Saiba como funciona o empréstimo para aposentados

As linhas de empréstimo para aposentados foram criadas em 2003, e têm proporcionado a obtenção de crédito sem burocracias e com mais facilidade de pagamento. Conheça melhor essa modalidade.

 

Saiba como funciona o empréstimo para aposentados
Empréstimo para aposentados tem taxas mais baixas e crédito mais facilitado.

Depois de muitos anos de serviço prestado, é sempre bom ter tranquilidade para realizar planos e sonhos. O empréstimo para aposentados é um tipo de crédito direto, um recurso financeiro que auxilia os trabalhadores inativos nos seus projetos. Seja para quitar dívidas, fazer viagens ou adquirir bens e serviços, não importa, o acesso ao dinheiro acontece de uma forma descomplicada e muito pouco burocrática.

 

PRECISA DE UM EMPRÉSTIMO?
Faça uma simulação! Cadastre-se no E-konomista e receba propostas de crédito pessoal sob medida para você.

Além disso, o empréstimo para aposentados possui taxas de juros muito mais vantajosas que outras modalidades de crédito. Podem atingir um máximo de 2,14% ao mês enquanto em outras operações esse valor chega facilmente a 10%, dependendo da instituição financeira. No ano passado, o prazo de pagamento passou de 60 meses para 72, mais uma vantagem para quem realmente necessita de dinheiro e precisa de algum fôlego para pagar.


Como funciona o empréstimo para aposentados

Uma das principais características do empréstimo para aposentados é a desburocratização. Portanto, o processo de obtenção acaba por ser bastante simples. Para contratar, é preciso, a princípio, escolher o banco ou financeira da sua preferência. Apenas certifique-se de que é um local certificado pelo Banco Central. Não é preciso ser correntista para conseguir o crédito. No procedimento, não há consulta ao SPC ou SERASA, ou seja, mesmo alguém com o nome sujo na praça pode conseguir o empréstimo para quitar essa dívida.


A exigência para a aprovação do empréstimo para aposentado é de que o valor da parcela não ultrapasse 30% do valor recebido. Assim, o cliente pode fazer até mais de um crédito, desde que essa regra seja respeitada. A soma das parcelas tem de estar dentro da porcentagem estipulada. Se tudo estiver dentro dos parâmetros, o dinheiro é liberado na hora. Não há necessidade, inclusive, de justificar para que a quantia será usada. Como no crédito pessoal, existe total liberdade para fazer com ela o que bem se entender.


Uma vez contratado, o empréstimo para aposentados é pago diretamente com desconto na holerite. Na altura da assinatura do contrato, o cliente escolhe se será por consignação ou por retenção do valor da parcela. Na primeira modalidade, o INSS é responsável por descontar a quantia referente ao crédito no benefício. Na segunda, a instituição financeira que concedeu o empréstimo recebe do INSS a mensalidade do beneficiário e encarrega-se de fazer o desconto. Atenção que essa só é uma possibilidade para você se contratou o crédito no mesmo banco onde já recebia a aposentadoria.


Veja como se livrar das dívidas e equilibrar o orçamento doméstico.

Cuidados ao pedir um empréstimo

Já frisamos que o empréstimo para aposentados é de fácil obtenção, mas, como qualquer operação que envolva crédito, é preciso ter atenção a alguns pontos. A ideia é que você resolva os problemas e não atraia mais, não é mesmo?

  1. Só recorra ao empréstimo se estiver mesmo em necessidade. Apesar dos juros serem baixos e de o prazo para pagar ser alargado, as dívidas devem sempre ser evitadas.

  2. O INSS divulgou em seu portal uma lista de instituições financeiras habilitadas a concederem esse tipo de crédito. Para evitar fraudes, escolha apenas as que estiverem citadas.

  3. Ninguém pode pedir o empréstimo por você e o valor não pode ser depositado na conta de terceiros. Essa é uma proibição que evita golpes.

  4. Em cidades pequenas não é raro ouvir relatos de fraudadores que visitam casas de idoses e oferecem-se para serem intermediários na obtenção de crédito. Nunca ofereça dados pessoais nesse caso! Você não precisa de atravessadores ou outros agentes para esse processo.

  5. No ato da assinatura do contrato, exija a sua via e todas as informações referentes a operações: taxas mensais e anuais de juros, valor do empréstimo, valor final, número e periodicidade das parcelas.

 

Veja também:

Gostou? Compartilhe!
Receba mais informações como esta!

Receba a nossa newsletter

Ao submeter os seus dados receberá a newsletter, ofertas e publicidade enviado por e-konomista.com.br e pelos nossos Parceiros e aceita os Termos e Condições e a Política de Privacidade. Os dados submetidos serão compartilhados com os nossos Parceiros.

Enviar