Ter experiências em áreas de trabalho diferentes no currículo te prejudica ou ajuda?

A matéria mostra quais as vantagens de possuir experiência em diferentes áreas de trabalho e como demonstrar isso na hora de montar o currículo.

Ter experiências em áreas de trabalho diferentes no currículo te prejudica ou ajuda?
Diversidade de atividades pode ser diferencial no currículo

Muita gente ainda tem receio de colocar diferentes experiências de trabalho no currículo, principalmente se essas atividades fogem da sua área de atuação. Na verdade, os empregadores gostam e valorizam quem apresenta um currículo com diversidade.

Um currículo diversificado não é de interesse apenas dos recrutadores. As novas gerações que já ocupam o mercado de trabalho também não temem desafios e mudanças, investindo muitas vezes na troca de carreira.

Experiências múltiplas são um diferencial

O mercado de trabalho exige cada vez mais pessoais que saibam “se virar”. A experiência teórica nem sempre é fácil de ser aplicada, por isso demonstrar que você consegue resolver as mais diferentes situações é um grande diferencial na disputa por uma vaga.

Especialistas em recrutamento sugerem a análise de 3 pontos para saber se a experiência em questão é sólida o bastante para ser colocada no currículo ou não. São eles:

MELHORE
O SEU
CV COM 
UM CURSO
SUPERIOR
Comece já!
  • R etrospectiva: pense em como essa experiência ajudou no seu desenvolvimento e amadurecimento profissional, ou não, e por que ela é importante para você.

  • Crítica: analise a situação criticamente, colocando-se no lugar do empregador. Considere se você vai fazer algo relevante neste próximo emprego e que poderá sair ainda melhor considerandos os aprendizados que você teve com as outras experiências.

  • A empresa: se você acha que a empresa na qual deseja se candidatar segue regras mais antigas, talvez a melhor opção seja manter um modelo de currículo mais tradicional.

Também é importante explicar o motivo de experiências tão diferentes, principalmente se elas dão a impressão de “pular de um emprego para outro”.

Ter uma formação e trabalhar em uma área totalmente diferente é uma prática muito comum entre profissionais que investem no trainee, por exemplo.

Durante o tempo que passam na empresa, os trainees são estimulados a sair de suas zonas de conforto e acabam passando por áreas de gestão de pessoas, trade, vendas, marketing, inteligência de mercado, entre outras.

Os 10 piores erros encontrados em currículos

Quando deixar uma experiência de fora

O principal é mostrar que todas as experiências foram sólidas e tiveram um ciclo completo, ou seja, que não foram atividades passageiras, quebra-galho ou sem importância na sua vida profissional.

Não existe um tempo mínimo ou máximo para que a atividade seja considerada como “um ciclo completo”. Na verdade, o que importa é o que foi construído durante essa passagem. Quando o candidato consegue chamar atenção pelo currículo, o resto pode ser garantido durante a entrevista.

Se atividade não o fez evoluir e crescer profissionalmente, ela não merce entrar no currículo.

Fale inglês e tenha mais sucesso na sua carreira. Faça um teste e melhore o seu nível.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar