Como pedir um empréstimo para pessoa jurídica

Entenda como funciona o empréstimo para pessoa jurídica, as diferentes linhas de crédito empresarial e quais as instituições mais seguras para contratar.

Como pedir um empréstimo para pessoa jurídica
Dicas para garantir mais investimento no seu negócio

Quem tem o cadastro de pessoa jurídica (CNPJ) e deseja conseguir um dinheiro para aplicar em seu empreendimento pode optar por um empréstimo para pessoa jurídica.

No Brasil, bancos e financeiras disponibilizam esse tipo de empréstimo para pessoa jurídica. O melhor é ter um objetivo traçado para o investimento do dinheiro e, a partir daí, fazer uma pesquisa detalhada sobre cada proposta apresentada pelos bancos e optar pelo acordo mais vantajoso.

Como funciona um empréstimo para pessoa jurídica

Empresas e empreendedores podem optar por um empréstimo para pessoa jurídica a qualquer momento. Mas lembre-se que esse empréstimo deve ser sempre utilizado para o investimento e desenvolvimento de um negócio, e não para uso na vida pessoal do contratante.

O empréstimo para pessoa jurídica pode ser usado como capital de giro, para reformas na estrutura da empresa, pagamento de dívidas, compra de equipamentos, investimentos em mão de obra, entre outras opções.

Para fazer um empréstimo para pessoa jurídica, algumas regras específicas devem ser levadas em consideração. Em geral, as linhas de crédito empresarial são bem semelhantes às de crédito pessoal, até mesmo em relação ao processo de avaliação para liberação ou não do pedido.

Mas há, por exemplo, linhas de crédito mais específicas. É o caso de negócios que pertencem ao setor agrícola. Existem linhas especiais de financiamento para plantio, investimento para compra de maquinários, entre outros. Outra diferença desse crédito voltado para a agricultura é que os pagamentos podem ser programados para as datas das colheitas.

Assim, antes de fechar um empréstimo para pessoa jurídica, pesquisa se há opções especiais para a sua linha empresarial. Avalie também os valores de juros e outras taxas que serão cobradas.

Principais opções

Quase todos bancos e financiadoras disponibilizam linhas de crédito empresarial. Entre os mais seguros estão as instituições já conhecidas em todo o país. Confira:

DESCUBRA A CONTA BANCÁRIA SOB MEDIDA PARA O SEU NEGÓCIOsaiba mais

BNDES

BNDES é o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social, principal instituição do Governo Federal de estímulo ao empreendedor. Ele possui linhas específicas para todos os tipos de empresas – micro, pequenas e médias. Além de linhas especiais para investimentos sociais direcionados a educação e saúde, agricultura familiar, saneamento básico e transporte urbano.

Entre as principais formas de financiamento que o empreendedor encontra no BNDES está o Cartão BNDES, que tem um crédito rotativo pré-aprovado de até R$ 1 milhão e pagamento em até 48 parcelas para a aquisição de bens, serviços e insumos. O pedido pode ser feito diretamente ao BNDES (apoio direto) ou por meio de instituições financeiras credenciadas (apoio indireto).

CAIXA

A Caixa oferece empréstimo para pessoa jurídica com linhas de crédito para investimentos, capital de giro, antecipação de renda, comércio exterior, entre outros. Para todos os casos é necessário analisar a linha de crédito desejada no site da Caixa Econômica Federal, fazer um pré-cadastro e simulação do empréstimo e enviar a proposta que será analisada pelo banco.

As taxas de juros têm como base a tabela de tarifas PJ vigente e os parcelamentos podem ser feitos entre 48 e 60 meses.

ITAU

O Itau trabalha com crédito a curto, médio e longo prazos. Para o crédito imediato são cobrados encargos, tarifas, IOF. Há opções de pagamento via financiamento rotativo (mínimo de 35 dias e máximo de 180 dias), e financiamento parcelado (mínimo de 7 dias e máximo de 1 ano). É importante estabelecer qual a linha de crédito desejada entre as 3 opções para poder saber as taxas e juros equivalentes a cada uma.

SANTANDE R

O Santander tem uma linha especial para capital de giro também com diferentes opções de empréstimos para pessoa jurídica. No Giro Bonificado, por exemplo, as parcelas podem ser de 18 ou 24 meses. O valor mínimo do empréstimo é de 5 mil reais e as taxas de juros são pré-fixadas. Já no plano Giro Máximo, o valor mínimo do crédito é de mil reais, as parcelas são de 20 a 60 meses e as taxas de juros são pré e pós-fixadas. 

O que é e como funciona a análide de crédito

BDMG

Por meio do Programa Estadual de Crédito Popular e Assessoramento Técnico – CREDPOP, o BDMG oferece desde créditos para o microempreendedor individual (MEI) até cooperativas e associações de trabalhadores. As taxas cobradas em cima do empréstimo são o IPCA (9,32%, a SELIC (14,25%) e a TJLP (7,5%). Para solicitar o empréstimo de pessoa jurídica do BDMG, basta ir a uma das instituições de microfinanças credenciada pelo BDMG e fazer seu pedido.

BRADESCO

O Bradesco possui uma grande variedade de linhas de crédito empresarial, algumas também ligadas ao BNDES e a taxa de juros fica perto dos 7% ao mês. Mas também é preciso analisar a fundo cada linha de crédito e fazer simulações antes de contratar o empréstimo empresarial do Bradesco. A solicitação pode ser via simulação no site do Bradesco ou direto em uma das agências do banco.

Encontre a melhor solução de conta bancária para o seu negócio. Veja aqui!

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar