Quer financiar um carro?

Receba já uma cotação com a melhor solução de crédito para você

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Seguinte

Financiamento de carros usados cresce no Brasil

Entenda por que o financiamento de veículos usados cresce cada vez mais no país e, do ponto de vista do consumidor, por que os juros são maiores.

Saiba por que o consumir opta por comprar veículos usados

Uma matéria publicada pelo Jornal O Estado de São Paulo analisou que os financiamentos de automóveis de 9 a 12 anos de uso (modelos fabricados entre os anos de 2004 e 2007) aumentaram no primeiro semestre de acordo com Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos (Cetip).

Saiba por que o financiamento de carros usados subiu no país

Esse aumento se deu porque o custo para a compra desses carros é menor em relação aos mais novos e nesse momento é o que mais atrai o consumidor. Como a procura por veículos seminovos é maior, o comprador do carro zero passou a comprar um automóvel seminovo.

Ganhe um serviço mecânico grátis na Porto SeguroPara segurados e não segurados

Os acontecimentos de 2007, quando houve um recorde de vendas de automóveis, nos ajuda a entender melhor o quadro que estamos passando agora. Nesse período, o mercado tinha muitos carros em estoque e isso fez com que aumentasse o número dos financiamentos na faixa dos 9 a 12 anos. E o mesmo está acontecendo nesse momento.

Em contra partida, é preciso analisar as condições, custos adicionais e ao prazo desse financiamento. Normalmente, os juros para financiar carros mais antigos são maiores, da mesma forma que os valores gastos com a manutenção desses veículos.

Os 40 carros usados mais vendidos de 2016

Com referência aos impostos e encargos da transação, a dica para qualquer operação que envolva juros é economizar ao máximo para dar a maior valor de entrada. Ou, se possível, pagar a metade do valor do carro na entrada e financiar o restante.

Estatísticas

A compra a prazo dos carros usados subiu 6,9% entre janeiro e junho deste ano, se comparar com o mesmo período do ano passado. Já os veículos novos, a queda no número de compras foi de 30%; os seminovos caíram 11,2% (até três anos de fabricação); 6,4% de queda para os carros usados jovens (quatro a oito anos); e as compras dos automóveis com mais de 12 anos caiu 27,4%.

O aumento do desemprego, o baixo índice de confiança do consumidor e a queda na renda dos brasileiros são os fatores que explicam a diminuição nos financiamentos de carros novos durante o primeiro semestre desse ano.

Outro fator é que a inadimplência é maior entre os compradores de automóveis mais novos ou zero. Por isso, consumidor passou a abrir mão de itens de conforto do veículo novo e passou a adquirir carros equipados mais antigos, por causa do valor ser bem mais baixo.

Cadastre-se e ganhe um serviço mecânico GRÁTIS na Porto Seguro.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Elisabete Machado Elisabete Machado

Brasileira, natural de São Paulo, formada em Comunicação Social com ênfase em Jornalismo e Pós-graduada em Fundamentos da Cultura e das Artes pela Universidade Estadual Paulista. Possui trabalhos na área de Jornalismo Cultural e Assessoria de Imprensa.