Falar outro idioma faz funcionários ganharem mais. Veja a diferença

Entenda a diferença salarial que falar outro idioma causa em muitos cargos e como o conhecimento de uma língua estrangeira é considerado um diferencial.

Falar outro idioma faz funcionários ganharem mais. Veja a diferença
Mercado profissional valoriza pessoas que falam outra língua

Falar outro idioma não é só um atributo pessoal, mas também profissional. O conhecimento de uma língua estrangeira faz muita diferença no mercado de trabalho e é responsável por salários diferentes até mesmo entre profissionais que ocupam cargos semelhantes. Para os jovens que estão entrando agora no mercado de trabalho a exigência é ainda maior. Há cargos específicos em grandes empresas que não consideram o domínio de um segundo idioma algo diferencial, e sim obrigatório.

Por que falar outro idioma?

Além das situações do dia a dia profissional que exigem conversações em uma língua estrangeira, como atendimento ao cliente e negociações, falar outro idioma ajuda a ter um salário maior. A Catho, empresa especializada em empregos e vagas em todo o Brasil, realizou um levantamento através da A Pesquisa Salarial Catho e constatou diferenças salariais significativas entre profissionais que falam ou não outra língua.

Considerando apenas o conhecimento do inglês, a diferença no salário chega a 52% em cargos de diretores e presidentes. Já para níveis gerenciais, o funcionário que domina o inglês como segundo idioma ganha até 23% a mais que o colega que fala apenas a Língua Portuguesa. Há diferenças também em cargos de supervisão (44%) e profissionais especializados com curso superior, que recebem um salário 47% maior por falar outro idioma.

Black Week English Live Neste Natal, ganhe um tablet para aprender inglês

Os idiomas mais exigidos no mercado

O inglês continua sendo o idioma mais exigido no mundo corporativo. Porém, essa não é a única língua estrangeira que merece atenção (e estudo). Muitas empresas brasileiras consideram o espanhol tão importante quanto o inglês. O motivo é simples: além de ser o segundo idioma mais falado no mundo, o espanhol é a língua falada entre nossos “irmãos”, ou seja, nos países que dividem fronteira com o Brasil e, principalmente, fazem parte do Mercosul, sendo importante tanto para relações diplomáticas quanto de negócios.

MBA no Reino Unido: veja como concorrer a bolsas e estágios

O francês também deve ser considerado na hora de escolher um curso de aprendizagem para falar outro idioma. Ele abre portas em organizações francesas em todos os países que falam essa língua. E não poucos, incluindo grande parte do Canadá. O alemão é especialmente exigido de profissionais dos setores da tecnologia, automobilismo e engenharias em geral. Isso porque a Alemanha é um dos principais centros de pesquisa tecnológicas e científicas.

Por fim, profissionais que desejam cargos em empresas que trabalham com muita exportação de produtos podem e devem investir no aprendizado de mandarim, o idioma oficial da China. Nem precisamos explicar que o comércio com esse país do Oriente é um dos que mais cresce todos os anos e que saber negociar na língua dos chineses é um grande diferencial para qualquer funcionário.

Ganhe um tablet para aprender inglês onde quiser.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar