10 mestrados baratos (ou de graça) para estudar na Europa em 2016

Aprender um novo idioma e viver uma nova cultura são oportunidades que você pode ter ao estudar na Europa pagando pouco ou nada por um mestrado.

10 mestrados baratos (ou de graça) para estudar na Europa em 2016
Estudar na Europa pagando pouco pode lhe render mais que um mestrado

Intercâmbios, cursos e formações fora do Brasil tem se tornado algo cada vez mais fácil de se realizar. Estudar na Europa, por exemplo, não é mais uma realização distante e, com esforço e preparo, é possível se especializar em renomadas instituições sem pagar nada por isso. Além de sair com um título de mestre, a oportunidade de aprender um novo idioma e viver em meio de uma nova cultura durante os dois anos de curso são mais que recompensantes. Conheça alguns países que lhe permitem estudar na Europa pagando pouco ou nada por eles.

Alemanha

estudarnaeuropa

1. Mestrado em Estudos Culturais e de Negócios Internacionais 

Ministrado em um prazo de dois anos, a Universidade de Passau disponibiliza o mestrado gratuito em Estudos Culturais e de Negócios Internacionais. Com inscrições abertas duas vezes ao ano – de janeiro a abril e de julho a outubro – o curso tem como foco desenvolver as competências de solucionador de problemas, bem como gestão de projetos nos mestrandos. O mestrado é em alemão, porém, no quarto módulo, o aluno deverá escolher entre dois dos seguintes idiomas: inglês, francês, espanhol, italiano, russo, português, tcheco, polonês, chinês, indonésio e vietnamita. A escolha se dará a partir das culturas nas quais desejar se aprofundar. Para saber mais, acesse o portal da universidade, clicando aqui
Ganhe um tablet para aprender inglês oferta limitada

2. Mestrado em Ciências Bioeconômicas 

De graça e em inglês, o curso ministrado na Universidade de Hoheinhem, em Stuttgart possui apenas 45 vagas. Caso seja selecionado, o mestrando deverá apenas pagar uma taxa administrativa de cerca de 160 euros. Porém, além disto, deverá também comprovar que possui condições de se sustentar durante o curso. A média exigida pelo governo é de 8 mil euros por ano mas não é regra, pois o país autoriza que universitários brasileiros trabalhem durante 120 dias por ano em regime full-time ou 240 dias em part-time. Mais informações clicando aqui.

3. Mestrado Interdisciplinar em Estudos Interamericanos

Gratuito e com duração de dois anos, a Universidade de Bielefeld oferece o curso com objetivos inteiramente voltados à entender as singularidades do continente Americano. As abordagens em matérias como a sociologia, literatura, comunicação, história e ciências políticas capacitam o mestrando a integrar áreas profissionais como relações públicas e institucionais, além do jornalismo. 

Para se inscrever, o candidato deverá ter o inglês e o espanhol fluentes. Ter algum conhecimento em alemão é uma vantagem pois, ao longo do curso, testes de proficiência no idioma serão aplicados. As inscrições tem prazo até dia 15 de janeiro para ingressar ao começo do verão e de até 15 de Julho para os interessados em iniciar o curso no inverno. Uma taxa de 235 euros é cobrada por semestre apenas para despesas administrativas. Saiba mais aqui.

Portugal 

estudarnaeuropa

4. Energias Sustentáveis

O mestrado em Energia Sustentável do Instituto Superior de Engenharia do Porto não é gratuito mas, por 950 euros ao ano é possível ingressar no curso. Com duração de 2 anos, o mestrando se forma com a possibilidade de atuar nos domínios da produção, distribuição e gestão de energias sustentáveis ao nível dos grandes investimentos baseados em fontes renováveis (eólica, marés, hídrica, geotérmica), assim como ao nível da produção de média e pequena escala (industrial ou doméstica). Atuações em racionalização de consumos e na gestão ambiental das empresas modernas também estão incluídos nas possibilidades. Mais informações no portal da Universidade aqui.

5. Engenharia Informática e Sistemas de Informação

Outra opção em Portugal é o mestrado em Engenharia Informática e Sistemas de Informação, oferecido pela Universidade Lusófona. Com duração de dois anos e custo total de 720 euros em média, o curso é ministrado em tempo inteiro, formando mestrandos aptos a atuarem como líderes em equipes de consultoria e desenvolvimento, ou como investigadores em projetos de base tecnológica inovadora. Para saber mais sobre o curso, acesse aqui.

Finlândia 

estudarnaeuropa

6. Mestrado em Arquitetura

Com equipamentos e tecnologias de última geração, a universidade de tecnologia Tampere oferece o mestrado gratuito em Arquitetura. Com duração de dois anos e ministrado em inglês, o candidato aceito deverá, contudo, arcar com seus gastos pessoais no país. A Finlândia permite que estudantes estrangeiros trabalhem até 25 horas semanais durante o período letivo. Uma chance de ouro para quem busca estudar na Europa. Aos interessados, as inscrições estão abertas até o dia 27 de Janeiro de 2016. Mais informações aqui.

7. Mestrado em Gestão Intercultural e Comunicação 

Fornecido pela universidade de Vaasa, o curso recebe 20 mestrandos estrangeiros todos os anos. Com duração de dois anos, a formação tem como objetivo capacitar profissionais em comunicação intercultural, atuando em organizações públicas ou privadas como coordenadores de projetos internacionais, gerentes de recursos humanos, especialistas em relações públicas, educadores ou pesquisadores. O curso é gratuito, contando apenas com uma taxa de 142 euros anuais destinados à União dos Estudantes. As inscrições abrem em Janeiro de 2016. Saiba mais sobre o curso clicando aqui.

Planeje-se: tenha pacotes de viagem e hospedagem na palma da sua mão. Baixe o app grátis e fique de olho nas oportunidades.

Noruega 

estudarnaeuropa

8. Mestrado em Economia

Em regra geral, todas as universidades públicas na Noruega são gratuitas e, mesmo se tratando de estrangeiros, o estudante paga apenas uma taxa semestral entre 30 e 60 euros. Assim é o caso do mestrado em Economia na Universidade de Oslo. Com duração de 2 anos, o curso segue sua grade com 3 programas de estudo, sendo eles: Econômico, Ambiental (recursos e desenvolvimento) e Pesquisa, abrangendo uma ampla gama de temas quanto a micro e macroeconomia, metodologia e demografia. Outro adendo quanto à Noruega é referente ao altíssimo custo de vida. Portanto, mesmo com o curso sendo livre de mensalidades, se manter no país será necessário. Para isso, o governo permite que estudantes estrangeiros trabalhem até 20 horas semanais. Saiba mais aqui.

9. Mestrado em Direitos Humanos e Multiculturalismo

Fornecido pela Universidade de Buskerud e Vestfold, este mestrado é o único na Europa a abordar Direitos Humanos e Multiculturalismo ao mesmo tempo. O curso, ministrado em inglês e com duração de dois anos, é realizado na Faculdade de Ciências Humanas e Educação, em Drammen. Após sua conclusão, possibilita ao formando atuar em campos como servidores públicos, administrativos, educadores, integrar equipes em meios de comunicação, organizações humanitárias, empresas privadas ou mesmo como consultores. Estudar na Europa e fazer seus contatos por lá, podem até lhe render um emprego após o curso. As inscrições para estrangeiros vão até dia 15 de janeiro e o curso é totalmente gratuito. Para mais informações, acesse o portal da Universidade aqui.

França

estudarnaeuropa

10. Mestrado em Engenharia de Nanotecnologia

O mestrado em engenharia de nanotecnologia da Universidade de Lyon, tem o custo por volta dos 500 euros anuais, porém, neste valor já está incluso um seguro saúde. O curso tem duração de dois anos e as aulas são em inglês. Como no caso da Noruega, o custo de vida na França é alto e, segundo o governo Francês, para se manter no país durante os estudos, o mestrando necessita de cerca de 430 euros ao mês. Portanto, para que seja possível concluir o curso, é permitido à alunos estrangeiros trabalharem até 964 horas ao ano. Mais informações você obtém aqui.

Ganhe um tablet para aprender inglês onde quiser.

Veja também: 

Gostou? Compartilhe!
Heloísa von Ah Heloísa von Ah

Formada em Comunicação em Computação Gráfica e Design de Games, é apaixonada pela profissão que exerce. Uma aficionada por tecnologia, gatos e cinema underground.

Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar