12 filmes brasileiros que você precisa ver para entender o Brasil

Para entender o presente é preciso estudar o passado, e o cinema é uma boa forma de entender a história do país. Confira esses 12 filmes brasileiros que abordam realidades bem atuais no país. 

12 filmes brasileiros que você precisa ver para entender o Brasil
Além dos mais aclamados, outros filmes brasileiros chamam atenção.

Dizem que para entender o presente precisamos olhar para o passado para evitar erros no futuro. Livros contam a história, mas o cinema, por meio da visão pessoal de cada um e da construção coletiva dos personagens da história, é capaz de sensibilizar e esclarecer aquilo que parece inexplicável. A seguir, listamos alguns filmes brasileiros que ajudam a entender o cenário atual do país – desde a crise política e ideológica até a violência e questões sociais.

Filmes brasileiros para entender o país

Crise política, economia instável, discussões ideológicas, pedidos de intervenção militar, ódio aos comunistas. O ano é 2016, mas as questões são as mesmas que rondavam o país na década de 60. Muitos filmes retrataram esses temas e outros que ajudam a entender como chegamos aqui. Saiba quais são os filmes brasileiros que melhor explicam a história do nosso país. 

1. O ano em que meus pais saíram de férias

Dirigido por Cao Hamburguer, o filme de 2006 conta a história de um garoto cuja vida muda completamente após ser deixado na casa do avô porque seus pais saíram de férias – na verdade, eles fugiam da perseguição do regime militar. A história mostra o cotidiano na época da ditadura e como a vida de toda família dos perseguidos era afetada, o que continua atual, já que até hoje familiares buscam notícias de parentes e amigos desaparecidos na época do regime.

2. Getúlio

De João Jardim, o filme de 2014 mostra os últimos 19 dias de vida do presidente Getúlio Vargas, que cometeu suicídio. Na época ele enfrentava uma forte crise política e acusações de que teria ordenado o atentado contra o jornalista Carlos Lacerda. A articulação dos golpes políticos, mostrada no filme, segue atual.

3. Entreatos

Dirigido por João Moreira Salles, o documentário de 2002 mostra o dia a dia do então candidato Luiz Inácio Lula da Silva na campanha que o elegeu como presidente. Bastidores, viagens, gravações e reuniões são registrados sem intromissão durante 30 dias e mostram personagens como José Dirceu e Antonio Palocci. Em tempos de Operação Lava-Jato e queda na popularidade do PT o filme mostra como o partido e alguns dos principais políticos e aliados chegaram aonde estão.

4. Peões

O filme de 2004, dirigido por Eduardo Coutinho, retrata a origem e fortalecimento dos sindicatos no país. Metalúrgicos contam suas histórias de vida e mostram sua vida pessoal sobre o então presidente Lula e os rumos que o país estava tomando. Entremeado com as falas estão takes das greves no ABC.

5. Quanto vale ou é por quilo?

Sérgio Bianchi é o diretor desse filme 2005, que mostra dois momentos distintos na historia brasileira que se assemelham em algumas características: século 18, quando negros eram transformados em mercadoria e meio para buscar o lucro pelos senhores da terra, e atualidade, quando uma ONG lucra com a exploração da miséria.

As desigualdades raciais e sociais, tema sempre atual e pendente de solução, e as medidas que vem sendo tomadas para sanar esses problemas são alguns dos principais pontos do filme.

6. Cidade de Deus

Um dos maiores filmes brasileiros não poderia ficar de fora da lista. Dirigido por Fernando Meirelles, o longa de 2002 é baseado no livro de Paulo Lins e mostra o cotidiano nas comunidades cariocas com os próprios moradores atuando como personagens da história.

O nascimento do poder paralelo do crime organizado, seu crescimento e como tomou força e dominou algumas regiões do Rio de Janeiro é o principal ponto do filme, que também fala sobre preconceito e desigualdade.


7. Pro dia nascer feliz

De 2006, o filme de João Jardim apresenta dilemas e expectativas de alunos e professores de Pernambuco, São Paulo e Rio de Janeiro. Cada um com suas realidades particulares e diferentes, aborda temas como o cotidiano do sistema educacional, preconceito e desigualdade.

8. Batismo de Sangue

Filme dirigido por Helvécio Ratton em 2007, retrata mais uma vez os dias do regime militar nos anos 60, quando um grupo de frades dominicanos são presos e torturados. Os religiosos decidem apoiar o grupo guerrilheiro liderado por Marighela conta a ditatura, e mostra tanto os dias de terror vividos na época quanto a relação entre comunismo e igreja.

9. Ônibus 174

De Felipe Lacerda e José Padilha, esse é um dos filmes brasileiros que retratam os problemas sociais com maior profundidade. O documentário mostra o sequestro do ônibus 174 em 2000 no Rio de Janeiro e vai fundo na vida do sequestrador, que cresceu nas ruas e sobreviveu à chacina da Candelária. O longa critica também a cobertura sensacionalista da imprensa, que transformou o caso em um espetáculo.

10. Prisioneiro da Grade de Ferro

A absolvição dos réus do Massacre do Carandiru trouxe de volta a discussão sobre a legitimidade das ações tomadas na época, quando 111 presidiários foram assassinados após uma rebelião. O filme é de 2004, dirigido por Paulo Sacramento e mostra a superlotação dos presídios brasileiros por meio dos próprios presos, que registram as cenas do cotidiano com câmeras de vídeo. As gravações aconteceram poucos meses antes do Massacre.

11. Garapa

A fome é uma realidade em muitas partes do Brasil e um problema crônico que parece não se resolver. O filme de 2006, dirigido por José Padilha, acompanha por quatro semanas o cotidiano de três famílias cearenses que sofrem com a falta de alimentação. Uma mistura de água com açúcar aquecida é usada como alimento para enganar o estômago.

12. Som ao redor

Kleber Mendonça Filho dirige esse filme de 2013 que conta a história dos moradores de uma rua de classe média após a chegada de uma milícia. Enquanto alguns comemoram a segurança privada e sensação de tranquilidade outros vivem momentos de tensão e dificuldade. Paralelo a isso uma mulher busca uma forma de resolver seu problema com os latidos do cão do vizinho. O filme faz uma reflexão sobre problemas da grande cidade, em especial paranoia com segurança, violência e barulho.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar