerente a cada modelo.

Vantagens e desvantagens de financiar carros usados

Vantagens

- Financiando um carro usado você poderá, por um valor reduzido, adquirir um carro mais completo, com itens de segurança (airbags e freios ABS) e de conforto (ar condicionado, direção hidráulica e acionamento elétrico de vidros e travas das portas). 
- O financiamento de carros usados oferece entrada até 20% mais barata do que o financiamento de carros novos.

Desvantagens

- Os juros para o financiamento de carros usados é mais alto do que o de carros novos, sendo muitas vezes até o dobro da taxa, o que pode fazer com que o financiamento do usado se torne um mau negócio. Entenda por que:
Segundo o Banco Central, as taxas médias de juros de financiamento de veículos novos variam entre 1,5% e 2%, enquanto o juros para carros usados ficam entre 3 a 4,5%. 

Antes de financiar carros usados, faça uma simulação

Veja uma simulação comparativa entre o financiamento de um carro novo e um usado. Vamos comparar o financiamento de um carro popular ano 2003, com o valor de R$17.000 e taxa de 4% e um novo, também popular, no valor de R$22.600 com taxa de 2%. Para tanto, iremos considerar um financiamento de 36 meses com 30% de entrada, que são as condições normais de contratação de um usado.

Usado
Valor à vista: R$17.000
Entrada de 30%: R$5.100
Saldo: R$11.900
Juros: 4%
Valor das prestações: 36x R$629,00
Valor final financiado:  R$27.744

Novo                                                                     
Valor: R$22.600
Entrada (30%): R$6.780
Saldo: R$15.800
Juros: 2%
Prestações: 36x R$620,00
Gasto total: R$29.123

Observando essa comparação, vemos que a diferença entre os preços no gasto total fica reduzida devido ao alto valor dos juros. Quem deseja ter um carro mais completo e tem uma quantia menor em mãos para pagar a entrada, pode se satisfazer com o financiamento de um carro usado, no entanto, financeiramente não é viável. As taxas de juros para financiar carros usados são muito altas, as prestações ficam mais caras do que o financiamento de um carro novo, os gastos com juros do usado implicam um aumento de 63% no valor real do carro. 

Depende do carro e do desejo do cliente, mas a dica do E-konomista é: vale a pena pagar R$1.680 reais a mais na entrada, adquirir um carro novo sem ter que se preocupar com os antecedentes e ainda pagar uma parcela mais barata por ele. 


E se você vai comprar um carro, mas ainda não decidiu nem a marca e nem o modelo, faça um test drive e tenha a certeza de fazer um bom negócio!


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Ana Luiza Fernandes Ana Luiza Fernandes

Ana Luiza Fernandes é brasileira, natural de Minas Gerais, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e hoje cursa Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, Portugal. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural, Fotografia, Documentário e Assessoria de Imprensa e é apaixonada pela profissão desde criança.