Ex-cortador de cana se forma em medicina

Mesmo com inúmeros obstáculos, o pernambucano Jonas Lopes, que chegou a ser cortador de cana, não desistiu e lutou até conseguir se formar em medicina e realizar seu sonho.

Ex-cortador de cana se forma em medicina
Conheça Jonas Lopes, que se formou em Medicina após uma trajetória de superação

Existem histórias de superação que, de tão incríveis, parecem ter sido tiradas da ficção. Algumas delas, de fato, foram parar nas telas, tornando-se filmes de grande sucesso, como À Procura da Felicidade (2006), que conta a história de Chris Gardner, que teve de superar inúmeros problemas até tornar-se um corretor de ações milionário. Outra história real que ficou imortalizada no cinema foi a do médico Ben Carson: pobre e negro, conseguiu se especializar em neurocirurgia, tornando-se o primeiro médico a realizar a separação de xifópagos unidos pela cabeça da história.

Felizmente, casos como esses não se restringem aos Estados Unidos, e aqui no Brasil temos um belo exemplo de que com determinação, coragem e disciplina é possível realizar verdadeiras proezas. Trata-se de Jonas Lopes, 30 anos, ex cortador de cana que depois de superar obstáculos dificílimos, conseguiu se formar em medicina em 2016.

Faculdade de Medicina

Jonas, filho de um pedreiro e uma dona de casa nasceu e cresceu em Palmares, Zona da Mata de Pernambuco. Desde muito cedo, ele precisou de adaptar a uma vida dura, trabalhando na lavoura de cana de açúcar entre doze e quinze anos de idade. A medicina e os estudos sempre fascinaram o obstinado médico e, mesmo tendo parado de estudar entre 1998 e 1999, o sonho de se formar não se apagou. Até dar início à preparação para o vestibular de medicina em 2006, ele precisou fazer bicos, fretes em feiras livres e dar aulas de reforço escolar para garantir seu sustento.

APRENDA 
inglês e vá longe

comece agora

O sonho de cursar medicina até então parecia distante, mas quando ficou sabendo do sistema de cotas, Jonas passou a acreditar que seria possível. Começou aí sua jornada até a aprovação, não sem antes ser reprovado por dois anos seguidos, entre 2006 e 2007. Até que em 2009 a recompensa por estudar entre 10 e 12 horas diárias finalmente veio, com a aprovação na Universidade de Pernambuco, a UPE.

Agora, doutor Jonas, único membro de sua família a ter curso superior, só pensa em ajudar seus pais e familiares. De acordo com o médico, que diz amar os estudos, nem o céu é seu limite.

Acesso a universidades no Brasil

O caso de Jonas Lopes evidencia um fenômeno recente na história do Brasil, que é o aumento de alunos matriculados nos cursos superiores. Os últimos dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), de 2014, registram incremento de 3,8% em relação a 2012, e revelam crescimento de mais de 80%, se considerarmos a década que vai de 2004 a 2013. Embora positivos, um dado ainda precisa melhorar, apra que mais histórias como a de Jonas possam ser contadas. A mesma pesquisa revela que a proporção entre alunos que iniciam a faculdade e os que se formam é de apenas 36%.

Foto: Divulgação G1. Arquivo pessoal/Maria Eduarda Lopes

Saiba como fazer uma faculdade de qualidade com baixas mensalidades!

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Julio Benck Julio Benck

Jornalista em permanente formação, entende que toda profissão tem sua arte e uma beleza característica, é só saber encontrar.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar