Feira ou supermercado: veja o que compensa mais comprar em cada

Analisamos qual a melhor opção na hora de comprar frutas, verduras e legumes. Veja o comparativo. 

Feira ou supermercado: veja o que compensa mais comprar em cada
Custos, vantagens e desvantagens

Para quem faz compras regularmente essa é uma dúvida constante: compensa mais comprar frutas, legumes e verduras na feira ou no supermercado?

Ambos os locais possuem seus prós e contras. Desde o barulho das feiras (incômodo a muitas pessoas) que geralmente não ocorre em supermercados, a facilidade de acesso aos supermercados já que feiras geralmente ocorrem apenas uma vez na semana, as longas filas dos supermercados as quartas-feiras, a possibilidade de promoções e descontos das feiras, a organização e higiene dos supermercados.

Feira x Supermercado

Em pesquisa feita entre os meses de abril e maio nos supermercados da cidade de São Paulo foram constatadas as diferenças de preços entre produtos vendidos em feiras e supermercados de um mesmo bairro. Inúmeros são os aspectos que envolvem a escolha de um ou outro ambiente de compra, mas antes de considerá-los, vamos aos custos:

  • Tomate: R$5,50 a bandeja na feira; R$3,50 o quilo no supermercado.
  • Cenoura: R$6,50 o quilo na feira; R$4,00 o quilo no supermercado.
  • Abóbora: R$4,00 a unidade na feira; R$2,00 o quilo no supermercado.
  • Batata: R$3,00 o quilo na feira; R$5,30 o quilo no supermercado.
  • Cebola: R$3,50 o quilo na feira; R$3,00 o quilo no supermercado.
  • Ovo: R$6,00 a dúzia na feira; R$5,60 no supermercado.
  • Banana nanica: R$3,00 a dúzia na feira; R$3,30 o quilo no supermercado.
  • Alface e rúcula: R$2,00/3,00 a unidade na feira; R$2,00/3,00 a unidade no supermercado.
  • Laranja pêra: R$3,50 a dúzia na feira; R$3,00 no supermercado.

Preço do feijão: como economizar e onde é mais barato

O que compensa mais

São muitos os aspectos a se considerar para definir qual a melhor opção para comprar frutas, legumes e verduras, se na feira ou no supermercado.

Se levarmos em consideração apenas o custo dos alimentos, os supermercados parecem oferecer preços sempre abaixo dos preços nas feiras - isso também porque podem comprar quantidades maiores e armazenar por mais tempo que os feirantes. Outro aspecto muito positivo é o fácil acesso a supermercados a qualquer dia e hora e ainda contando com promoções semanais no setor de hortifruti.

A grande vantagem nas feiras é a possibilidade de negociação, especialmente quando comprado em grandes quantidades, além dos produtos apresentarem aparência melhor - pois os feirantes geralmente apenas obtém produtos novos e com estoque sempre renovado por não poder armazená-los. O famoso horário da xepa é mais uma boa opção para pechinchar.

Numa relação geral de custo/benefício os supermercados parecem a melhor opção de economia mas é sempre mais importante pesquisar e conhecer bem as tendências de cada feira e supermercado, especialmente na época de determinados produtos (o que pode baratear mais ainda seu valor em um ou outro ambiente).

*Valores estimados através de pesquisas de campo realizadas pelo blog Pag Pouco e peloa equipe de reportagem do canal SBT, entre abril e maio de 2016, em São Paulo.

​Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Tabata Franco Tabata Franco

Paulistana, formada em Comunicação e Multimeios e em Produção de Áudio e Vídeo. Transita por produções e projetos nas áreas de cinema/vídeo, fotografia, redação e artes em geral. Comunicativa, ama a palavra, se encanta pelas linguagens.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar