7 passos para estudar de graça no exterior

Estudar de graça no exterior é unir o útil ao super agradável. Descubra como conseguir realizar esse proeza sem precisar de magia ou milagre

7 passos para estudar de graça no exterior
Sim, é possível estudar de graça fora do país

Você vive ambicionando passar um tempo fora do país, adquirir novos conhecimentos, mas a grana está curta? Provavelmente, precisaria de bons meses de poupança para conseguir atingir este objetivo. Porém, felizmente existe maneira de estudar de graça no exterior. Você só precisar saber aonde encontrar essas oportunidades.

Não, não existe plano mirabolante para estudar de graça em outro país. As bolsas de estudo oferecidas por centenas de instituições de ensino proporcionam essa experiência. O candidato aprovado no processo de seleção, seja para cursos de graduação ou pós, receberá uma quantia para suportar as despesas enquanto estiver sob o abrigo do programa. O valor pode ser integral ou parcial, funcionando mais como ajuda de custo.

Aprender lá fora

estudardegraça


Há quem ache ser impossível estudar de graça, ainda mais no exterior. Isso acontece porque, apesar de existirem inúmeros programas de bolsas de estudos com financiamento completo, não são amplamente divulgados. É preciso saber exatamente aonde procurar a informação para ter acesso a ela. Muita gente só descobre as inscrições depois que o processo seletivo acabou. Se está interessado, fique de olho nos passos que selecionamos para te ajudarem a agarrar essa oportunidade.

1. A maioria dos cursos com bolsas é oferecido em inglês ou espanhol. Por isso, se quer estudar de graça, o primeiro passo é dominar uma (ou as duas) línguas. No processo de seleção, podem ser pedidos documentos que comprovem a sua fluência ou mesmo exames de proficiência, como é o caso do TOELF.

2. É impossível estudar de graça no exterior sem encontrar informações sobre os processos seletivos. Por isso, esteja atento aos sites que divulgam esse tipo de conteúdo. Assim, estará sempre a par das novidades, datas e prazos. Deixamos algumas opções que não podem faltar nos seus favorito:

3. Considere destinos menos óbvios. Quanto menor for a sua concorrência, maiores as chances de ser selecionado para estudar de graça. Programas de financiamento para países como França ou Estados Unidos existem, mas são muito procurados e os valores das bolsas podem ser decepcionantes.

4. Pode tentar mais de um processo seletivo, mas mantenha o foco. Não adianta atirar para todos os lados a ermo. Tudo bem que não é sempre que temos a chance de estudar de graça, mas ir parar em um lugar que não tem nada a ver com você pode ser bem desagradável.

5. Antes de submeter a sua inscrição, confira se todos os dados estão inseridos corretamente. Hoje em dia, a maior parte dos procedimentos é online e acaba por ser muito fácil cometer algum erro. Uma pequena falha no preenchimento, por exemplo, pode acabar com as suas chances de estudar de graça no exterior.

6. É possível que alguns processos solicitem carta de apresentação e carta de referência. Seja conciso, claro e embasado na sua justificativa. Para o outro documento, bastam duas, a menos que o edital especifique a quantidade. Solicite a professores ou empregadores com quem teve o melhor relacionamento possível.

7. Não desista à primeira! Se não for selecionado no processo seletivo desejado, continue tentando. Lembre-se que, como você, muitas outras pessoas também querem e sonham em estudar de graça no exterior. Persistência e paciência são as chaves para o sucesso.

Comece a estudar inglês e ganhe um vale compras de R$250 nas Americanas.

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar