Finais de semana com três dias aumentam a produtividade

Já imaginou ter três dias de descanso a cada quatro trabalhados? Pois além de ser bom para você, ainda pode aumentar sua produtividade.

Finais de semana com três dias aumentam a produtividade
Estudo mostra diversos benefícios

Anda cansado? Tem dia que nem consegue pensar e parece que o final de semana não foi suficiente para descansar e recomeçar a rotina de trabalho? Pois há estudos que mostram diversos benefícios de finais de semana de três dias. Não esqueça de encaminhar a seu chefe!

Estamos trabalhando muito?

Atuamente no Brasil, profissionais CLT trabalham 44 horas semanais, o que significa uma jornada de 5 x 8h48. Em alguns setores no entanto adota-se uma jornada de 40h por semana, o que faz com que os profissionais atuem no famoso horário comercial, das 09h às 18h, com 1 hora de pausa para o  almoço.

Na Suécia, por exemplo, está em teste uma semana de trabalho de apenas 30 horas - o que muitos estagiários fazem hoje no Brasil. Já um estudo australiano diz que profissionais com mais de 40 anos devem trabalhar apenas três dias por semana.

Mas a redução de dias de trabalho não signica redução de horas semanais necessariamente. Nos EUA, por exemplo, durante a crise, em 2008, o estado de Utah implementou um regime de "4 dias, 40 horas". Dois terços dos funcionários públicos aderiram a esta medida e declararam ser mais produtivo.

Finais de semana de três dias

De acordo com o site Science of Us, existem diversos benefícios relacionados aos finais de semana prolongados. O principal deles é em relação à saúde: quanto mais se trabalha, menos saudável se é. Além disso, ter três dias de descanso permite ao profissional dormir mais e ter um tempo de sono de melhor qualidade, o que permite a recuperação emocional do estresse associado ao trabalho.

Mas o mais importante - inclusive para as empresas - é a produtividade. Estudos mostram que os três dias de descanso diminui erros, acidentes e melhora a qualidade do trabalho.

Faça um empréstimo online em 3 minutos!

Quem tem marido trabalha mais

Um estudo da Universidade de Michigan mostrou que ter um marido adiciona 7 horas de trabalhos domésticos para as mulheres por semana. Já aquelas que têm três filhos ou mais chegam a acumular 28 horas limpando e cozinhando, fora sua vida profissional.

Por mais que se lute por igualdade de gêneros, ainda há má distribuição de tarefas domésticas entre homens e mulheres. A prova disso é que o estudo apontou que ter uma esposa reduz uma hora de tarefas domésticas a cada semana para os homens.

A pesquisa mostrou ainda que as mulheres jovens solteiras gastam 12 horas por semana com trabalhos domésticos, e as que têm mais de 60 anos gastam o dobro disso.

Para realizar a pesquisa foram analisados dados coletados pelo instituto que analisa a dinâmica da renda familar nos Estados Unidos desde o ano de 1968. Foram avaladas tarefas cotidianas, quando homens e mulheres discorrem sobre o tempo que gatam limpando, cozinhando ou executando outras tarefas.

Ranking de produtividade

Um levantamento da consultoria inglesa Expert Maket, que analisou 36 países (o Brasil não está entre eles), mostra o ranking de produtvididade dos mesmos.

Para isso, o estudo dividiu o PIB (Produto Interno Bruto) per capita - que representa a produção por indivíduo, em libras - pelo número de horas trabalhas por ano, em média. 

A Alemanha se destacou no ranking, sendo a que tem o menor número de horas trabalhadas por ano: 1.371. A média mundial é de 1.762. Mesmo trabalhando menos horas, o país ocupou a sexta posição da lista em termos de produtividade. 

Luxemburgo, primeiro país da lista de produtividade, é o 10º país com o menor número de horas trabalhadas por ano.

  1. Luxemburgo - trabalham 1.643 horas/ano; produtividade por hora de 45,71 libras
  2. Noruega - trabalham 1.427 horas/ano; produtividade por hora: 36,36 libras
  3. Austrália - trabalham 1.664.2 horas/ano; produtividade por hora: 29,81 libras
  4. Suíça - trabalham 1.568,2 horas/ano; produtividade por hora: 28,35 libras
  5. Holanda - trabalham 1.425 horas/ano; produtividade por hora: 28,35 libras
  6. Alemanha - trabalham 1.371 horas/ano; produtividade por hora: 25,95 libras
  7. Dinamarca - trabalham 1.436 horas/ano; produtividade por hora: 24,14 libras
  8. EUA - trabalham 1.789 horas/ano; produtividade por hora: 23,66 libras
  9. Irlanda - trabalham 1821,26 horas/ano; produtividade por hora: 23,12 libras
  10. Suécia - trabalham 1.609 horas/ano; produtividade por hora: 22,58 libras

Ganhe um tablet para estudar inglês online! Oferta limitada

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Redação E-konomista Redação E-konomista

O E-konomista é um portal on-line que busca fornecer dicas sobre economia em diversos aspectos da vida. Caso queira contactar a nossa redação, envie um e-mail para o info@e-konomista.com.br.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar