9 piores coisas que você pode falar para um australiano

Assim como nós não criamos macacos, o povo australiano não cria cangurus. Escape de cometer gafes no Novo Continente com as dicas que preparamos.

9 piores coisas que você pode falar para um australiano
Estereótipos que podem te fazer perder um possível amigo

GANHE O MUNDO FALANDO INGlÊSfaça um teste e descubra o seu nível








Austrália é uma palavra derivada do latim, Austral. O significado dessa palavra é “do sul”, e a origem da palavra remonta ao século II, em lendas sobre “terra australis incógnita" (terra desconhecida do sul). O nome do país foi dado por uma sugestão de Matthew Flinders, quando escrevia o seu manuscrito sobre a viagem à Austrália em, publicado em 1814. Em uma nota de rodapé, ele sugere que o nome Austrália soava melhor, e que daria este nome se pudesse dar uma sugestão. Só em 1824 o nome foi oficializado pelos ingleses, depois de se chamar Terra Australis e Nova Holanda.


Não tem mais mistério

Hoje em dia, o país já não é tão misterioso assim. Já foi povoado, colonizado e tem uma cultura própria da qual os nativos se orgulham. Sabe aquelas coisas que os gringos acham da nossa cultura e nos tiram do sério? Eles também têm. Conheça mais sobre a cultura australiana antes de disparar uma pérola. Veja aqui algumas dicas úteis.

ECONOMIZE NA SUA PRÓXIMA VIAGEM
Receba as dicas, ofertas e informações no seu email e viaje mais barato.

1. Cangurus e coalas vivem no seu quintal

- E você já teve um coala de estimação?

Achar que os australianos vivem com cangurus e coalas é a mesma coisa que dizer que todos os brasileiros convivem com macacos e têm uma cria deles em casa. Mesmo que estes animais sejam o ícone do país, não são facilmente encontrados nas cidades, muito menos nos quintais.

2. "As cobras vão me matar"

naofalarparaumaustraliano


- Não quero ir viajar, tenho medo das cobras.

A fauna australiana é exuberante, e é o país que tem a maior quantidade de cobras. Mas daí até dizer que não vai conhecer o país porque tem medo dos animais venenosos, tem um longo caminho – geralmente equivocado. Apesar de terem vários tipos de cobras no território e até a espécie mais venenosa do mundo, capaz de matar 100 adultos com um só veneno, ninguém nunca morreu com uma picada dessa espécie. Isso porque existem antídotos. Além disso, você só corre o risco de ser picado por uma cobra se andar no meio do mato: se for para uma cidade, pode ficar tranquilo.

3. A capital é Sidney

- Vou viajar para a capital. – você disse a um australiano. Ah, e o que vai fazer lá? – ele responde. Não sei... o que eu posso fazer em Sidney?

Sério, não faça isso. É a mesma coisa que dizer que a capital do Brasil é São Paulo só porque é a maior cidade ou Rio de Janeiro porque sim. A capital da Austrália não é Sidney. Nem Perth. Nem Melbourne. Muita gente não sabe, mas a capital é a oitava maior cidade do país e maior cidade do interior. Tem 450 mil habitantes e se chama Camberra. Não se esqueça!

4. Sotaque britânico

- Ah, que legal! O seu sotaque parece britânico.

Não tem nada de legal nisso. Pense nos países que falam português. Agora imagine que um estrangeiro disse que o seu português é igual ao de um nativo de Portugal. Não é ofensivo, mas não tem nada a ver. E isso se dá por questões óbvias, como a distância e o tempo que se passou desde a colonização. Por isso, ponha as coisas nas caixinhas certas: é a mesma língua, mas o sotaque britânico é britânico e o australiano é australiano. Com o tempo você descobre as diferenças, que são muuuitas.

5. Dizer que a Austrália é longe de tudo

naofalarparaumaustraliano


- Eu gosto daqui, mas acho que é muito longe de tudo. – você disse a um australiano.

Ele pode ser rude e responder “então o que faz aqui?”, mas provavelmente não é o que vai fazer pois costumam ser amigáveis. Mas pense bem: estar longe de tudo é uma questão de referencial – porque nós temos a mania de venerar a cultura ocidental e é extremamente egoísta dizer que eles é que estão longe de nós. Por que não o contrário? É magnífico poder viajar para destinos exóticos e lindos como a Tailândia, China, Índia, Japão, Nova Zelândia, Timor Leste, Macau, Malásia, Indonésia e muitos outros sem ficar uma eternidade no avião ou gastar uma fortuna em passagens. E aí? Ainda acha longe de tudo?

Tenha ofertas de pacotes de viagem, cruzeiros e reservas de hospedagem de última hora na palma da mão. Baixe o app grátis e fique de olho nas oportunidades!


6. Achar que todos são surfistas bronzeados e naturebas

Eles são, sim, um povo saudável, que aprende até a passar protetor solar desde pequenos na escola. Mas também não são um povo todo vegano ou vegetariano. Assim como a maioria das pessoas, eles gostam de chocolate e dos prazeres da boa vida. Afinal, ninguém é de ferro. Em relação à cor: a maioria deles é bem branquinha e toma muitos cuidados com a exposição ao sol. A imagem dos australianos como um povo alaranjado não é tão verdadeira. Até porque nem todos moram na praia. A capital, por exemplo, fica no interior.

7. Achar que eles conhecem o país inteiro

- Como assim você não conhece Perth? Você é australiano!

Provavelmente, uma pessoa que vive em Perth não conhecerá Melbourne e vice-versa. Isso porque a Austrália é um país gigantesco, e de ponta a ponta lateral pode ser comparado aos Estados Unidos, com direito a um deserto inabitado no meio. É até mais fácil visitar a outra ponta indo de navio ou avião ao invés de ir de carro. Por isso, não ache que um Australiano vai conhecer o país todo, assim como você talvez também não conheça o Brasil inteiro.

8. Futebol Australiano

naofalarparaumaustraliano


- Legal! Parece Rugby!

Não é. O tamanho do campo é diferente, o formato da bola, a quantidade de jogadores, os tipos de passe, o tempo de jogo, distâncias máximas para fazer os passes e até a contagem de pontos não é igual. Antes de dizer que é a mesma coisa, que tal aprender a jogar o esporte mais praticado do país?

9. “Você devia dar mais duro no trabalho”

Pouca gente na Austrália está disposta a dar a vida pelo trabalho. Em primeiro lugar, eles prezam a qualidade de vida. Já que têm muitos motivos para serem felizes além do trabalho, é um povo que valoriza muito isso – e não faz cara feia se você não fizer hora extra. Não existe urgência que não possa esperar pelo dia seguinte. E o chefe concorda. Os australianos, no geral, não sucumbem a um ritmo de trabalho workaholic. Raramente serão feitas horas extra numa empresa, porque todos na cadeia de produção preocupam-se com a qualidade de vida. Esqueça aquele e-mail às 5 pras 6 pedindo urgência e vá para casa sem culpa.

Desenrole a língua! Aprenda inglês rápido e definitivamente.


Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Gabriela Ventura Gabriela Ventura

Natural de São Paulo, estudante de Publicidade e Propaganda na USP. Não tem hobbies fixos nem rotina, é apaixonada pelo imprevisto. Foi fazer intercâmbio em Lisboa e... estendeu a estadia por tempo indeterminado.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar